Literatura Nacional, Vamos Conhecer?

Olá, tudo bem com você?

Essa semana resenhei por aqui o livro "Beleza Estranha" (Resenha Aqui)  do autor Tércio Ribas e como ele é autor parceiro aqui do blog resolvi trazer ele para essa coluna para conhecermos um pouco mais sobre ele, para quem ainda não conhece seu livro segue abaixo a sinopse.


Beleza estranha é a história de Roberto. A história de Roberto é a história de uma relação afetiva, da dinâmica de uma família em torno de um pai autoritário e controlador. Um pai que faz com que Roberto, menino, sinta muito cedo a dor da rejeição paterna e busque encontrar o seu lugar, mudar o rumo da sua vida. A decisão de mudar instalou-se a partir de uma revelação dolorosa a que teve acesso inesperadamente. A história de um homem que constrói a sua vida a partir das carências instaladas pela falta de afeto paterno, pela observação do sofrimento da mãe. E, na luta pela superação, ele revela sua grande generosidade quando o pai vem bater à sua porta. E, no final surpreendente, ele se dá conta de que “a vida é mesmo estranha, mas é bela”.


Vamos conhecer um pouco mais do autor Tércio Ribas ?

Nome Completo:
Tércio Ribas Torres

Cidade Onde Mora:
Sou mineiro, mas moro em Brasília desde 1998.

Quantos anos?
Em novembro, farei 41.

Quando começou a escrever?
Comecei a fazer poesia ainda na infância. Meus primeiros versos são de quando eu tinha nove anos.  Em 1994, quando tinha 20 anos, publiquei o livro Poema & Paz (Ed. Cuatiara), com meus poemas adolescentes, principalmente os que fiz entre os 15 e 16 anos. Foi uma boa experiência.  Somente depois de adulto foi que me encontrei com a prosa. Comecei as primeiras páginas de Beleza Estranha em 2001. Logo o rascunho foi para a gaveta, por conta de outros desafios: faculdade, formatura, conseguir um bom emprego, casamento, etc. Retomei a escrita em 2008 – quando completei o livro em cerca de 30 dias. Fiz algumas revisões de texto e pedi para uma amiga fazer a revisão do português. Depois começou a batalha por uma editora. No final de 2012, a Editora Faces demonstrou interesse. Em maio de 2013 assinamos o contrato e um ano depois ocorreu o lançamento.

O que os leitores podem esperar de "Beleza Estranha"?
Posso dizer que é um livro que toca os nossos valores e sentimentos de cada dia. O amor, a fé, o perdão e a superação estão presentes no enredo, que conta a história do relacionamento conturbado entre um filho e um pai. Considero que o leitor vai se identificar com Roberto, o único personagem a ter nome no livro, em algum momento da história, pois as desavenças familiares em contraposição com a união fazem parte da realidade da maioria das famílias. O distanciamento e, depois, a aproximação entre Roberto e seu pai mostram que é possível redescobrir a estranha beleza da vida. É uma bela história sobre relações humanas.

Na aba do livro está escrito que é baseado em uma história real. Em que história se baseou para escrevê-lo?
O livro é inspirado na vida de um ex-colega de serviço. Não se propõe a ser uma biografia, mas tem a vida do Marcelo como inspiração. É a ele que dedico o livro. Em vários momentos, quando as rotinas do trabalho permitiam, ele me contava alguma passagem da vida de sua família e eu ameaçava: “isso dá um livro”. Até que um dia deixei a ameaça e passei a escrever.

Se Beleza Estranha tivesse uma trilha sonora qual seria a música do livro?
O livro traz algumas passagens musicais: um hino religioso, uma música de Cartola. Também traz algumas citações ou trechos de música na abertura dos capítulos, com referências a Beto Guedes e Renato Russo. Mas penso que uma música que poderia ser trilha de Beleza Estranha é Já te falei, interpretada de forma magnífica por Ney Matogrosso. A composição (parceria de Arnaldo Antunes, Carlinhos Brown, Dadi Carvalho e Marisa Monte) repete algumas vezes a frase “vida que vale a pena”. Acho que o livro vai no mesmo sentido.

Beleza Estranha fala muito sobre como aproveitar cada momento com as pessoas que amamos, pois pode ser tarde, você já vivenciou isso? Deixou de dizer o que sentia para uma pessoa que acabou morrendo?
Graças a Deus não passei por essa experiência. Já perdi meus avós, mas pude desfrutar bem da presença deles. Sem dúvida, é algo que a gente deveria valorizar mais. Vale muito mais a pena brincar com o filho com um brinquedo velho do que ralar para dar um brinquedo novo e nem ter tempo para a brincadeira. Mais vale a pena a companhia da pessoa amada comendo uma pizza do que os planos de, algum dia, viajar para Paris. Tempo é um bem muito precioso. Tenho como hábito falar diariamente com meus filhos que eu os amo. O meu “boa-noite” para minha esposa é sempre um “eu te amo”.

Deixe um recado para nossos leitores!
Tenham fé em Deus, mantenham a esperança na vida e leiam bastante, principalmente os autores nacionais! (rssss...) Quero aproveitar para agradecer sua atenção e te parabenizar pelo site. Grande abraço.


Espero que tenham gostado de conhecer um pouco mais do autor, e se ficou com vontade de ler o livro, aproveite temos uma promoção no link da resenha "Clique Aqui" e concorra. 

Beijos 

Até mais... 

27 comentários :

  1. Foi bacana saber que o livro foi inspirado em um colega dele. Acho que se eu tiver oportunidade de ler o livro, com certeza lerei com outros olhos. E gostei também da música que ele citou. Geralmente só colocam como músicas de inspiração, ou mesmo a própria trilha sonora do livro com músicas gringas. rs Nada contra, mas se é pra prestigiar nacionais porque não fazemos isso de todos os lados? haha
    Adorei a entrevista, adorei conhecer mais o autor.
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Dressa :]
    Adorei conhecer o livro do Tércio pela sua resenha, e amei mais ainda saber como nossos escritores estão se destacando ..
    Quando li o livro a primeira vez não tinha gostado da capa, e ainda acho que pelo conteúdo do livro ela poderia ser mais bonita! Bem legal saber que foi a história foi inspirada em um colega seu, que por sinal realmente tem uma vida e tanto eim, rsrs ! Não escuto muito os cantores que você citou, mas achei que deixou o livro com mais cara de brasileiro e eu adorei ..
    É sempre bom conhecer novos autores nacionais ;)
    Bj :*

    ResponderExcluir
  3. Oiee.
    Eu já tinha visto esse livro em algum lugar (não lembro onde), e a capa já tinha me chamado atenção, porém acabei deixando pra lá.
    Gostei da entrevista, gosto de saber como é a construção de um livro, e de onde vem a inspiração. Achei interessante o fato de apenas um personagem ter nome, isso me deixou curiosa.
    Espero lê-lo.
    Bjokas!

    ResponderExcluir
  4. Ola, eu gosto muito de livros nacionais, achei super top o post,
    confesso não conhecia o autor r nem o livro, agora é mais um para a minha lista de livros nacionais para comprar.

    https://literaturaparaosaber.blogspot.com.br

    Aguardo sua visita, abraços!

    ResponderExcluir
  5. Olá, Andressa.

    Que fofa essa entrevista, fiquei pensando nisso do livro ser baseado em um amigo dele. Deve ter sido uma honra pra ele ser "a musa" inspiradora para esse livro. Eu li a resenha aqui no blog e curti bastante.
    Achei curioso que no livro apenas Roberto tem um nome e os outros não. Deve ser interessante ler.

    Visite: http://paradisebooksbr.blogspot.com.br/

    Beijos.

    ResponderExcluir
  6. Não conhecia o livro e ao saber que é inspirado na vida do amigo do autor, supre me ganhou, vou pesquisar mais sobre :D
    http://contodeumlivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oi Andressa,
    é sempre muito bom conhecer autores nacionais.
    O livro Beleza Estranha,parece ser muito emocionante,principalmente se tratando de uma história real.

    Desejo bastante sucesso ao autor!!!!

    ResponderExcluir
  8. Hum...adorei! Apoio nacional com toda a certeza! Eu já vi muitas resenhas boas do livro dele e fico cada vez mais curiosa. Achei a trilha sonora bem diversificada, gosto disso. Estava morrendo de saudade daqui...tô sumida, mas não me esquece, hein!
    Beijos,
    Monólogo de Julieta

    ResponderExcluir
  9. Fico feliz ao ver o grande crescimento que o nosso país está tendo com o surgimento de novos escritores. O Brasil possui livros ótimos e muito bem escritos.

    Abraços!
    http://tudoonlinevirtual.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Oi Dressa,
    não conhecia o autor ou o livro, mas gostei da premissa. Parece ser um livro mais reflexivo. Achei legal só ter um personagem com nome no livro, rs.

    beijos
    meumundinhoficticio.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  11. Oii..
    Não conhecia o autor..apesar de ter visto sua resenha.
    Eles se inspiram em alguém mesmo. O livro parece ser bom mesmo, principalmente por causa dessas reflexões.

    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  12. Olá,
    Não conhecia o autor nem o livro. Gostei muito da capa. Sua entrevista foi muito legal. Gostei de conhecer mais um pouco sobre a história.

    ResponderExcluir
  13. Gostei muito de saber mais sobre o autor, o livro parece ser ótimo e passa boas mensagens, estou bastante interessada em ler.

    ResponderExcluir
  14. Oi Dressa que interessante, tão novo e já escrevendo poesias acho isso lindo. Que legal não sabia que foi baseado na história de seu amigo, eu li a resenha e fiquei curiosa para ler! Boa sorte ao autor! Bjkas

    ResponderExcluir
  15. Eu adoro conhecer mais sobre os autores,ainda mais os nacionais.Acabamos por descobrir obras mto boas,que de outra maneira nem ia ficar sabendo que existia.
    Esse livro em particular não me agradou mto,mas mesmo assim é bacana saber sobre sua construção.
    Bjus

    ResponderExcluir
  16. Oi!
    Ainda não conhecia esse autor, tampouco sua obra. Mas, foi muito legal saber mais sobre.
    Muito interessante ele ter se inspirado na vida de um ex-colega para criar a obra.
    Depois vou ler a resenha para saber mais sobre o livro.
    Beijos
    Construindo Estante || Facebook Tem promoção de Halloween lá no blog. Não fique fora dessa!

    ResponderExcluir
  17. Legal conhecer mais sobre o autor, li a resenha e fiquei interessada. Saber que é baseada em fatos reais me deixa com muito mais vontade de ler.
    Todo sucesso para ele.
    Beijos

    ResponderExcluir
  18. Nossa, achei muito legal a entrevista dele e o ponto de vista dele sobre essa questão de tempo e de aproveitar mais quem está do seu lado.
    É sempre muito bom estar ao lado de quem a gnt ama e sempre demonstrar esse amor.
    Beijo!

    ResponderExcluir
  19. Acho ótimo quando tenho oportunidade de conhecer mais um escritor brasileiro. Não conhecia o livro, e saber um pouco mais dele e de seu autor é muito bom.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  20. Não conhecia o autor nem sua obra mais achei bastante interessante
    a historia do livro dele! Espero pode um dia acompanhar a fundo
    a historia!

    ResponderExcluir
  21. Gostei muito de saber mais sobre o autor e principalmente em saber que o livro foi inspirado num colega dele, acho que isso deixa a história bem mais emocionante. Sucesso o autor!

    ResponderExcluir
  22. Oiee
    Adoro quando o escritor usa como inspiração pessoas próximas a ele,e amei o que ele disse sobre aproveitar o tempo ao lado dos que amamos.Muito sucesso ao escritor e ao livro.beijos

    ResponderExcluir
  23. Oi Dre, tudo bem?

    Nao conhecia o autor. Legal saber que o autor se inspirou em um amigo para escrever o livro. Muito sucesso para ele

    beijos
    Kel
    www.porumaboaleitura.com.br

    ResponderExcluir
  24. Oii, tudo bem?
    Já li a resenha do livro e achei que tem uma premissa bastante interessante e tocante.
    Fiquei mais curiosa por saber que foi inspirado numa história real.
    Beijos

    Entrelinhas e Livros
    Facebook

    ResponderExcluir
  25. Mais uma bela entrevista. O que achei interessante é que o Tércio não desistiu de seu sonho de publicar um livro. Deu apenas uma pausa pra organizar a vida, pra depois se jogar na literatura.
    Em relação ao livro, já li a resenha e achei bem interessante. Espero que ele faça bastante sucesso.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  26. Oi Andressa, tudo bem? Gosto bastante dessa coluna, é sempre bom conhecer novos livros e autores. Esse livro parece ser realmente muito tocante e mostra como é importante valorizar as pessoas, porque depois pode ser tarde demais. Achei interessante que ele inspirou a história em um ex-colega de serviço.

    Adorei a entrevista!!

    Beijinhos,

    Rafaella Lima // Vamos Falar de Livros?

    ResponderExcluir
  27. Oi Dressa, tudo bom?
    Adorei a entrevista do autor e fiquei pensando sobre o que ele falou. Realmente precisamos aproveitar o tempo do lado das pessoas que amamos e devemos valorizar cada momento.
    Bacana que o autor viva aqui em Brasília!!!
    Beijos!
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir