Resenha - Indesejadas

Indesejadas
Autora: Kristina Ohlsson
Editora: Vestígio
Gênero: Literatura Estrangeira / Policial
Páginas: 400
Sinopse: Skoob
Onde Comprar: Saraiva 

Avaliação:


Oi gente, tudo bem?

Eu adoro uma história policial então fiquei muito feliz quando a Dressa me enviou Indesejadas para resenhar aqui para o blog. Não conhecia a escrita da autora (esse é o seu primeiro livro) nem sabia o que esperar da história, mas a sinopse me chamou a atenção.

Sara viajava em um trem pela Suécia em companhia de sua única filha Lilian. Uma parada na estação e a saída de Sara até a plataforma para um telefonema foram o suficiente para o trem seguir viagem sem a mãe. Apesar de todos os esforços de Sara, que pegou um táxi para seguir o trem, alguém chegou antes dela e levou a pequena Lilian.

A equipe do inspetor Alex Recht, um policial muito experiente de Estocolmo foi acionada para tomar frente às investigações do sequestro de Lilian. Alex tinha a ajuda do policial Peder Rydh e da analista criminal Fredrika Bergman.

As investigações logo apontaram para Gabriel, ex marido de Sara. Sua ficha de antecedentes criminais indicava uma série de lesões corporais contra Sara, mas ele sempre tinha um álibi que impedia a policia de prosseguir com as investigações. No entanto, nenhum registro foi encontrado em relação a Lilian.

Fredrika não sabia dizer como foi parar naquele emprego. Seus sonhos estavam longe de indicar a carreira policial, mas um acidente acabou impedindo que ela seguisse a carreira musical, sua primeira opção. Fredrika era uma acadêmica, estudou até o mais alto grau e agora achava que poderia ter alguma utilidade como analista criminal. Alex e Peder, por outro lado, concordavam que o trabalho não era para Fredrika pois exigia algo muito além do raciocínio lógico, algo que não poderia ser aprendido nas cadeiras universitárias.

Apesar de se sentir desconfortável no emprego Fredrika se dedicou ao máximo no caso do desaparecimento de Lilian. Quando todas as evidências apontavam para Gabriel, Fredika parecia enxergar algo que mais ninguém da equipe via e, para ela, Gabriel poderia sim ser um criminoso, mas não era o sequestrador de Lilian.

Logo o corpo de Lilian foi encontrado, em outra cidade, em frente a um hospital, com a palavra Indesejada escrita na testa.

Com o desaparecimento da segunda criança as investigações mudaram de rumo. A mesma forma de agir era repetida. Uma criança era sequestrada e logo a mãe recebia suas roupas e o cabelo, exatamente da mesma forma que o suspeito agiu no caso de Lilian. A equipe concluiu que estavam diante de um assassino em série e Fredrika logo passou a receber um pouco mais de respeito pelos seus colegas de trabalho, afinal ela foi a primeira a perceber que as investigações estavam caminhando para o lado errado.

Foi muito interessante acompanhar a linha de raciocínio de Fredrika e sua equipe. A cada nova pista, novo depoimento e novos acontecimentos a história ia se desdobrando mais e mais e eu já estava cheia de teorias na cabeça.

O livro não é de leitura rápida; pelo menos para mim não foi. Não é um livro que você lê em um domingo, deitada no sofá após o almoço com a família. Eu demorei alguns dias para concluir a leitura, mas sempre que deixava o livro de lado para fazer alguma coisa, me pegava pensando nas teorias que já tinha formulado na minha cabeça.

Percebi que a história me fisgou quando comecei a falar com os personagens as minhas teorias. Sabe quando a gente está assistindo um filme de terror e começa a conversar com a TV? "Não vá até lá!!", "você vai morrer se abrir essa porta!!", "Você é louco? Corre para o outro lado!". Eu estava exatamente assim, "Fredrika, isso está claro não é possível que vocês ainda não ligaram os pontos!!".

Embora o gênero seja "romance policial" não esperem nenhum romance propriamente dito. Apesar de a autora contar parte da vida pessoal dos personagens porque, afinal, somos inseridos no dia a dia deles, a história central é a investigação dos sequestros. Falo isso porque, por mais que eu saiba que o livro não é de romance, sempre espero aquela pitadinha, alguém pode se apaixonar por alguém a qualquer momento. Mas não é o caso de Indesejadas e, para ser bem sincera, não senti falta, a história me empolgou e eu queria chegar logo no final do livro para saber se as minhas teorias estavam certas ou não.

Para mim, o único ponto negativo foi a edição do livro. A capa não tem orelhas e fica um pouco feia quando o livro é muito manuseado. Aquela película de plástico que protege a capa começou a descolar nas extremidades e quando fecho o livro a capa continua um pouco aberta. Isso aconteceu comigo e eu sou cuidadosa com os livros. Mas, nada que desmereça a história, foi impossível dar menos do que cinco xícaras de chocolate quente.

Indico esse livro a todos que gostam de histórias policiais, de investigações inteligentes, de enredos com reviravoltas e, principalmente, para quem adora tentar desvendar os mistérios dos personagens.

Segundo a contracapa do livro, Indesejadas é o primeiro livro de uma série de histórias da investigadora Fredrika Bergman e eu já estou ansiosa pelo próximo.

Me contem se vocês, assim como eu, também adoram um romance policial!!

Espero que gostem!

Com carinho,


24 comentários :

  1. Oi Mari..
    Muito bom saber que gostou tanto. Este livro está bastante tempo na minha lista de desejados, pois adoro uma boa investigação. Porém não tive oportunidade de ler ainda. Todos realmente falam muito bem dele.
    Geralmente dependendo do livro eu demoro um pouco para ler também, talvez para poder acompanhar melhor o raciocínio da história.
    Adorei sua resenha, só me deixou mais ansiosa.

    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Olá!
    Eu amo romance policial, fico na expectativa e sempre tento desvendar todos os mistérios. Gostei muito da premissa desse livro, eu adoro assassinos em série e isso me chamou atenção.
    É uma pena a edição não estar tão bonita, apesar disso não atrapalhar em nada na história. Vai pra minha wish list.
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Oiee.
    Livros policiais me encantam, eles conseguem me prender de um jeito que poucos gêneros conseguem.
    Pela resenha o livro parece ser desses em que você se vê tentando desesperadamente tentando captar todas as pistas para descobrir quem é o assassino.
    Não gosto de livros em que a vítima é uma criança, mas esse me deixou muito curiosa. Pretendo dar uma chance a ele com certeza.
    Bjokas!

    ResponderExcluir
  4. Assim como você,adoro romances policiais. E em geral os leio rápido,pois sou bem curiosa e ansiosa também.
    Esse livro infelismente ainda não li. Mas pretendo lê-lo em breve.
    Só fiquei com pena por saber que as vítimas são crianças.

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. Olá!

    Adorei seu blog, eu comecei um também a menos de um mês , o http://paradoxe-se.blogspot.com.br , quem quiser dar uma olhada e deixar sua opinião, ficarei muito grata.

    Beijos <3

    ResponderExcluir
  7. Apesar de gostar de series policiais, não sou muito fã de livros do gênero, e esse em particular que envolvem crianças, me dá um friu na espinha, deve ser bom o livro, mas não gosto de ver nada que envolve morte ou qualquer outro tipo de maldade com criança. Beijinhos

    http://www.angelimcosmeticos.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Curto muuuito livros que tem investigações
    e misterios isso faz eu me prender no livro
    e criar um certa curiosidade em que ira acontecer !!!
    Quero muuuito ler este livro, eu me encantei por ele!

    ResponderExcluir
  9. Me interessei pelo livro confesso que foi pela capa e agora lendo sua resenha me interessei mais ainda, eu gosto de livro nessa pegada mais policial, mas se caso eu tiver oportunidade irei com calma :)
    http://contodeumlivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Um livro bem forte!Achei a premissa bem empolgante,fiquei curiosa pra saber mais,quero ver se compro.
    Adoro livros policiais,gosto de ficar brincando de detetive rsss
    Fora que esse tipo de livro sempre trás uma carga emocional mais pesada né.
    Bjus

    ResponderExcluir
  11. Oi Mari, tudo bom?
    Eu amo livros do gênero policial e tem um tempinho que não leio nada do gênero. Eu já estava interessada nesse livro e sua resenha só aumentou essa curiosidade. Histórias assim realmente fazem a gente ficar pensando na trama e nas hipóteses para o crime ter acontecido.
    Beijos!
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Eu não conhecia o livro, só tinha visto a capa e ela não tinha me chamado a atenção. Agora vendo uma resenha desse livro preciso lê-lo. Adoro livros assim, amo quando tem aqueles romances, mas quando um livro policial nos fisga e conecta ao ponto de ficar conversando com ele pra dizer o que tá certou ou errado, o que devem fazer é o máximo né? E é verdade que nem se sente falta, vira um detalhe. rs
    Pena que a edição não é bacana, tanto quanto o livro parece ser. Livros são sem orelhas é uó. =/
    Beijos

    ResponderExcluir
  13. Tem cara de ser bom, venho flertando com o selo Vestígio há um bom tempo mas ainda não tive chance de ler nenhuma das publicações...
    Amo romance policial, e passados na Escandinávia são melhores ainda rsrsr
    E eu amei a capa!Espero ler logo.
    Beijos
    Cantinho da Bruna



    ResponderExcluir
  14. Olá, Mari.

    Nunca li um romance policial e fiquei de cara com a sua resenha. Matar os pequenos e escrever indesejadas. Que pessoa louca faria isso. Acho que esse livro seria uma boa pedida pra eu começar nesse gênero. Irei pesquisar mais a respeito da autora e quem sabe depois não compro meu exemplar.

    Visite: http://paradisebooksbr.blogspot.com.br/

    Até mais.

    ResponderExcluir
  15. Oii Mari :}
    Amo história policiais. Já tinha ouvido falar de Indesejadas, mas essa é a primeira resenha que leio .. Se eu já estava curiosa, fiquei muito mais! Se a resenha já me prendeu do começo ao fim, imagine o livro. Adorei o enredo, e em como a história vai tomando rumos diferentes.. Jurava que a história se concentraria toda na morte da Lilian, me surpreendi em saber que tem muito mais .. Fiquei louca pelo livro, e se já queria ele, agora eu preciso dele, rsrs !!
    Bj :*

    ResponderExcluir
  16. Oi Mari, tudo bem? Não conhecia o livro, mas me interessei bastante. Confesso que não sou muito fã do gênero, mas acho que vu gostar desse. Achei interessante a forma do criminoso agir, e a linha de pensamento da Frederika parece ser bem interessante. Fiquei curiosa para saber o que acontece!! E sei exatamente como é ficar conversando com os personagens.

    Bom, quanto a questão de "romance policial" não é que necessariamente terá romance. O gênero do livro é romance, uma história longa, com vários, personagens e situações. Romances são subdivididos em vários tipos, como romance policial, romance romântico, romance psicológico e tudo mais.

    Adorei a sua resenha!!

    Beijinhos,

    Rafaella Lima // Vamos Falar de Livros?

    ResponderExcluir
  17. Oi Mari,

    to evitando leituras mais arrastadas. Ainda mais agora que todos os pedidos do mes chegaram na mesma semana huahuahau to mega enrolada para ler tudo. Concordo com a Rafa aqui em cima na questão do romance policial. Quando leio o gênero, não espero de fato um romance. ate porque dentro do gênero policial, a investigação tem sempre mais destaque que o resto.

    beijos
    Kel
    www.porumaboaleitura.com,br

    ResponderExcluir
  18. Mesmo sem ler o livro eu já criei várias teorias, só lendo a resenha rs achei bem interessante o livro, o fato de os crimes serem contra crianças mexem com a gente também. Adoraria ler esse livro.

    ResponderExcluir
  19. Oi Mari tudo bem eu adoro gênero policial e investigativo, me aguça a curiosidade, e essa história é muito dinâmica, esse selo Vestígio é meu próximo da lista!
    Bjkas
    Dani Casquet- Livros, a Janela da Imaginação

    ResponderExcluir
  20. Oie Mari!
    O livro parece ser dos bons,eu não fazia ideia de que se tratava disso por que se não já haveria comprado.Também gosto de bolar minha teorias e se envolver com os personagens.E pela primeira vez eu não fiquei desinteressada em saber que há mais livros da mesma série,deve ser eletrizante acompanhar esses casos da Fredrika.beijos

    ResponderExcluir
  21. Mulher, que livro é esse???
    É aquele que te pega antes de você ler, entende? Fiquei assim, morrendo de curiosidade e isso porque eu quase nunca leio livros policiais.
    Esse, com certeza, merece uma atenção especial na minha lista de desejados.
    Ameeeei a resenha
    Beijos

    ResponderExcluir
  22. Nossa curto muito romance policial esse parece ótimo, adoro tentar desvendar os mistérios dos personagens, história super instigante, fiquei doida pra ler!

    ResponderExcluir
  23. Eu me amarro em romances policiais. Confesso que, quando leio histórias desse gênero, torço pra que não role romance, pois o que quero é tensão, ação, mistério e investigação. Achei essa trama bem interessante e angustiante, ao mesmo tempo. Super curioso pra ver o desenrolar e desfecho dessa trama. Espero que seja em breve.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  24. Estou curiosíssima para ler esse livro.
    Uma mistura de investigação, reviravoltas e com um enredo bastante instigante. Não tem como não se interessar por esse livro!
    Já está na minha lista (enorme) de desejados.
    Construindo Estante || Facebook

    ResponderExcluir