Resenha - Quando você Voltar

Autor: Kristin Hannah
Editora: Arqueiro
Categoria: Literatura Estrangeira / Romance
Sinopse: Skoob
Páginas: 338 

Classificação:
 
Ótimo!


Olá, tudo bem com você?
 
Quem acompanha sempre o blog sabe que sou fã da Kristin Hannah e como resolvi ler todos os livros dela, pedi Quando Você Voltar para a editora, e ao pensar que já estava mais acostumada com sua escrita e seu jeito de emocionar, ela me surpreendeu novamente e me faz emocionar ainda mais.

Quando Você Voltar” é aquele livro que faz suspirar, torcer, chorar e principalmente aprender, sem sombras de dúvidas mais um livro para os melhores da minha vida :)

Jolene é mãe de duas meninas Betsy de 12 anos e Lulu de 2 anos, ela é casada com Michael e tem cerca de 40 anos.

Jolene é aquele tipo de mulher que existe em todas nós, ela é guerreira, batalhadora, é mãe, mulher, amante e não bastando tudo isso ela é piloto da força aérea americana.

Jolene divide seu tempo em cuidar das filhas, manter a casa em ordem, dar atenção ao marido e trabalhar cerca de 3 horas por dia para não perder o hábito de voar.

Michael e Jolene estão bem, mais devido a uma crise no casamento Jolene se depara com uma declaração de seu marido nada amistosa, dizendo simplesmente que não a ama mais.

Sem tempo para pensar sobre o que acontece ela é chamada para servir o exercito e precisa deixar sua família por um ano.

Como deixar sua filha adolescente em meio a uma crise existencial sozinha, sua filha pequena precisando de cuidados e não saber se ainda seria uma mulher casada ou separada?


Página 14
Ela tinha que ensinar Betsy a ser forte, a escolher a felicidade. Ninguém consegue nos magoar se não permitirmos. A melhor defesa é o ataque.

Página 60
Uma frase não era capaz de acabar de um casamento. Mas Jolene também não seria capaz de sustenta-lo sozinha.
Jolene sem outra alternativa embarca em sua missão, de salvar o seu país e honrar com sua palavra.

Ela deixa Michael cuidando de suas filhas e resolve deixar a conversa que eles deveriam ter para quando ela voltar.

Porém  com o decorrer dos meses Michael percebe a falta que Jolene faz em sua vida, e na vida de sua filhas, percebe que ama Jolene como nunca amou ninguém em sua vida e que talvez essa separação seja um recomeço para os dois.

Página 154
Queria pedir perdão a ela, mas agora o tempo e a distância os separavam. O que quer que tivesse a dizer, teria que esperar até novembro. Será que ela ouviria?
Enquanto isso Jolene sofre sérias consequências com a guerra, vê seus amigos morrerem, tenta manter seus pensamentos positivos e sempre passa uma imagem positiva para sua família, não só para suas filhas como também para seu marido, mas ela sabe que se tivesse saído de casa em melhores condições emocionais ela poderia estar muito melhor do que se encontra agora.
Página 157
Michael não tinha orgulho do que ela fazia ali. Não compreendia o quanto ela se importava com os outros soldados com quem servia. Isso a fazia sentir-se ainda mais separada, mais distante. 
Jolene volta da guerra extremamente abalada e o que era um problema mal resolvido antes de ir embora se torna uma perda para ambas as partes atingindo seu estado físico e mental.

O livro é de cortar o coração, mostra tudo o que ocorre na guerra e também discute o psicológico de uma pessoa que volta da guerra e tenta viver de maneira normal, mostra o quanto somos fracos e o quanto ficar ao lado das pessoas que se ama é importante.

O livro é um tapa na cara em relação a muitos problemas que tivemos ocultos na guerra e um alento ao coração para que possamos dar o devido valor as pessoas que amamos.

Convido a todos a conhecerem essa obra magnifica da diva Kristin Hannah que merece aplausos para cada nova história que lança e sempre me faz emocionar.

Beijos

Até mais...


 
 

22 comentários :

  1. Oi, Andressa
    Não conhecia esse livro, mas adorei a sua premissa. Esta autora é muito boa. Quero muito ler.

    ResponderExcluir
  2. Eu também não conhecia o livro e no início da resenha fiquei com medo de ler. Pois, odeio livros dramáticos. Não que eles sejam ruins, mas eu sempre me coloca no lugar do personagem e acabo sofrendo junto. Mas gostei de saber que o marido começa a sentir falta dela.
    Adorei a resenha *-* Beijos <3

    http://livros-cores.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi Andressa, não sei pq, não curto livros que tem o assunto Guerras, então prefiro nem ler.. Porém gostei da sua resenha, sempre achei essa capa linda e instigante..
    Parabéns pela resenha..

    Beijos Mila
    http://www.dailyofbooks.blogspot.com.br/2014/04/resenha-entao-conheci-minha-irma.html

    ResponderExcluir
  4. Não gosto muito de romances, mas esse livro me interessou bastante. Achei bem interessante da crise no casamento, a guerra e a distância moldarem os personagens. Certamente leria.

    M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de Abril

    ResponderExcluir
  5. Nunca li nada da autora, mas Quando você Voltar parece ser uma história bem tocante e chocante, que nos faz pensar sobre as consequências da guerra.
    Acho que iria chorar muito e sofrer com os personagens nessas passagens mais pesadas.

    ResponderExcluir
  6. Nao conhecia o livro ainda e acho q é do tipo q me agrada, embora eu n esteja lendo livros choraveis por esses dias... estou numa de ler livros alegres :3 mas certeza q eu adorarei ler esse livro logo em breve

    ResponderExcluir
  7. Podem falar o que for, mas romance é o melhor gênero do mundo! Mesmo sendo o tipo de livro que nos deixa triste, tenho certeza que é lindo! E com toda certeza do mundo leria! Nunca ouvi falar da autora, mas me interessei muito.

    ResponderExcluir
  8. Ainda não tive a oportunidade de ler algo da autora, mas me pareceu que possui uma escrita envolvente. Pelo que contou, a história toca a alma do leitor, nos faz refletir, já marquei ele como leitura obrigatória.

    ResponderExcluir
  9. Não conhecia esse livro e nem a autora. Mas sua resenha foi tão boa que me fez querer demais ler essa obra. Meu namorado foi servir o quartel esse ano e eu mais do que ninguém sei o quanto é difícil suportar a dor da saudade e a preocupação.
    Esse livro parece ser ainda melhor pois mostra tudo isso mas no ponto de vista da mulher, mesmo sendo em terceira pessoa, pelo que percebi.

    Muito legal, com certeza está na minha lista de desejados.

    Beijos, http://lendocomabianca.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Estou lendo Jardim de Inverno da autora, o primeiro que eu leio dela. Gosto muito desse estilo de romance e drama. Acho que vou ler esse também!

    Beijos
    aquelaborralheira.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  11. Oi Dressa!! Da Kristin Hannah eu tenho aqui em casa Jardim de Inverno e quero muito ler!!! Eu tenho um sério problema: me apaixonar por um livro pela sua capa + título e foi exatamente assim com Jardim de Inverno. Ainda não li, mas sei que é o meu tipo de história, e ao ler a sua resenha eu tive mais certeza ainda que a Kristin é o tipo de autora que vai me fazer chorar, mas que eu vou amar!!!

    Adorei!!

    Beijos,

    Mari
    cantinhodeleituradamari.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  12. A KRISTIN HANNAH É SIMPLESMENTE DEMAIS ! 'O'
    Amo essa mulher u.u Quero ler todos os livros dela <3
    gostei da resenha, quero muito ler esse livro. Deve ser tão bom como os outros que já li dela *-*
    bj dréa

    ResponderExcluir
  13. Menina, li dois livros da autora e virei fã. Os livros dela são de emocionar e de cativar até o fim da leitura.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  14. Desde Jardim de Inverno eu estou querendo ler outra obra desta autora. Já estou preparando os lencinhos para poder ler este livro.

    Beijos.

    http://livrosleituraseafins.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Oi Andressa, tudo bem?

    Não sei ainda por que não li nenhuma obra dessa autora!!
    Já vi resenhas de outros livros dela e cada um parece ser incrível...
    Com esse não foi diferente, essa história deve ser muito linda e realmente tocante.
    Preciso conhecer a escrita dessa autora logo, eu amo o gênero de livro que ela escreve.
    O título é muito instigante e nostálgico, amei a capa, amei tudo. <3

    Beijos,
    Bruna
    http://pausaparaoslivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Que lindo *-* confesso que não curto muito esse tipo de leitura, mas a sua sinopse me fez ficar interessada pelo livro. Ainda não conheço a forma de escrita da autora, mas já tenho um livro dela que será uma das minhas próximas leituras e se eu gostar com certeza irei adicionar Quando Você Voltar à minha wishlist, pois parece ser um livro muito bonito, reflexivo, enfim, emocionante.

    ResponderExcluir
  17. Sou apaixonada pelos livros da Kristin também, mas ainda não li este. Eu o comprei na saraiva e estou esperando chegar. *----*
    Após ler essa resenha já sei exatamente qual será a minha próxima leitura. Mas eu eu vou precisar me preparar emocionalmente pra ler esse livro e pra ter meu coraçãozinho cortado, haha.

    ResponderExcluir
  18. Gostei demais da sua resenha! Me deixou com mais vontade de ler o livro. Gosto das capas dos livros da Kristin - acho lindas e simples. Ainda não consegui ler um livro dela, mas tenho certeza de que vou amar (Jardim de Inverno ainda está na lista).
    Beijo.

    ResponderExcluir
  19. É o que dizem só damos valor a algo ou alguém quando perdemos e nesse caso há quase essa perda devido a separação para servir a Guerra, a autora é fenomenal em todos os livros, o que é difícil de encontrar hoje em dia, um autor que mantenha a qualidade em todos os livros lançados, esse é mais um de leitura obrigatória que pretendo fazer em breve.

    ResponderExcluir
  20. Oi Dressa, tudo bom?
    Eu morro de vontade de conhecer a narrativa dessa autora por sua causa. Adoro livros que tratam a temática da guerra, tipo Querido John (você já leu?). Enfim, recentemente comprei um livro da autora e pretendo ler.
    Beijos!
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  21. Ouvi falar muito bem dessa autora mas infelizmente nunca tive oportunidade de ler algo dela :(. Mas vou dar um jeito nisso logo, logo.

    Beijos

    ResponderExcluir
  22. Não tinha dado nada por esse livro e por essa autora, mas você me convenceu. Eu tenho Por toda a eternidade, que é dessa mesma autora. Vou dar uma lida nele e depois ler esse

    ResponderExcluir