Resenha - Fique Onde Está e então Corra


Fique Onde Está e então Corra
Autor: John Boyne
Editora: Seguinte
Gênero: Literatura Estrangeira / Infanto-Juvenil
Páginas: 219
Sinopse: Skoob

Avaliação:

Olá, tudo bem com você? 

Estava receosa de ler esse livro e acabar me emocionando muito assim como foi quando li outro livro do mesmo autor " O Menino do Pijama Listrado" então depois de pegar um livro mais leve para ler e espairecer um pouco resolvi me render aos encantos desse livro e me surpreendi de uma forma muito positiva. 

Nesse livro conhecemos Alfie Sammerfield um garoto de apenas 9 anos mas muito esperto e corajoso, ele sempre lembra da guerra com tristeza pois a guerra começou exatamente no seu aniversário em que completaria 5 anos, Julho de 1914.

Sua mãe faz uma bela festa, com muitas comidas e bebidas mas infelizmente devido a guerra ninguém aparece na festa de Alfie. 

Por ele ser muito novo seus pais não comentam o que está ocorrendo no mundo, e Alfie se sente meio perdido com isso, mas tudo piora quando seu pai George Summerfield se torna voluntário  para  servir o exercicito e acaba deixando Alfie e sua mãe sozinhos. 

Margie a mãe de Alfie começa a trabalhar sem parar, de dia e de noite, como enfermeira, costureria, lavadeira e praticamente quase não dorme. 

Página 58
- Precisamos do dinheiro, Alfie,  essa é a verdade - disse Margie quando ele ficou em silêncio
-Mas você já está lavando roupa para fora - ele respondeu.
-Nem me fale. Vou precisar fazer tudo isso à tarde, entre os turnos.
- E quando você vai dormir?
- Ah, eu durmo quando estiver mor... Ela parou de repente suas bochecas corando. Não temos escolha, Alfie. São tempos dificeis você sabe.

Alfie já está agora com 9 anos e desde então não comemora mais seus aniversários devido a guerra, ele vendo o sofrimento da mãe em tanto trabalhar começa a engraxar sapatos em uma estação de trem de Londres escondido de sua mãe.

Alfie vai a escola somente as segundas e quintas feiras, que são as aulas de História e Leitura que ele mais gosta, os outros dias não tem mais importância para ele e devido a guerra os professores nao cobram presença todos os dias,  então ele engraxa sapatos nos outros dias. 

Alfie conhece muitas pessoas engraxando sapato, e ele cobra apenas um centavo pelo seu serviço, sorrateiramente ele deixa alguns trocados na bolsa de sua mãe sem ela perceber para ter o que comprar para comer.

A vida que eles possuem não é de luxo e o todas as pessoas falam da guerra, mas ninguém explica para Alfie  o que exatamente está acontecendo, seu pai George começa a mandar muitas cartas no começo, mas sua mãe se recusa a ler em voz alta, devido aos sofrimentos relatados, porém Alfie por ser uma menino muito esperto ele acaba achando as cartas de seu pai debaixo do colchão de onde sua mãe dorme. 

O livro é narrado em terceira pessoa e em alguns capítulos mostra o presente e outros o passado, a história é narrada em terceira pessoa mas nos sentimos na pelo de Alfie e então as emoções são as mesmas que ele.

Em um desses capítulos que mostra o passado ficamos sabendo que há 2 anos o pai de Alfie nunca mais mandou notícias e sempre que Alfie pergunta sobre seu pai a mãe responde que o pai está em uma missão secreta onde não pode se comunicar. 

Todos os dias Alfie olha o jornal para saber das noticias e também para saber se seu pai está morto ou hospitalizado pois o número que seu pai utiliza no exercicito é 14278. 

E por uma coincidência Alfie acaba engraxando os sapatos de um médico onde por um descuido ele acaba deixando vários papéis cair de sua mão e com o vento forte as folhas acabam se espalhando pela rua, Alfie tenta ajudar o médico a pegar os papéis e se depara com uma informação sobre onde seu pai está através do número que ele tanto procura nos jornais.

Alfie vai em busca de ajuda para partir em um missão secreta de encontrar o seu pai, e as aventuras são demais, onde a gente torce para que tudo de certo a todo momento.

Alfie encontra várias maneiras de tentar ir em busca do seu pai e o livro mostra uma mensagem muito bacana sobre o amor, fala sobre a guerra e das coisas ruins que ela proporciou  a muitas famílias, mas também mostra o lado de uma criança vendo tudo isso e tentando também fazer a diferença. 

Página 85
- Existem vários jeitos de colaborar com os esforços de guerra - ele disse. - Só não sei se matar pessoas é o mais produtivo.
O livro está com a edição muito boa, gostei muito da capa, as páginas são amareladas e as letras de bom tamanho, o livro tem poucas páginas o que torna a leitura super rápida e quando terminada ficamos com aquela vontade de querer mais. 

Leitura mais que recomendada e com certeza irá fazer a  diferença na vida de quem o ler. 

Esse foi o último livro lido na II Maratona de Férias #eusoudoidera e a música escolhida é uma que representa a fofura e o amor retratados no livro:

Adriana Calcanhotto - Fico Assim Sem Você



Beijos 

Até mais











14 comentários :

  1. O livro parece ótimo, mas também meio triste, sempre acabo me emocionando com essas histórias com cenários de guerra e crianças que não entendem bem o que está acontecendo mas que acabam sofrendo com isso, mas adorei o livro!
    Parabéns pela resenha!
    Beijo!
    http://booksmanybooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oiee
    Adorei a história cheia de emoção e determinação.Cenários de Guerra não são os meus preferidos mas sempre acabo lendo algo sobre esse tema.
    Ainda não tive a oportunidade de ler "O menino do pijama listrado" mas pelos comentários sei o quanto o livro é bom,então confio que essa nova obra do autor também seja.
    beijos

    ResponderExcluir
  3. Olá,pelo seu relato sobre o livro,percebe-se que se trata de um livro bem emocionante.
    Gostei muito de saber um pouco sobre a história e estou com vontade de sentir a mesma emoção que você sentiu. E achei bem positivo saber que se trata de uma leitura rápida. :)

    ResponderExcluir
  4. Oi Andressa :)

    Esse livro se tornou prioridade desde o momento que o vi na lista de lançamentos a editora e, agora com a sua resenha, lerei sem sombra de dúvidas. Beijos!

    http://euvivolendo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Gosto muito de ler sobre a Primeira e a Segunda Guerra Mundial.
    Não conhecia esse livro, mas ao ler sua resenha, fiquei interessada. Deve ser muito tocante.

    ResponderExcluir
  6. Olá
    Estou louca para ler esse e os outros do autor, pois até agora só li O Menino do pijama listrado e adorei, o filme tbm é lindo.
    Espero ler esse em breve, a capa ficou lindinha haha e a resenha está ótima, viu?

    Beijão
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/2014/07/resenha-os-dias-volateis-marcelo-rua.html

    ResponderExcluir
  7. Oi Dressa, livros ambientados no período de guerra são tristes, mas são leituras que gosto de fazer. Sua resenha me deixou curiosa e emocionada com a história. Era um período difícil para os adultos, imagina para uma criança?
    Beijos!
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Ahh tenho visto muitas pessoas elogiarem mesmo o livro.
    E minha curiosidade só aumenta..!
    Tenho certeza que o livro deve ser mesmo uma fofura, só a capa por si só já é né.

    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Ei Dressa, esse livro parece ser ótimo mesmo, e bem emocionante. Eu senti uma forte relação entre o título com os acontecimentos da vida do protagonista. Sempre gosto de histórias assim, que falam sobre as grandes guerras, mas não do ponto de vista dos campos de batalha, e sim daqueles que ficam em casa, e são afetados por tudo.

    beijos
    meumundinhoficticio.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. É impressão minha ou a maioria dos livros do John Boyne tem como personagem principal uma criança?
    Bom, esse livro parece ótimo por diversos motivos. O título é intrigante, a capa é linda e a premissa do livro é super interessante. A começar porque se trata da 1ºGuerra Mundial, o que me deixa com muito mais vontade de ler, segundo devido ao sofrimento do menino por querer ajudar a mãe a colocar comida na mesa e ainda assim, saber do paradeiro do pai. Acredito que esse livro nos mostre diversas lições para aplicarmos em nossas vidas.

    ResponderExcluir
  11. Oi,
    Estou apenas apaixonada pelo livro agora. John Boyne ganhou meu coração com "O Menino do Pijama listrado", pois tem coisa melhor que uma história narrado pelo um ponto de vista de uma criança e ter como maior foco a amizade. Este livro me pareceu bem aventureiro, imprevisível e talvez cheio de expectativas. Novo livro na minha lista, John Boyne só não me faça chorar novamente no final.

    ResponderExcluir
  12. Amei a resenha e estou super ansiosa para ler esse livro. John Boyne e seu talento incrível para escrever. Sou apaixonada pelo livro O menino de pijama listrado e acho que também ficarei apaixonada por esse livro.

    ResponderExcluir
  13. Achei linda a capa desse livro, do autor eu só li O menino do pijama listrado e achei lindo *-*
    o autor sabe como conquistar o leitor, pq eu lendo somente 1 livro ja fui conquistado, espero poder ler outors livros dele em breve *-*

    ResponderExcluir
  14. É o primeiro livro que li de Boyne e tenha certeza que ele me surpreendeu. Superou minhas expectativas.
    Adorei o personagem Alfie, sua forma de ver e encarar a vida. Assim como todos os outros personagens eu achei bem construídos. Alfie é um garoto que já passou por muita coisa difícil na vida, mesmo sendo tão novo.
    O livro eu achei emocionante demais.


    M&N
    | Desbrava(dores)
    de livros
    - Participe do nosso top comentarista. São 6 livros para
    escolher e 2 ganhadores.

    ResponderExcluir