Resenha - Minha vez de brilhar


Minha Vez de Brilhar
Autora: Erin E. Moulton
Editora: Novo Conceito
Gênero: Literatura Juvenil
Páginas: 288
Sinopse: Skoob
Onde Comprar:  Saraiva
Avaliação:
Oi gente, tudo bem?

Se você me pedisse para descrever esse livro em apenas uma palavra, eu o chamaria de encantador.

Minha vez de brilhar é um romance juvenil, publicado pela editora Novo Conceito através do selo #irado que conta a história de Indie Chickory.

Indie mora com os pais e a irmã em uma cidade litorânea chamada Plumtown e tem uma lagosta como melhor amiga. Mas não é qualquer lagosta, a Monty é uma lagosta dourada super rara que seu pai teve a sorte de capturar graças a cabeças de peixe e coca-cola. A família de Indie possui um restaurante com a melhor sopa do mundo.

Sua irmã Bibi costumava ser sua melhor amiga, até que, de uma hora para outra, Bibi mudou completamente. Tinha vergonha de andar com Indie pelos corredores da escola simplesmente porque a irmã mais nova não era muito popular entre os demais alunos. Ao contrário, ninguém gostava de ficar perto de Indie, sempre exclamando que ela fedia a peixe.

A verdade é que Indie era uma menina especial, apaixonada por peixes, conhecia cada uma das espécies e recitava seus nomes toda vez que precisava se acalmar. Tinha um carinho especial por Monty, que cuidava com toda atenção.

No último dia de aula daquele ano, Monty acidentalmente se escondeu na mochila de Indie causando um alvoroço na escola. Indie fugiu da aula para poder levá-la um pouco ao mar, mas a lagosta se assustou com a confusão e fugiu.

Indie ficou desolada. Não podia mais contar com a companhia de irmã e agora perdia também sua melhor amiga, Monty, que seu pai teve tanto trabalho para encontrar.

Certa de que suas atitudes e o seu modo de ser envergonhava não só a irmã como toda a família, Indie resolveu que era hora de mudar. Ser cada vez menos Indie e cada vez mais perfeita como Bibi. Quem sabe assim não traria algum orgulho para seus pais e ganharia a amizade da irmã de volta
.
Assim, Indie resolveu se candidatar para ajudar no cenário do teatro onde Bibi ensaiava para participar do musical A Noviça Rebelde. Bibi, que continuava envergonhada pela forma como a irmã se vestia e se portava, fez uma completa mudança em seu guarda-roupa e permitiu que fossem vistas juntas se Indie permanecesse com a boca fechada.

Nos bastidores do teatro Indie conheceu Owen, um garoto da sua idade, igualmente não popular entre os demais. Bibi e seus amigos caçoavam dele e faziam com que Indie se envergonhasse de falar que eram amigos. No entanto, escondidos de todos, toda noite Indie e Owen se encontravam na praia para bolar um plano de recapturar Monty.

Empenhados em recapturar Monty, a amizade entre Indie e Owen crescia a cada dia. Mas, na companhia da irmã Indie negava qualquer envolvimento com Owen, com medo de ser novamente excluída e rejeitada.

A história nos mostra que fingir sermos quem nós não somos só leva ao caminho da infelicidade e da confusão. Indie sofreu na pele as consequências de negar sua própria essência e sua amizade verdadeira com Owen somente para agradar Bibi.

"Shh, shh. Não importa. - Sloth balança a cabeça e passa um pedaço de gaze no joelho de Owen. - Não importa o que os outros pensam."
Eu gostei bastante da história, mas acho que faltou aprofundar um pouco mais a vida de Owen.

Sabemos que ele passa por um problema e por isso está na casa da tia durante as férias, mas isso é tratado de forma superficial. A autora mantem o foco em Indie e eu senti falta de saber um pouco mais de Owen.
Não posso deixar de falar o quanto o livro é lindo. Capa dura com ilustrações no início de cada capítulo, achei que a editora teve um carinho a mais com a história e eu adorei.

A história de Minha vez de Brilhar é de Indie e Owen, mas pode ser de qualquer jovem das escolas espalhadas pelo mundo. Fingir ser quem não é e caçoar dos outros para agradar uma maioria infelizmente é um hábito muito comum e eu acredito que a importância desse livro é mostrar que na realidade, não importa mesmo o que os outros pensam, devemos nos respeitar e preservar as amizades... as verdadeiras.

Espero que gostem,

Mari Sacramento.


31 comentários :

  1. Parece ser um livro bonitinho. Apenas.
    Eu até estava interessada a lê-lo, mas acabei esfriando um pouco...
    Acho a capa bonita, mas a história mais fraquinha...

    ResponderExcluir
  2. Parece-me ser um livro com um enredo bem bacaninha, voltado obviamente para a fase onde justamente ocorre essas mudanças comportamentais. E pelo visto a autor soube falar bem sobre, fazendo refletir. Particularmente eu não fiquei com vontade de ler, talvez se eu fosse mais nova... A capa é realmente linda, ainda não vi pessoalmente, deve ser ainda mais linda.

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Apesar de ser um livro voltado para os jovens,gostaria muito de ler o livro.
    Pelo visto é uma história belíssima e nos faz refletir e pensar no que verdadeiramente importa.

    ResponderExcluir
  4. Antes de mais nada, sua resenha esta linda <3
    Quanto ao livro, já o conhecia e sou louca para tê-lo e lê-lo! rs Amo essa capa e adorei o lance dos animais marinhos e nomes de peixes *-*
    Fiquei bem mais interessada pelo livro. Essa mensagem de verdadeira amizade, respeito as diferenças e lições de vida são muito importantes! :)

    ResponderExcluir
  5. Oii, Mari.
    Adorei sua resenha!
    Não curto muito livros juvenis, mas é o tipo de livro que eu adoro dar de presente.
    Gostei da mensagem que o livro passa sobre ser verdadeiro, já que é tão difícil encontrar pessoas assim hoje em dia.
    Beijos

    Entrelinhas e Livros
    Facebook

    ResponderExcluir
  6. Olá Mari, tudo bem?

    Esse livro não desperta muito a minha atenção, não o compraria. Mas uma coisa não nego, a edição é fantástica. Beijos!

    http://euvivolendo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Adoro romance juvenil. Minha vez de brilhar já tá na minha lista de desejados. A capa é linda e o livro parece ser ótimo mesmo.

    ResponderExcluir
  8. Oie,
    adoro romances assim.
    Pensei que o livro fosse totalmente diferente.
    gostei bastante. dica anotada!!

    bjos
    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
  9. Oi,
    Que história fofa.
    Preciso ler logo, ele está aqui me esperando.
    Adoro livros juvenis para relaxar.
    bjs

    http://www.entrepaginasesonhos.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Realmente a capa é linda, mas por esta sinopse não o leria. Fui lendo e achando tudo muito bobo, mas o que uma boa resenha não faz, né?
    Mas achei que o livro não se tratou somente de até que ponto vale ser igual aos outros, mas tbm até que ponto é válido nos modificarmos pra que gostem de nós.

    ResponderExcluir
  11. Mari!
    Concordo com você: o livro é encantador.
    A #Irado tem trazido bons títulos infantis e infanto juvenis.
    Esse em especial é um livro doce e todo lindo, perfeito!
    Leitura que mostra o valor da verdadeira amizade.
    Amei a leitura.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  12. Ollá!
    Adorei a história do livro!
    E a capa é lindaa! =)
    Qd a gente gosta da história queremos saber mais e mais né? Deve ser por isso q faltou o aprofundamento!
    Adorei a resenha!
    Bjos!

    www.leituravipblog.com

    ResponderExcluir
  13. Oi, tudo bem? :)
    Pretendo ler esse livro em breve...
    Aproveito para dar uma notícia também. Este ano decidi organizar um amigo secreto literário no meu blog e adorava que participasse. É só ir no blog e ver o mais recente post que lá está tudo explicadinho.

    Beijo, Jessie
    www.fofocas-literarias.blogspot.pt

    ResponderExcluir
  14. Oie. Amei a capa. e a história parece ser bem legal. Parabéns pela resenha.

    ResponderExcluir
  15. Essa edições do selo #irado são realmente muito lindas.
    A história parece ser uma fofura e muito bom pras crianças e pré adolescentes lerem e aprender de uma vez por todas que os outros tem que gostar da gente pelo nós somos realmente. Acho que é um livro com um grande ensinamento.

    ResponderExcluir
  16. Essas edições do selo irado estao tao lindas.. E ainda e de capa dura!
    Parece ser um livro bem bonitinho..
    Nao me empolgou pra comprar mas se ganhasse eu leria..
    Forever a Bookaholic
    Curta a página do blog

    ResponderExcluir
  17. Oie...
    Ainda não li o livro, mas ele está na minha lista de desejos!
    Gostei bastante da resenha e é um livro que chama muito minha atenção por se tratar de uma situação não muito longe da realidade! E traz isso com muita leveza!

    ResponderExcluir
  18. Acho bem importantes livros infanto-juvenis que abordam esses temas de bullying, aceitação e amizades verdadeiras. Gostei bastante dessa trama, pois me parece ser bem desenvolvida. Se tiver oportunidade, vou dar uma conferida.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  19. Oi Mari, nossa só de ler fiquei emocionada, tadinha da Indie, essas pessoas são sempre incompreendidas e acabem fazendo coisas para se destacar em um mundo que se julga correto, quando na verdade nós deveríamos viver de acordo como somos de verdade. Amei sua resenha! Bjkas
    Dani Casquet- Livros, a Janela da Imaginação

    ResponderExcluir
  20. Oi Dressa..
    Não tenho dúvidas de que o livro deve ser lindo mesmo.
    No começo tinha mais vontade de ler, depois fui perdendo o encanto.
    Quem sabe eu mude de opinião.

    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  21. Gostei muito da mensagem que o livro passou, e apesar de ser voltado para o público mais jovem, tem muito adulto que deveria ler e ver que fingir ser o que não é não dá certo.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  22. Parece ser um livro, que passa uma mensagem legal. Mas não chega a ser nada que me chame realmente atenção, não sei, acho que falta algo para torná-lo mais atrativo.
    Mas adorei sua resenha.
    Beijos
    Construindo Estante || Facebook

    ResponderExcluir
  23. Apesar de eu achar linda as capas do selo irado, e ter adorado a resenha, não consigo gostar tanto, me parece um livro muito fraquinho. Parece aquelas histórias das menininhas e mimimi e bom, não faz muito o meu gênero.

    ResponderExcluir
  24. Gostei da temática do livro e acho que vou gostar muito de ler. Já anotei como futura leitura :)

    Beijos.

    http://livrosleituraseafins.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  25. Eu quero muito esse livro, eu acho que essa capa é dura, mas não me lembro bem, e ela é muito fofa.
    Amei a resenha, vou lê-lo logo porque também o achei encantador.

    Abçs :)

    ResponderExcluir
  26. O selo #Irado na NC vem me surpreendo cada vez mais com esses lançamentos.Achei os personagens bem fofos e a história assim como a narrativa bem coincidente com a idade dos personagens e pelas resenhas que acompanhei também senti um pouco de falta de aprofundação na vida de Owen.

    ResponderExcluir
  27. Oi Mari, tudo bom?
    Realmente em uma certa idade, muitas pessoas buscam mais a aprovação dos amigos do que a própria felicidade. É algo que temos que aprender vivenciando, pois nada disso é necessário se a pessoa nos ama como somos. É um livro que trás uma boa lição para o leitor.
    Beijos!
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  28. Oii
    Parabéns pela resenha! Quero muito ler esse livro! Já li um dos livros da Erin, A Jornada, e é muito fofo! Ela consegue escreve sobre crianças, como criança e com uma perspicácia encantadora! E sempre tem uma moral, uma lição, uma mensagem a passar pro leitor. Sem contar, que a edição de Minha vez de brilhar, está linda (capa dura <3).
    Beijos

    ResponderExcluir
  29. Oi Maria, tudo bem?
    Esse livro parece ser leve e fofo. Gostei da moral que a autora tenta passar. Esse é um daqueles livros que acredito que todo jovem deveria ler. Pois, hoje em dia tá difícil né... Eu achei a capa super fofa, mas não compraria se o visse em uma livraria, até porque o título também me faz lembrar de algo tipo auto-ajuda. Sei lá.
    Super beijos <3
    http://livros-cores.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  30. Achei esse livro uma fofura,alem de ter um bom conteúdo.
    http://bibliotecadesajeitada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir