[Resenha] O Menino de Ouro

Título: O Menino de Ouro
Autora: Abigail Tarttelin
Editora: Globo Livros
Páginas: 382
Sinopse: Globo Livros

 Ótimo
 
Olá, como vai?
 
A minha classificação para O Menino de Ouro foi de 5 xícaras de Chocolate Quente, mas sem dúvida mereceria muito mais que isso! 

A autora, Abigail Tarttelin tocou não apenas uma questão de sexualidade, ela tocou e fundo, o coração do leitor, explorou as partes mais sensíveis do nosso entendimento (ou a falta dele), como seres humanos.

É impossível não se colocar na pele de Max Walker. É impossível não chorar com ele. É impossível não querer entrar no livro e pegá-lo no colo e dizer: "Eu te aceito do jeito que você é".

"(...) Sou um observador passivo da dor à minha volta. Sou o fuzível da bomba. Nem sequer me acendo. Tampouco escolho quando apagar. Eu não explodo. Eu apenas sou".
Pág. 382

O Menino de Ouro, conta a história de Max Walker, um garoto de 16 anos que tem uma vida perfeita, é querido entre os amigos da escola, tem uma família estável e feliz, se dá bem com as garotas e tem uma beleza encantadora. Mas, isso não é tudo. Max tem um segredo, que se revelado pode colocar a baixo tudo o que sua família lutou para construir e esconder desde o seu nascimento, já que vivemos em um mundo ''enlatado'' de conceitos morais sexuais, onde o que não é ''comum'' é considerado ''um erro'', ''uma doença''. Mas, Max não é um erro, não é uma doença, não é uma aberração. Ele apenas nasceu com duas combinações de cromossomos denominadas 46xx e 46xy. Isso significa, em outras palavras, que ele é Intersexual

A história de Max Walker nos faz refletir até onde vai nosso entendimento sobre o que é sexualidade e até onde ela pode influenciar em nossa vida, nossos valores e o termômetro de quem somos nós. 

Por ser intersexual, Max não é menino nem menina. Ele possui os dois órgãos sexuais. Mas, foi criado sempre como um menino. Ele tinha uma vida relativamente normal, ser intersexual nunca o incomodou, até que um dia, o seu ''melhor amigo'' (um dos poucos que sabe deste segredo) o faz um grande mau. A partir daí, ele precisa tratar a sua intersexualidade mais abertamente, precisa lidar com as consequências físicas e emocionais de sua condição, sem estar preparado para isso, pois, seus pais nunca conversaram abertamente com ele sobre o assunto. É possível viver uma gama de sentimentos junto com Max após esse episódio, pois o que acontece a seguir é algo inimaginável, até mesmo para a medicina.

O livro é narrado pela visão de Max, da mãe, do pai, da médica e da namorada de Max. Isso torna a leitura fácil e agradável, apesar de ser tensa e muito forte. É legal porque podemos conhecer o ponto de vista de cada um, diante de uma situação pouco comum, que quase ninguém tem conhecimento de como lidar. E o melhor, é fazer isso sem julgamentos. Pois, Max veio para desafiar a medicina, desafiar a sociedade e desafiar a cada um de nós. Até onde vai a nossa aceitação pelo o que o próximo é ou deixa de ser? O que torna uma pessoa ''normal'' diante de outra? Até onde vai a nossa aceitação pelo que verdadeiramente somos? E, nos deixa um alerta: Pais, conversem com seus filhos sobre todo e qualquer assunto relacionado a sexualidade. Muito pode ser evitado se há diálogos abertos entre pais e filhos.

É, são muitas perguntas. Mas, deixo o convite para vocês encontrarem as respostas lendo ''O Menino de Ouro".

Um exemplar do livro de O Menino de Ouro foi enviado como cortesia pela Editora Globo Livros.

Até a próxima,

Beijos!


13 comentários :

  1. Eyka adorei a resenha desse livro, é um assunto bem complicado para ser abordado né, devidas as mentes limitas e preconceituosas!Ótima dica de livro!
    bjkas
    Dani Casquet- Livros, a Janela da Imaginação

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie Dani!

      É verdade flor, esse é um assunto delicado, porque a sociedade não está preparada para o que é diferente e Infelizmente isso é motivo de preconceitos. Mas, quem sabe isso um dia mude não é?

      Beijos.

      Excluir
  2. Nossa o assunto parece ser bem forte e o livri deve causar muitas emoções *-* Fiquei com vontade de ler.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gustavo,

      O livro é realmente bem forte e toca bem fundo as nossas emoções. Recomendo muito a leitura, até para aprendermos a ser pessoas melhores.

      Beijos.

      Excluir
  3. Eu tinha lido um trecho deste livro em outro blog e tinha me encantado, mas agora que eu li a sua resenha eu tenho certeza que preciso ler este livro. Parece ser um livro encantador.

    Beijos.

    http://livrosleituraseafins.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ana,

      Fico feliz que tenha gostado da resenha. Realmente, você precisa ler o livro.. acho que todos nós deveríamos. Para percebermos que o diferente também é belo.

      Beijos.

      Excluir
  4. Olá.
    Boa resenha. Ainda não conhecia esse livro, mas parece ser bem interessante, principalmente com essa classificação boa :D

    Beijos, Vanessa.
    This Adorable Thing.

    ResponderExcluir
  5. Oie, você não é a primeira a elogiar esse livro. Ele toca em um assunto delicado e tocante. Fiquei ainda mais curiosa com essa leitura e anotarei o nome para ler em breve.
    ;)
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oi Eyka.
    Eu nunca tinha lido nada sobre esse livro, e nem sabia sobre o que tratava a história, e gostei muito, ele traz um tema diferente do que estamos acostumados.
    Com certeza vou procurar ele pra ele. Ótima sugestão.

    Até mais.
    Leituras da Paty

    ResponderExcluir
  7. Oi bonita! nossa, por essa capa eu jamais imaginaria o conteúdo tão delicado abordado pelo livro. Essa é a primeira resenha que vejo e não tem como eu não me interessar. Mesmo que eu não tenha algo como Max, sempre estou lidando com isso sabe? essa de aceitar o que somos, o que os outros são. Eu gosto de tatuagens, tenho cabelo azul. Ser diferente ainda é mto estranho pra alguns. Uma vez me perguntaram "porque vc é assim?" eu só respondi "pelo mesmo motivo que vc é assim, a diferença é que eu gosto de mim ^.~"
    quero muito ler esse livro, ver o que ele apresenta
    ótima resenha!
    um abraço!
    Pan
    http://pansmind.blogspot.com/2013/11/sorteio-de-natal-amazonia-arquivo-das.html

    ResponderExcluir
  8. Não conhecia esse livro e, realmente, pela capa, não imaginava que se trata de um assunto tão delicado! Gostei bastante da sua resenha!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  9. Gosto quando o livro me prende, isso torna a leitura prazerosa e mesmo tratando-se de um assunto tão delicado, o enredo parece ser muito bom e várias visões sobre o mesmo fato possibilita nossa compreensão.
    Obrigada pela dica.

    ResponderExcluir
  10. O conceito de normalidade sempre me assustou, porque ele na realidade é muito relativo, esse livro deve ser bem interessante por se tratar de um tema bem delicado. Não conhecia, mais gostei bastante da sua resenha, e fiquei com bastante vontade de ler.

    Bjks

    Patty Santos - Blog Coração de Tinta
    http://www.coracaodetinta.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir