Resenha - Precisamos Falar Sobre Kevin


Autor: Lionel Shriver
Categoria: Literatura Estrangeira / Drama
Editora: Intrínseca
Sinopse: Skoob

Muito bom!



Olá , tudo bem com você? 

Hoje trago uma resenha de um livro bem diferente de tudo que já li, é um livro forte, que traz um tema bem diferente do comum, de uma mãe que não consegue gostar de seu filho.

Eva é casada com Franklin, ela tem uma empresa de viagens e já conheceu praticamente quase o mundo inteiro, tem dinheiro e vive feliz com o seu marido e deseja muito ter um filho, mas porque se sente sozinha não porque desejasse ser mãe. 

Página 28
Dinheiro me dá tédio e está começando a mudar o nosso modo de vida de um jeito que não ando gostando muito.Um monte de gente deixa de ter filhos porque não pode sustentar uma criança. Para mim, seria um alívio achar algo significativo no qual gastar dinheiro.

Porém quando ela tem Kevin , ela sofre muito pois ele é uma criança muito complicada, ele nasce sem vontade nenhuma de mamar, chora horrores por horas a fio sem saberem o motivo, e com o passar do tempo ele vai só piorando a ponto de deixar sua mãe Eva arrependida de ter tido a idéia de engravidar dele.

Página 39
Afinal, agora que os filhos não aram mais nossas terras nem, nos dão guarida quando ficamos incontinentes, não há motivos para tê-los. O espantoso é que, com o advento da contracepção eficaz, ainda opte por frutificar.

Kevin não é uma criança normal, ele detesta tudo e todos, trata mal sua mãe, rabisca todo o quarto que sua mãe decorou com mapas, destrói todos os brinquedos e deixa Eva sua mãe a ponto de enloquecer diante de tantas coisas ruins que o menino faz.

Página 74
Sinceramente Kevin... será que você iria querer ter você? Se houver alguma justiça nesse mundo, um dia desses você ainda vai acordar com você mesmo num berço ao lado da sua cama!
 A relação de Kevin com sua mãe é bastante conturbada, ela tenta arrumar várias babás para ficarem cuidando de Kevin enquanto ela trabalha, porém todas desistem do serviço ao ficar certo tempo com Kevin pois ele põe o terror em todas elas, sobrando a única alternativa para Eva, abandonar o serviço e cuidar dele em tempo integral.

Eva relata a todo momento que as conversas que tinha com seu marido em relação a Kevin nunca foram levadas a sério, o pai sempre o protegeu e achava que a mãe estava exagerando nos argumentos contra seu filho afinal era só uma criança.

Página 125
Eu lhe dou todos os meus fins de semana, todas as minhas noites, Dei a ele até mesmo meu marido , que não se interessa mais por nenhum outro assunto que não seja nosso filho, nem tem vontade de fazer nada junto comigo, a não ser empurrar carrinho de criança para cima e para baixo pelo Barrey Park. Em troca, Kevin me golpeia com olhares malignos e não suporta que eu o pegue no colo. Aliás, pelo que me conste, nao suporta quase nada.

Eva tenta entreter Kevin com diversas atividades mas o menino nunca gosta de nada e se torna insupurtavél mesmo, tudo que a mãe tenta fazer para agradar Kevin é feito em vão.

Kevin gosta de provocar sua mãe, ele já tem 6 anos e ainda não largou as fraldas, demorou muito para começar a falar e a estudar mas era tudo enganação ele já sabia falar e fazer cálculos só não queria dar nenhum tipo de orgulho para sua mãe por birra.

Vou relatar uma parte do diálogo deles para vocês verem como esse menino é chato e se torna cada dia mais difícil sua mãe se manter alheia a tudo isso.

Página 226
E se o livro for chato?
Você pega outro, Há mais livros no mundo do que tempo para ler todos eles, de modo que nunca vai faltar o que ler.
E se todos forem chatos?
Acho que isso não seria possível, Kevin, falei irritada
Pois eu acho que é, ele discordou.

Eva cansada de só ter trabalho com Kevin decide engravidar novamente e dessa vez ela engravida de Celia uma menina linda que nasce perfeita, é super educada aceita todas as sugestões da mãe e é o orgulho de Eva, porém é um empecilho para Kevin que nunca gosta de nada.

Kevin faz coisas terríveis com Celia e é impossível você não sentir raiva dele e vontade de bater nele de tão maldoso que ele é.

Uma vez Eva deixa Kevin cuidando de sua irmã para provar para o pai Franklin que Eva confia em seu filho e como o mesmo já está com 14 anos precisa mostrar que é de confiança, porém Celia é internada no hospital com ferimentos graves em um dos olhos a deixando cega de uma vista.

Nada se comenta desse fato na casa porém Eva tem certeza de que Kevin é o responsável, porém como sua filha é boazinha ela nada diz do que aconteceu no dia do acidente.

Eva se sente horrível com essa situação e em muitos momentos do livro eu também pude sentir o que ela passou de fato .

Página 238
Os filhos? Eles podem nos dar muitos degostos, para começo de conversa. Eles podem nos envergonhar, podem nos levar a falência e eu posso dar meu testemunho pessoal de que são capazes de nos fazer desejar nunca termos nascido. 
Kevin se torna um adolescente muito dificil de se lidar e começa a ter comportamentos nojentos como se masturbar de porta aberta na frente de sua mãe, brigar com amigos na escola, xingar uma menina com problemas de peso, ele sente prazer em estragar a vida de todo mundo, e tudo isso é relatado no livro sem nenhum pudor, a leitura se torna bem pesada e por alguns momentos tive que fazer uma pausa para continuar a leitura.

Página 334
Quando se é pai, ou mãe, não importa qual seja o acidente, não importa a que distância você se encontre e o quão pouco possa fazer para evitar, a desdita sempre vai parecer culpa sua. 

Kevin acorda um belo dia mais cedo que o comum vai para a escola e comete um assassinato em massa matanto diversos alunos e professores, ele literalmente acaba com a vida de sua mãe que faz ela se sentir culpada a todo momento por suas atitudes.

Kevin é preso e condenado a 7 anos de prisão, e toda essa história é relatada em formas de cartas escrita pela mãe Eva direcionada pelo pai Franklin que sempre defendeu seu filho das acusações da mãe.

Os fatos são narrados bem lentamente por isso é necessário insistir para conseguir chegar até o fim do livro e entender todo esse mundo e essa visão que é ter um filho que foge dos padrões.

Para mães de filhos com problemas com drogas, presos e afins é uma ótima dica de leitura pois sei bem que toda mãe se sente culpada pelo futuro que o filho construiu, e para quem não entende o amor de uma mãe por um filho e seus motivos para amar e odiar ao mesmo tempo.

Uma leitura para quebrar paradigmas e com um final surpreendente.

Esse livro tem um filme para quem não aguentar ler devido a narrativa da autora vale,  a pena também, porém alguns pontos no filme fica em aberto e talvez que não leu o livro se sinta um pouco perdido.





Beijos

Até mais...

36 comentários :

  1. Já tentei ler esse livro três vezes. Por ser uma leitura pesada e até mesmo com uma linguagem bem diferente do "normal", acabei desistindo. Porém, sua resenha me inspirou a tentar ler novamente. Minha amiga (que discuto livros com ela rs) sempre me indicou esse livro. Na verdade, leu o meu livro primeiro que eu; e acabou comprando um pra ela também.
    Vi o filme e fiquei bem chocada em algumas partes.
    Parabéns pela resenha! Muito bem feita! =)

    Beijos,
    Dani

    http://www.cometaseestrelas.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Daniela

      Realmente esse livro não é aqueles que a leitura flui fácil ele é cheio de altos e baixos, apesar da dificudade inicial em continuar a ler eu gostei muito do livro.

      Quando puder leia até o final sim, mas sem pressa porque esse livro não funciona como leitura rápida.

      Beijos

      Excluir
  2. Eu estou louca pra ler esse livro! Meu amigo comprou, leu e gostou muuuuito e nós temos um gosto bem parecido.
    Assim que der vou comprar e ler!!!

    Beijinhos, Isa.

    Heart of Sunday
    Facebook

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiee

      Quando puder leia o livro sim é bom ler livros com temas diferenciados e que os surpreende mas já aviso de antemão que a leitura não flui de maneira fácil mas se insistir irá gostar.

      Beijos

      Excluir
  3. Nossa essa resenha me deixou com sede de ler este livro. Ainda sou muito novo e o livro parece ser forte para mim, mas você escreveu a resenha com tanta segurança que agora estou curioso para ler este livro.

    Beijos, meupequenomundodeblablabla.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gustavo

      O livro é forte e em muitos momentos casativo pois a escrita da autora é com muitos detalhes, esse é aquele livro que deve ser lido sem pressa e entendendo aos poucos, mas vale a pena pois gostei bastante da idéia.

      Beijos

      Excluir
  4. Um livro que eu tô doida pra ler!!
    Adorei a resenha!!

    Beijos.
    http://cafecomlivroo.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Helena

      Leia sim e quando terminar me conte o que achou :)

      Beijos

      Excluir
  5. A leitura é realmente pesada, precisei fazer várias pausas para continuar, mas não consegui sentir muita raiva do Kevin, senti mais raiva do Franklin que sempre se recusou a enxergar a realidade, o livro é incrível e faz refletir com o final. Ótima resenha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Fernanda

      Em muitos momentos senti raiva do Kevin mas realmente o pai foi demais, sempre dava apoio para o filho e nunca via as ações que ele tomava né.

      Beijos

      Excluir
  6. Eu fiquei com medo da capa, a primeira vez que eu vi. Sua resenha está perfeita e realmente me instigou a querer ler esse livro, mesmo ele parecendo ser tão pesado. Acredito que o Kevin deve ser um sociopata e é tão complicado para os pais aceitarem que não tem culpa do filho ser assim, tem pessoas que simplesmente nascem más, o que realmente é triste, pois elas não tem muita opções né? Eu quero ler o livro para entender a relação da mãe com o filho, pelo o que eu entendi, primeiro ela teve o filho por conta dela, não porque queria uma pessoa para amar, queria ver se as ações dela para tentar conquistar o filho são porque ela o ama, mas ou só para que ele não faça grosserias. Enfim, gostei da sua resenha.
    Beijinhos
    Segredo de um Mundo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Bruna

      Realmente o Kevin tem traços de sociopata e psicopata o interessante é que achamos que a personalidade vai se criando com o tempo mas lendo esse livro vemos que quem é do mal já nasce assim.

      Beijos

      Excluir
  7. Dressa, estava ansiosa por sua resenha, uma vez que conversamos sobre esse livro enquanto você estava lendo, realmente é um livro muito diferente do que estou acostumada a ler, porém fiquei curiosa pra saber como a história termina. Uma vez uma professora minha disse que ninguém nasce com a personalidade pronta, nossa personalidade é formada ao longo de nossas vidas, porém lendo sua resenha, devo admitir que pra mim Kevin já nasceu com a personalidade dele formada, o que me gera um pouco de medo.
    Como fiquei curiosa, vou ver se encontro o filme e vou dar uma olhadinha quem sabe me anime pra ler o livro depois.

    Bjks

    Patty Santos - Blog Coração de Tinta
    http://coracaodetinta.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Patty

      Creio que personalidade já nasce mesmo com a pessoa ainda mais depois de ler esse livro mas como a narrativa da autora em muitos momentos se torna cansativa recomendo a leitura para um momento que esteja disposta a ler o livro :)

      Beijos

      Excluir
  8. Esse livro parece ser bem pesadão mesmo, e não é muito meu estilo. Sua resenha ficou ótima, e já me deixou um pouco assustada até! ;p
    Mas quero lê-lo, pois é um assunto diferente e um tanto polêmico e acho que é importante ao mesmo tempo.

    Beijos,
    Rafa-Eu + Livros
    www.eumaislivros.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Rafa

      O livro é pesado mesmo mas por ser diferente faz pensarmos em várias situações, apesar de ser assim eu gostei bastante do livro, pois mostra diversos pontos de vista diferentes quando se tem um filho.

      Beijos

      Excluir
  9. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  10. Eu sou doida pra ver o filme, e não sabia que ele tinha um livro. Alguém sabe aonde eu posso baixa-lo ou assistir online?

    http://leitecombiscotos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Monique

      Eu assisti o filme no youtube mesmo, a legenda não é das melhores mas da para entender.

      Beijos

      Excluir
  11. Não sou acostumada a leituras pesadas, mas o livro já foi indicado por vários amigos e depois da sua resenha Andressa, vou dar uma oportunidade pro livro. Creio que não vou me decepcionar.
    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Larissa

      Vale a pena a leitura sim que bom que ajudei a decidir a leitura :)

      Beijos

      Excluir
  12. Eu até quero ler o livro e ver o filme, mas sempre acabo deixando para depois. Acho que por ele ser meio pesado eu fico deixando para um momento em que eu estiver bem para ler.

    A resenha ficou ótima.

    Beijos.

    http://livrosleituraseafins.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ana

      Realmente você precisa estar bem e preparada para ler esse livro eu recomendo mas ja aviso que a leitura é pesada e um pouco cansativa, mas vale a pena.

      Beijos

      Excluir
  13. Olá Andressa, tudo bem?
    Menina que coisa maluca, estou mais curiosa ainda para saber do porque ele age desta maneira, coitada de sua mãe, ele realmente deve ser terrível porque fazer com que uma mãe quase chegue ao ponto de nem querer ter engravidado!
    Coitada da menininha também...

    Adorei sua resenha e vou procurar o filme.
    Beijos
    http://de-tudo-e-um-pouco.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ta

      Realmente o livro é bem curioso pois trata de comportamentos que fogem do normal mas acho que ele faz isso apenas para deixar a mãe mal mesmo é uma linha muito tênue entre amor e ódio e isso no livro deixa claro esse sentimento entre filhos também.

      Beijos

      Excluir
  14. Oi Drê, tudo bem?

    Não gosto da capa desse livro, sabia? Acho que eu não ia conseguir chegar ao final desse livro, ia acabar parando na metade =(

    beijos
    Kel
    www.porumaboaleitura.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Kel

      Realmente a capa do livro é feia e se não tiver afim de ler o livro não será bom rsrsr ele é bem cansativo também dificil de chegar até o fim.

      Beijos

      Excluir
  15. Eu já tinha ouvido falar sobre o filme, não sabia que tinha o livro.
    A história parece ser boa, bem profunda...
    beijos

    Aline
    literalizandosonhos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  16. Dressa estava pra falar com vc que para ler esse livro tem que estar preparada mentalmente por que ele realmente é bem pesado, quando vc falou sobre ele fui pesquisar e aborda um tema bem delicado, mas o livro é bom!
    bjkas
    Feliz Natal e Feliz Ano!
    Dani Casquet- Livros, a Janela da Imaginação

    ResponderExcluir
  17. Oi Andressa :)
    Bom, primeiramente devo lhe parabenizar pela linda resenha. Ela está muito boa, mas te aconselho a não usar muitos quotes pq cansa a leitura e dá a impresão que você quer contar a história através dos quotes (e isso não pode ser considerado como resenha). Mas creio que vc abusou dos quotes pelo livro ter mexido com você.
    Acho muito linda a capa do livro. Eu adoro coisas bizarras então não fiquei surpreendido nem nada. Achei demais a capa.
    Quanto ao enredo, eu simplesmente fiquei fascinado. Não sabia que o livro tinha essa tematica pesada, então fiquei com ainda mais vontade de ler. Quero ver como o Kevin é, pois gosto sempre dos personagens bizarros e que fogem do "padrão".
    E nem me preocupo muito com a narrativa pq já estou acostumado a ler livro de narrativa cansativa.
    Muito obrigado por me indicar esse livro, Andressa. Já entrou na lista de desejados. Bjs :*

    http://peregrinodanoite.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  18. Oi Andressa, nossa que livro tenso. Fiquei chocada com o que você descreveu em sua resenha. Já tinha visto esse livro, mas não sabia do que ele falava. Acho que essa capa tem tudo a ver com a premissa do livro.
    Vou colocar na minha lista de próximas compras porque fiquei bem curiosa.
    ;)
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  19. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  20. Desde que vi o filme tenho muita vontade de ler esse livro, apesar de não saber se conseguirei acompanhar a leitura. Só nao li ainda pois não encontro a capa original do livro, só a baseada no filme :(

    Adorei sua resenha, me deixou com mais vontade ainda de ler o livro!

    Beijos
    Débora - Clube das 6

    ResponderExcluir
  21. Nossa, quando esse livro foi lançado, fiquei louca para lê-lo, mas não imaginava que era tão pesado assim!!! Sua resenha foi muito boa! Instiga a gente a ler o livro (pelo menos foi o que aconteceu comigo)!
    É uma situação extremamente difícil e delicada a dessa mãe! Eu tenho uma filha (apenas 2 anos, mas que já sabe muito bem o que quer, o que é certo e errado) e, sinceramente, não sei como eu reagiria se ela fosse como Kevin!
    Beijo.

    ResponderExcluir
  22. Quero muito ler este livro, tem uma temática pesada, mas gosto de livros assim.

    ResponderExcluir