Resenha - Carta de Amor aos Mortos


Cartas de Amor aos Mortos 
Autor: Ava Dellaira
Editora: Seguinte
Gênero: Infanto- Juvenil / Drama
Páginas: 332
Sinopse: Skoob

Avaliação:

"Alguns segredos só conseguimos contar aos nossos maiores ídolos" 

Olá, tudo bem com você ? 

Esse livro será lançado oficialmente aqui no Brasil no dia 05 de Julho, porém tive o privilégio de ler uma prova antes do lançamento e resenhar aqui no blog especialmente para você!

O livro é mais um que entra para a lista de melhores do ano e com certeza mais um que entra na lista dos que me fizeram chorar.

O drama juvenil de estreia da autora Ava Dellaira é de tirar o chapéu e com toda certeza de cortar o coração, a maneira como a autora narra a história na pele da protagonista Laurel nos faz sentir exatamente como ela, onde senti as mesmas emoções e conflitos da personagem, são tantas  as emoções que é impossível não se orgulhar e se emocionar nas páginas finais do livro. 

Laurel tem cerca de 15 anos, está no ensino médio e acabou de se mudar de escola devido a morte de sua irmã May. 

Laurel recebe uma lição da professora de inglês para ela escrever uma carta a uma pessoa que já tenha morrido e entregar para a professora dentro de alguns dias, Laurel acha a idéia interessante e resolve escrever alguns momentos de sua vida como se fosse um diário, só que em formas de cartas para pessoas que já morreram.

Como ela gosta de rock ela escreve para seus ídolos entre eles Kurt Cobain, Janis Joplin , Amy Winehouse, Heath Ledger, Judy Garland, Elizabeth Bishop , Jim Morrison e mais alguns outros, além de alguns desses ídolos terem se matado, ela vai contanto como está sua vida a partir de agora , o que houve com sua irmã e também conta as histórias de seus ídolos.

Laurel conhece suas amigas Natalie e Hannah na escola, e por ela não ter feito nenhuma amizade ela se apega bastante em suas duas novas amigas, as duas amigas acabam incluindo Laurel em todas as atividades que fazem juntas.

Porém em nenhum momento Laurel conta sobre seus medos ou o que houve com a irmã May para suas amigas, ela sofre muito só de pensar nisso e ainda não se sente preparada para contar coisas sobre sua vida.

Por isso ela ama escutar música e algumas parace que estão falando exatamente o que ela e suas amigas sentem.
Página 42
Kurt parece que você conhecia May, Hannah e Natalie, e a mim também. Como se enxergasse dentro de nós. Você cantava sobre o medo, a raiva e todos os sentimentos que as pessoas escondem. Até eu. Mas sei que você não queria ser nosso herói, não queria ser um ídolo. Só queria ser você mesmo, só queria que escutássemos sua música.
Laurel mora com seu pai, mas passa uma semana na casa do pai e outra semana na casa da tia evangélica que apesar se só falar de Jesus é um amor de pessoa e só quer que Laurel se sinta bem, a mãe de Laurel mudou de cidade logo depois da morte da irmã May, o que faz com que Laurel se sinta culpada pela morte da irmã e pela ausência da mãe.

Os amigos de Laurel gostam muito de beber e por Laurel nunca conseguir expressar o que sente e suas opiniões ela acaba indo no embalo dos amigos e aceita as bebidas numa boa, e isso incomoda um pouco no começo da leitura pois ela não tem opinião formada de nada e nunca sabe dizer não.

 Página 51
- Somos todos estranhos de um jeito diferente, e isso é normal.

Porém aos poucos vamos entendendo o fato de Laurel ser tão fechada e não conseguir expressar o que sente para ninguém, e ela acaba mudando isso aos poucos com as situações em que vive.

Ela acaba conhecendo um garoto super especial se chamado Sky onde os dois começam a namorar, porém o relacionamento dos dois é muito fechado nenhum dos dois fala o que sente um para o outro e Laurel em muitos momentos acaba chorando e não falando sobre o que exatamente ela esta sentindo.

Laurel é uma menina doce, que reflete demais sobre a vida e seus sentimentos e tenta se entender a partir do momento que começa a colocar tudo que sente nas cartas que ela escreve para seus  ídolos.

Página 96
Halloween é um dos meus feriados favoritos. O Natal e os outros ás vezes nos deixam tristes, e há o peso de ter que estar feliz. Mas no Halloween você pode ser o que quiser.


Uma parte muito legal do livro é que ela conta também como alguns de seus ídolos morreram e como era a vida deles antes de decidirem optar em se matar, fazendo ela refletir sobre coisas que aconteceram em sua vida.

Impossível não concordar com seus pensamentos e reflexões e sentir revolta de quem comete um ato contra a própria vida.

Página 187
Você disse que a vida da sua filha seria mais feliz sem você. Posso dizer que você estava errado. É uma desculpa péssima, de alguém que não aguenta estar por perto. É uma maneira ruim de se sentir melhor quando você sabe que está abandonando alguém. Alguém que precisa de você.

Ao decorrer da leitura vamos descobrindo o que de fato aconteceu com a morte da irmã de Laurel por quem ela tanto amou durante toda sua vida, ela encarava a May como uma protetora dela, as duas brincavam quando criança de serem fadas e Laurel acreditou nisso como sempre acreditou em tudo que sua irmã lhe falava ou pedia para fazer.

Laurel sempre quis ver sua irmã feliz porém nem sempre conseguia com que isso se tornasse real, e através de segredos do passado do Laurel onde ela expressou exatamente o que sentia, hoje ela já não consegue mais expressar o que sente devido aos traumas do passado.

Esse livro relata exatamente tudo sobre o que sofremos na adolescência, e muitos vão se identificar com suas emoções , medos e aflições.

E vamos querer torcer até o final se de fato Laurel vai conseguir expressar tudo que sente e finalmente escrever uma carta para sua tão amada irmã.

Um livro que fala sobre temas tabu como Suícidio, Abuso Sexual Infantil, Violência Doméstica, Homosexualismo e sentimentos que são guardados dentro de nós a sete chaves mas que ao ser mostrado e colocado para fora pode ajudar a tirar o peso que o coração já não aguenta mais suportar.

A maneira como tudo é abordado é maravilhosa e com certeza um livro que irá emocionar e libertar muitos corações aprisionados com seus sentimentos.

Beijos

Até mais...














17 comentários :

  1. Ai gente...que título macabro. Eu NUNCA compraria esse livro se fosse só pelo título.
    Sua resenha mostrou que o livro é bem profundo e que muitas pessoas realmente vão se identificar com a personagem, mas me parece um drama, e sinceramente...de drama já basta a minha vida. Não curto esse tipo de leitura. Então, obrigada pela dica, mas esse livro não entra na minha lista de futuras leituras no skoob. Tô mais pra romances e livros repletos de tiros, porrada e bomba. Hehehehe

    ResponderExcluir
  2. O título não gostei muito, só pelo nome nunca leria esse livro, aparenta ser um livro espirita, algo assim, mas a resenha mostrou ser um livro bem interessante e profundo, reflexivo, gosto de livro assim.
    Espero ter a oportunidade de ler

    ResponderExcluir
  3. Gostei muito da resenha!
    Parece ser uma história emocionante e com altas doses de drama.
    Se surgir a oportunidade vou ler o livro. ;)


    ResponderExcluir
  4. Não tenho nada contra o título, mas quanto à historia achei interessante mas nao ao ponto de querer ler. Me deu impressao de que eu goayaroa de ler ele se eu fosse mais nova.

    ResponderExcluir
  5. A capa desse livro é muito linda, acredito que seja um dos grandes lançamentos da Seguinte esse ano. Fiquei interessada na obra, até porque agora sei que trata de assuntos bem polêmicos que não fazia ideia que contia nesse livro.
    Bloody Kisses
    Monólogo de Julieta

    ResponderExcluir
  6. Achei a capa desse livro linda! Pelo título achei que era uma história sobrenatural, mas estava muito enganada... Parece ser um livro com uma história muito sensível e emocionante. Se tiver oportunidade é claro que vou ler.

    Beijos!!

    ResponderExcluir
  7. Ei Dressa,
    adorei a resenha. Não conhecia esse livro, mas do jeito que você falou, parece ser mesmo emocionante. Fiquei tentando juntar os pedacinhos dos seus comentários para tentar entender o que acontece com a irmã da Laurel, e todas as minhas teorias são bem tristes mesmo.
    beijos
    http://meumundinhoficticio.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. A história parece legal, já tinha ouvido falar do lançamento do livro mas não sabia do que se tratava, me pareceu um pouco melancólico, não sei se é o meu tipo de livro.

    ResponderExcluir
  9. Oi Andressa.
    Gostei bastante da trama do livro. Achei a ideia de escrever uma carta para uma pessoa que morreu bem interessante.
    Parece que o livro aborda temas bem fortes como Suicídio, Abuso Sexual Infantil, Violência Doméstica e etc.
    Espero ter oportunidade de ler esse livro.

    ResponderExcluir
  10. O título me chamou a atenção, se eu estivesse na livraria e o visse, eu o pegaria e leria sua sinopse. Tu resenha me deixou com a impressão de que retrata muito também sobre o luto, além dos outros assuntos tabu que tu citou. Acho muito interessante livros com esta "carga" de emoção, pois tu sente um peso ao ler livros assim.
    É um daqueles livros que mesmo muito tempo depois de ler, tu ainda fica refletindo sobre tudo que leu e conseguiu absorver...

    Bj.

    ResponderExcluir
  11. Oi Dressa já ouvido falar dele em um dos eventos da seguinte e achei a premissa do livro muito legal, a autora soube construir bem a personagem e dar vida a história dela, quero ler!
    Bjkas
    Dani Casquet- Livros, a Janela da Imaginação

    ResponderExcluir
  12. Esse é mais um livro que eu fico na dúvida de comprar ou não. Não quero me decepcionar com a história. Vou aguardar mais um pouco e ver se passo a me interessar mais.

    ResponderExcluir
  13. Eu achei o livro bem interessante, e bem profundo, e no momento estou em dúvida se leria ou não =/

    ResponderExcluir
  14. A história parece ser muito interessante e ao mesmo tempo triste. quero muito ler esse livro.

    Bjok

    ResponderExcluir
  15. Não sabia que o livro tratava sobre esses tipos de assuntos, realmente sao assuntos dificeis e que a falta de dialogo prejudica e acaba deixando consequencias mais pesadas, depois que vi a resenha aqui me interessei mais por esse livro.

    ResponderExcluir
  16. Oi Dressa, tudo bom?
    Estou louca para ler esse livro por sua causa. A narrativa parece ser bem triste e reflexiva. Quero saber como a personagem lida com tudo e escrever essas cartas deve ter sido uma válvula de escape. E essa capa linda?
    Beijos!
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Não sei se teria coragem de ler este livro, apesar dele parecer bom eu vou colocar ele no final da lista.

    Beijos.

    http://livrosleituraseafins.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir