Resenha - Preciosa

Autor: Sapphire 
Editora: Record 
Categoria: Literatura Estrangeira / Romance 

Sinopse 

A adolescente do Harlem Clareece Precious Jones é obesa, analfabeta e está grávida pela segunda vez de seu pai. Vítima de constantes abusos físicos e psicológicos por parte da mãe. Seu encontro com uma professora batalhadora a apresentará a um mundo novo, onde poderá expressar seus sentimentos e recuperar sua voz e dignidade.

O que posso dizer sobre esse livro ?

Que é um livro triste de fato, mas que tira a gente da zona de conforto ao pensar que a história pode ser real em algum lugar desse mundo.


O livro é tão real que é escrito em primeira pessoa pela Clarice Precious Jones que ainda não sabe escrever então o livro tem vários erros ortográficos justamente para passar isso com uma realidade fantástica, tornando a leitura em certos momentos difícil de entender.


Então Precious começa seu relato que ela é gorda, analtabeta, senta sempre nas fileiras do fundo na escola e é "zoada" o tempo inteiro na escola chegando a urinar na calças com vergonha se levantar e é feita praticamente de escrava por sua mãe .


Leia um trecho do livro que fala sobre isso:



Página 42 
Eu sou grande , falo, como, cozinho, rio, vejo TV; faço o que minha mãe manda. Mas sei que quando a foto volta eu não existo . Ninguém me quer, Ninguém precisa de mim. Eu sei quem eu sô.

Ela defende alguns professores que gosta e ainda é elogiada por um em especifico de matemática dizendo que ela leva jeito para cálculos, porém Precious como gosta de ser chamada é convidada a se retirar da escola por estar esperando o segundo filho.
A mesma já teve uma filha aos 12 anos de idade que nasceu com Sindrome de Down, e mora com a avó, a mesma está grávida do segundo filho de seu pai, que sua mãe sabe do que acontece e não impede para que isso aconteça:

Veja mais um trecho :


Página 43 


Ela devia me dar dinheiro; mas cada vez que eu peço dinheiro ela diz que eu peguei o marido dela, o homem dela. O homem dela? Fala sério! Aquele é a porra do meu pai! Escuto ela falando com alguém no telefone que eu sou uma vaca, que eu peguei o marido dela, que eu sou rápida. O que é preciso pra minha mãe me ver ? Ás vez eu queria não tá viva. Mas não sei como morrer. Não tenho tomada pra desligar. Por pior que eu teja me sentindo, meu coração não para de bater e meus olho abre de manhã. 



Acho que muitos já devem ter visto o filme ou ouvido falar no filme que fez tremendo sucesso, porém o livro consegue ser mais triste que o filme e realmente me deixou chocada.

Precious sonha em aprender a ler e escrever e usa esse sonho para seguir atrás dos seus sonhos, ela acaba servindo de escrava para a mãe que além de não dar nenhum dinheiro que recebe da previdência pela filha de Precious a mesma pede para Precious fazer tudo em casa desde limpar a casa, fazer e servir comida até masturbar sua mãe além de bater muito em Precious.


Após ser convidada a se retirar da escola a professora indica um curso voltado para analfabetos e com problemas parecidos a escola alternativa " Cada um ensina um" e Precious conhece a educadora Blue Rain e algumas amigas com histórias de sofrimento parecidas como uma que é estuprada pelo próprio irmão e expulsa de casa pela mãe que não acredita no que a filha conta, fazendo com que ela vire prostituta, um outra que é lésbica com uma mãe fortemente religiosa acaba expulsando a filha de casa por não concordar com essas atitudes.

A educadora Blue Rain ensina Precious e as outras garotas a ler e escrever e a fazer um diário onde conta e desabafa o que sente fazendo com que não guarde tantas mágoas em seu coração.


Além disso ensina a ter dignidade e orgulho pela vida, a lutar e a buscar por seus sonhos.

O livro não tem um final feliz pois mostra a realidade do jeito que ela é mas nos mostra que até essas pessoas que sofrem muito na vida tem uma esperança de viver melhor.

Beijos 



video


7 comentários :

  1. Poxa, parece ser bem triste esse livro mesmo e, mais que isso, bem pesado mesmo. Daqueles que tocam na ferida. Tem um filme também, não é? Se não me engano ganhou algum Oscar ano passado ou retrasado. Confesso que esses temas meio pesados demais eu costumo evitar, apesar de saber que é só um livro, sempre penso em quantas pessoas não poderiam se encaixar naquelas descrições.

    beijos
    Kel
    porumaboaleitura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi Kel

    O livro é triste mesmo assim como o filme também ... eu gosto de livros assim pois me faz dar mais valor as coisas simples da vida e parar de reclamar um pouco .

    Obrigada pelo seu comentário !!

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Oi,
    Ainda não li esse livro, mas parece ter uma história bem interessante e real.
    O seu blog é muito legal e já estou te seguindo.
    Te convido a vir conhecer o meu blog e se gostar me seguir também ;)
    Beijinhos
    Renata
    Escuta Essa

    ResponderExcluir
  4. Olá Renata

    Seguindo seu blog ele é muito legal também !!!

    Vamos fazer uma parceria acho que fica legal hein ...

    Beijos e obrigada pelo post !!

    ResponderExcluir
  5. Adoro livros tristes! É bom pra gente acordar pra vida e sair um pouco dos "contos de fadas", livros que tristes nos trazem reflexões e reflexões nos trazem lição de vida e amadurecimento, deixa nossa visão mais ampla sobre o mundo e a realidade.
    Gosto disso;

    ResponderExcluir
  6. Eu não li o livro, mas vi o filme e achei dos filmes mais tristes que assisti. Não sei se conseguiria ler o livro depois de ver o filme, pois se já fiquei super triste vendo o filme imagina lendo o livro que deve ter muito mais detalhes.

    Beijos.

    http://livrosleituraseafins.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oi Andressa!
    A minha sensação ao ler esse livro foi de quase não aguentar de tanta pressão, teve horas que EU não aguentava mais e via que a Precious conseguia se reerguer apesar do caos ao redor dela, apesar disso foi uma leitura que fiz toda em um dia, realmente não é para o fracos, mas é ótima pra quem quer ter uma noção da realidade fora da sua zona de conforto. Parabéns pela resenha!

    herdeiradelivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir