Resenha - A Bandeja




A Bandeja
Autor: Lycia Barros 
Editora: Arqueiro
Gênero: Literatura Nacional / Romance 
Páginas:  240
Sinopse: Skoob

Avaliação:


Oi gente, tudo bem?

Hoje venho conversar com vocês sobre um livro que tocou o meu coração. Logo no começo da leitura senti a necessidade de fazer algo que nunca havia feito antes: usar post it para marcar os melhores quotes.

Eu sei que essa é uma prática comum, muitos dos meus amigos blogueiros têm esse hábito, mas a verdade é que essa foi a primeira vez que eu realmente senti vontade de parar a leitura, correr até a gaveta da mesa e procurar por um post it.

"Sempre que estiver em dúvida se deveria ou não estar em determinado lugar, peça ao Espírito Santo a sua presença naquele instante. Se não puder senti-lo, é porque não deveria estar ali". 

Esse foi o conselho de um pai, com o coração apertado, levando a filha para a capital do estado para iniciar a faculdade de Letras.

Logo me transportei para 2004, meus pais, meu irmão e uma amiga da minha idade com quem eu iria dividir apartamento, a caminho de Juiz de Fora-MG, onde eu moraria sozinha pela primeira vez, para fazer cursinho pré-vestibular. Não consigo imaginar o que se passa na cabeça dos pais quando chega a hora de libertar um pouco seus filhos para que corram atrás dos seus sonhos.

Os pais de Angelina não eram diferente dos meus, as inúmeras recomendações seguiram até a entrada da república onde ela moraria pelos próximos quatro anos. A casa estava cheia de estudantes que voltavam de suas férias e outros, como Angelina, que estavam lá pela primeira vez.

Angelina cresceu em um lar evangélico e trazia consigo princípios, conceitos e uma fé que parecia inabalável. Sua colega de quarto Michele, que também era de Petrópolis, não parecia ser uma boa companhia e ela teria que conviver com pessoas muito diferentes dos seus amigos da terra natal.

Se sentindo um pouco deslocada na república, Angelina se conformou falando para si mesma que se mudou para o Rio de Janeiro com um propósito maior: empenhar nos estudos, se formar e tornar-se uma grande escritora, afinal, estava em uma das melhores faculdades do país, não podia desperdiçar essa chance. Nada de namoros, nada de festinhas.

Até que, no primeiro dia de aula, se deparou com Rico. Um rapaz perto dos 30 anos que, além de incrivelmente lindo, era seu professor de Linguística. Racionalmente Angelina sabia que não poderia se relacionar com ele por diversos motivos: diferença de idade, ela deveria manter o foco nos estudos, eles não compartilhavam da mesma religião e, além de tudo, ele era seu professor. Seus pais nunca o aprovariam. Seu coração falava exatamente o contrário.

Aos poucos, Angelina passou a relativizar muitos dos seus princípios. As conversas com Deus, que antes eram diárias, diminuíram gradativamente. Não tinha vontade de voltar para Petrópolis aos finais de semana para ver a família, não estudava com afinco, inventava mentiras para os pais e só queria saber de Rico, o lindo professor de linguística.

Como o livro é narrado em primeira pessoa, acompanhamos toda a transformação de Angelina através de seus olhos. Ela própria não se reconhecia mais e passou a colher as consequências dos seus atos impensados, além de ser "perturbada" com sonhos reveladores mas repletos de símbolos que, a princípio, ela não foi capaz de desvendar a mensagem.



Há muito não lia um livro voltado para o público jovem que falasse de Deus em meio aos conflitos de uma jovem que acabou de entrar na vida adulta e conquistar parte de sua independência e isso foi o que eu mais gostei na leitura. A autora não falou de Deus por falar, mas mostrou o reencontro da personagem com ela própria e como a vida se ajeita quando entregamos tudo nas mãos Dele.

Não compartilho da mesma religião de Angelina, sou católica. Mas, em meio a tantas histórias que falam de ódio, inveja e outras coisas ruins, achar um livro que se dedica a contar sobre o encontro de uma jovem com Deus de forma tão real é maravilhoso e eu não podia deixar de indicá-lo a todos.

A história é linda, mas acima de tudo, é uma história extremamente possível de acontecer. Quantas pessoas passam pelos mesmos conflitos de Angelina? Por isso, acho interessante acompanhar a trajetória dela e aprender um pouco com os seus erros e acertos. Volto a recomendar a leitura!

Espero que gostem!

Até a próxima,

Mari Sacramento



22 comentários :

  1. Gosto de livros que tocam em Deus ,e as vezes é até mais fácil entender a mensagem .
    http://atraficantedelivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. me da ? kk
    http://adolescentesescritora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi Mari !!!!
    Pois é, esse livro está me despertando uma vontade enorme de lê-lo. Eu também não compartilho da mesma religião da personagem principal do livro, porque também sou católica. Mas acredito que o livro trás uma mensagem muito bonita e que pode nos ensinar muita coisa.
    Quando vc citou na sua resenha o fato dela se apaixonar pelo professor e eles não terem a mesma religião, já me identifiquei um pouco, pois meu namorado é evangélico e eu católica... é uma situação meio complicada, mas que tentamos lidar da melhor maneira possível =)
    Espero ler o livro em breve e se eu gostar deixo minha opinião por aqui.
    Beijos <3

    ResponderExcluir
  4. Oi Mari..
    Gostei de saber sua opinião sobre o livro, pois tenho muita vontade de ler ele.
    Deve ser um livro lindo mesmo, e gostei de sua descrição. Essa parte que a autora incluiu Deus, fiquei com mais vontade de ler ainda.
    Adorei a resenha Mari..

    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Olá Mari, tudo bem?
    Já ouvi falar muito desse livro, mas não tinha dado muita atenção a ele... Mas depois da sua resenha, com certeza irei ler.
    É uma situação bem complicada gostar de alguém que tem tantas coisas diferente de nós...principalmente os princípios diferentes. Ao ler sua resenha, pensei que estava lendo um relato de uma vida real, então com certeza parece ser um livro real, e profundo.
    Fiquei bastante curiosa, e está nas minhas próximas leituras, e espero que eu tenha a mesma opinião ou melhor que a sua em relação ao livro.
    Parabéns pela resenha.
    Um grande abraço!
    http://chuvaelivros.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Oi, Mari, tudo bem?

    Sabia que vc ia gostar do livro. Ele é bem singelo, né? Gostei bastante da escrita da Lycia.

    beijos
    Kel
    www.porumaboaleitura.com.br

    ResponderExcluir
  7. Que resenha linda!
    Seria tão bom se alguns jovens não seguissem caminhos tão errados...
    Sempre leio bons comentários sobre os livros da autora. E tenho muita vontade de ler esse .
    Espero gostar tanto quanto você. :)

    ResponderExcluir
  8. Oi, Mari.
    Eu não sabia que o livro tinha esse tom de religiosidade.
    Assim como você, sou católica. Valorizo todas as religiões e adoro quando uma mocinha é religiosa!
    Esse livro me lembrou um pouco de "Irresistível", onde Laura sai de sua cidade pequena para ir estudar Direito em Curitiba e se envolve com o professor substituto !
    Beijos <3
    http://livros-cores.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Olá Mari!
    Gostei demais da tua resenha. Adoro esse livro, já o li na edição anterior e agora estou relendo nesta nova edição. A escrita da Lycia é ótima, sou super fã.
    Beijos
    colecionandoprimaveras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Oiee..
    Eu nunca li um livro com essa temática, onde tem um adolescente falando de Deus, também sou católica e amei a sua resenha, certeza quero ler também... mais um livro pra comprar e menos alguns reais de pobreza haha

    Beijos da Edi
    Parte de Minha História

    ResponderExcluir
  11. Eu tenho uma curiosidade imensa de ler esse livro da Lycia, até porque está sendo muito bem falado e tenho certeza que ele não faltará na minha listinha da BIENAL DE SP. (risos) Principalmente porque quero muito conhecer a autora que foi professora da vizinha da minha cidade que é autora também. Enfim...vai ser bastante legal ter meu autografo pessoalmente e pegar alguns marcadores do livro.
    Espero aproveitar bastante a minha primeira bienal do livro, até porque tenho que fazer por merecer tendo ganhado a minha credencial (risos)

    Amei a resenha viu? Vou ver se leio logo pra ver o que eu acho também.
    Se cuida linda e fica com Deus

    lovereadmybooks.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  12. Este livro entrou na minha litinha de tanto ver elogios sobre ele rsrsrs espero gostar bastante
    Um beijo, te espero no blog
    Blog livros com café

    ResponderExcluir
  13. Oi Dressa tudo bem, sua resenha sempre ótima e bem detalhada, mas não curto leitura com envolvimento de relegião eu respeito cada um no seu quadrado né, mas esse é um livro que vou deixar pra uma próxima.
    Bjks
    Dani Casquet- Livros, a Janela da Imaginação

    ResponderExcluir
  14. Já li algumas resenhas deste livro, mas acho que a sua ficou muito muito linda. Ainda não li o livro, mas pretendo.

    Beijos.

    http://livrosleituraseafins.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Confesso que esse não foi um livro que me chamou a atenção. Achei legal isso que você falou em relação a personagem se reaproximar de Deus, levando-se em conta o estado atual de leituras que temos por aí, essa foi uma bela sacada da autora. Porém, não me interessei muito. Pode ser que leia, mas será em um futuro um pouco mais distante.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  16. Parece ser um livro muito emocionante, e como você falou, é uma história possivel de acontecer, conheço tanta gente que se transformou como a personagem. Não sou muito de ler livros com essa temática de Deus no meio, mas gostei muito desse. Bjs

    ResponderExcluir
  17. Meu Deus! Eu não fazia ideia que esse livro era tão bom!
    Admito que agi com um certo preconceito quando soube do lançamento desse livro, achei que por falar de religião, ia tentar pregar algo fortemente, como um meio de persuadir. Mas parece que ele é um livro incrível, que com certeza, vai me tocar (sim, agora decidi que preciso lê-lo). Acho que vai me ajudar na fase que estou passando.
    Beijos

    ResponderExcluir
  18. A primeira vez que vi esse livro fiquei morrendo de vontade de ler. Então eu vi que ele falava bastante sobre religião e confesso que perdi a vontade. Acho que livros assim tem que ter um equilíbrio suficiente para não tentar influenciar o leitor a se ligar a determinada religião. Não sei se é o caso, mas por isso fico meio receosa.
    Talvez eu até leia, mas por enquanto não pretendo.
    Beijos

    http://entrelinhaslivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  19. Até hj eu não tive a oportunidade para ler algum livro do Nicholas, mas espero muito ler um dia, mas do jeito que está nunca vou ler todos por que sempre ele ta lançando novos, kkkk, Bandeja, resgate, a ultima musica são livros que eu quero muito ler!!

    ResponderExcluir
  20. Oi Mari! :D
    Eu conheci o livro bem antes dele ser publicado pela novo conceito, inclusive tenho o ebook da versão antiga, mas atualmente o meu interesse em ler é praticamente nulo. :/
    Gostei da resenha ;)

    ResponderExcluir
  21. Oieee
    Estava bem empolgada com esse livro logo que a Editora o lançou mas as poucos fui perdendo aquela vontade de ler ainda pretendo fazer isso mas não agora.A história dele é mesmo linda,como Angelina consegue passar por esses conflitos junto a sua fé.A Lycia é uma escritora maravilhosa.

    ResponderExcluir
  22. Quero ler esse livro, mas não é daqueles que estou desesperada para ler. hehe

    ResponderExcluir