Resenha - A Raposa Sombria


A Raposa Sombria
Autor:Sjón
Editora: Hedra
Gênero: Literatura Estrangeira / Romance
Páginas: 100
Sinopse: Skoob

Avaliação:



Olá, tudo bem com você? 

Recebi esse livro em parceria com a editora e confesso que foi um livro bem diferente do que estou acostumada a ler. 

No primeiro momento fiquei bem confusa pois conta a história de um caçador de raposas preso na neve tentando matar uma raposa a qualquer custo, porém devido ao frio muito forte e muita neve ele acaba ficando preso e tenta manter sua mente ocupada para não enlouquecer enquanto não morre.

Por outro lado temos outras histórias paralelas que conta a vida na cidade da Islândia onde é proibido ter filhos com Síndrome de Down e normalmente quando se percebe no momento do nascimento eles já matam a criança evitando que ela dê problemas futuros. 

Depois de um navio parar para o descarregamento na cidade, um naturalista salva um menina abandonada com Síndrome de Down e então toda a história se interliga da maneira mais inusitada possível . 

Eu achei o livro bem fácil de ler mas somente no final do livro que consegui entender toda a história, eu via as duas histórias sendo narrada e não conseguia entender direito o que o autor queria passar e qual a interligação que teria entre elas, mas ainda bem que no final diga-se na última página, ele mostrou o quanto somos responsáveis pelos nossos atos e sabe aquele ditado "Aqui se faz, aqui se paga"?  Esse ditado tem tudo haver com o livro. 

Não adianta praticar ou fazer o mal que lá na frente seremos cobrados por isso, é um livro diferente mas que passa uma mensagem muito boa de reflexão sobre o comportamento humano. 

Não tenho muito o que falar, afinal o livro tem apenas cem páginas e se contar mais estrago a graça do entendimento do livro.

Mas apesar de ser confuso no começo consegui entender depois de terminar  a leitura, a edição do livro está boa, páginas amareladas, não encontrei nenhum erro de digitação nem de tradução, os capítulos são separados e pequenos o que facilitou bastante a leitura.

Se você quiser diversificar sua leitura ou está em busca de algo novo para ler recomendo esse livro. 

Beijos 

Até mais...




29 comentários :

  1. Eu não conhecia o livro, e cá entre nós não fiquei entusiasmada pra ler. Apesar de adorar reflexões nos livros, o livro não conseguiu chamar a minha atenção. Apesar de que fiquei curiosa pra saber como as duas histórias citadas, que aparentemente não tem nada a ver, se interligaram. E também por essa questão de preconceito contra os que tem a Síndrome. Acho que se tivesse oportunidade de ler, até leria. Mas vontade mesmo, não tenho muita.

    ResponderExcluir
  2. Foi uma surpresa boa descobrir este livro com a sua resenha! A Islândia é um país com uma produção literária muito rica, e há um tempo estou interessada em descobrir essa literatura, mas não sabia de nenhuma obra traduzida no Brasil. Obrigada pela dica, vou colocar na minha lista!
    www.blogsemserifa.com

    ResponderExcluir
  3. Oii
    Não conhecia livro ainda. Acho que só lendo para saber a relação dessas histórias que você contou.
    Vou dar meu palpite que essa cara que ia matar a raposa, vai refletir sobre alguma coisa que ele fez.. sei lá..rs
    Gostei muito da história, parece ser boa, apesar de você ter dado tres xícaras rs
    Só lendo para saber né

    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Oi Andressa!
    Eu unca nem tinha ouvido falar dessa editora, Hedra. Vou dar uma pesquisada nos títulos dela pois, pelo que você falou desse livro na resenha, tenho a impressão de que as publicações são meio "filosóficas", com algum sentido a mais por trás da história. às vezes eu curto esse tipo de livro, especialmente para intercalar romances fantásticos :)

    Beijos!

    http://livros-cores.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. 100 páginas é pouquinha neah, se vc falasse mto ia acaber contando toda a história p nós..hahaa
    Eu gostei mto dessa capa. Achei a arte mto bonita!

    ResponderExcluir
  6. Oi Andressa, esta não me interessou, mas ainda bem que no final deu para entender a ideia do autor.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  7. Oi Dressa.
    Nunca tinha visto esse livro. 100 páginas é pouco pra duas histórias que se interligam não acha? Enfim, não me interessou muito.

    ResponderExcluir
  8. Credo que crueldade é essa de matar as crianças que nascem com Síndrome de Down???
    Sei lá, não gostei muito não, mas por ter apenas cem páginas a leitura deve ser bem rápida.
    Quem sabe um dia?
    Beijos!

    ResponderExcluir
  9. Apesar de ser uma história confusa e somente no final entendermos o real significado,gostei do livro.
    Obrigada pela dica!

    ResponderExcluir
  10. Nossa, que confuso. Não me empolguei nem um pouquinho para ler!
    Mas parabéns pela resenha. Beijos!

    ResponderExcluir
  11. Oi!
    Não conhecia o livro.
    Bastante diferente, não sei se o leria, porque ele aparenta ser bastante confuso, ficaria tentada a abandoná-o, apesar de saber que no final descobrimos o significado de tudo.
    Beijos
    Construindo Estante || Facebook

    ResponderExcluir
  12. Olá, Andressa.

    Acho que nunca li um livro tão pequeno quanto este que tu leu, mas acho que existe estórias que não precisa mais que isso. O seu aqui se faz, aqui se paga me deixou apreensiva com o que esse caçador fez para estar preso ao gelo correndo risco de morte.
    As vezes tento diversificar minhas leituras, irei anotar aqui essa leitura.

    paradisebooksbr.blogspot.com.br

    Beijos.

    ResponderExcluir
  13. Oi Dressa, tudo bom?
    A premissa do livro e diferente e não consegui relacionar as duas histórias. Enfim, as poucas páginas devem facilitar a leitura da história. Confesso que fiquei chocada com a história das crianças portadoras da síndrome de down.
    Beijos!
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Oi Andressa, tudo bem? Achei meio confuso mesmo, mas deve ter algo bem interessante que une as histórias. Nossa, que horrível isso de não poder ter filho com síndrome de Down. Fiquei curiosa com as atitudes que o naturalista teve que tomar.

    Beijinhos,

    Rafaella Lima // Vamos Falar de Livros?

    ResponderExcluir
  15. Oi :)
    Bom, eu fiquei interessada no livro. Sei que foi meio confuso no início mas isso até que é bom, pois te prende até o final, afinal lá que você vai entender tudo, rs. O bom também desse livro é que é curtinho (só 100 páginas), ótimo para depois que você lê aquele livro enoooorme e quer um "rapidinho".

    ResponderExcluir
  16. Oi Dressa que livro estranho essa foi a minha sensação, mas pelo que li se trata de assuntos bem profundos, sobrevivência e a luta para viver de uma pessoa que não tem como se defender! Achei interessante, quem sabe um dia eu leia pra variar!
    Bjkas

    ResponderExcluir
  17. O livro parece ser bom, mas não pra mim. Se continuasse na história do cara caçando raposa acho que eu teria mais interesse. Mas talvez eu leia algum dia, quando tiver a oportunidade.
    Beijos

    ResponderExcluir
  18. Andressa :)
    Bem, só de ler a resenha achei o livro um pouco confuso, e fiquei tentando imaginar como as duas histórias se ligam uma com a outra .. Sim, achei o livro um pouco estranho, no começo da resenha achei realmente que teria algo a ver com "raposas", mas me interessei mais quando vi que falava de crianças com Síndrome de Down, e gente, que maldade fazer isso .. O livro deve ter uma lição bem bonita ! Fiquei curiosa ..
    Beijos :*

    ResponderExcluir
  19. Oi, tudo bom?
    Gostei da resenha, mas o livro não me fisgou, não fiquei muito interessada nele, o tema é super bacana, e creio que a leitura seja legal, mas por agora não fiquei com vontade de ler o livro, mas quem sabe mais para frente.
    Beijos *-*

    ResponderExcluir
  20. Sei que provavelmente sou minoria aqui, mas eu gosto quando o livro só te dá respostas no final rsrs Assim, eu leio como um detetive rs
    Não é legal ler coisas previsíveis. E, pela sinopse, se tem algo q esse livro não é, é previsível
    ;*

    ResponderExcluir
  21. Oiee.
    Infelizmente achei o livro confuso demais, a premissa não despertou minha curiosidade e com o fato dele só mostrar ao que veio no final, só me fez querer passar longe dele.
    Não tenho paciência para esperar até o final pra entender o que realmente o autor (a) queria passar. Ou seja, não o lerei.
    Bjokas!

    ResponderExcluir
  22. E não dava pra falar que esse livro tinha tão poucas páginas pela resenha.Me pareceu uma leitura bem intensa,nunca tinha ouvido falar desse livro mas me interessei bastante.E outra coisa que acho que irá me agradar na leitura são os capítulos curtos,fluí melhor pra mim.
    Bjus

    ResponderExcluir
  23. Não conhecia esse livro, parece bom, apesar da história confusa fiquei curiosa pra ler!

    ResponderExcluir
  24. Oi Andressa!
    Todo essa aparente confusão do livro chamou muito minha atenção, e depois que você citou o ditado ''aqui se faz, aqui se paga'', consegui ligar alguns pontos e imaginar como as duas histórias irão se cruzar no final.
    Gosto muito de capítulos curtos, pois fazem a minha leitura fluir melhor.
    Beijos, Rafaela.

    www.eterna-leitora.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  25. Achei livro muito legal! Não tipo de livro que realmente gosto!
    Mas me chamou atenção pela historia firme que ele contem!
    Adoraria ler !

    ResponderExcluir
  26. Oiee
    Ele é um livro ótimo para sair da rotina mesmo e com apenas 100 paginas a leitura não deve pesar muito.Fico aqui imaginando como essas duas histórias vão se interligar e adoro esse mistério,a capa também está muito boa.beijos

    ResponderExcluir
  27. Oi, flor.
    Não conhecia o livro, mas logo nos primeiros parágrafos da sua resenha já fiquei interessada na história.
    Nunca li nada desse tipo e me parece uma história bastante tocante.
    Bom que ele é curtinho, dá pra ser uma leitura bem rápida.
    Ás vezes não entender o ponto em que as narrativas se encontram pode ser um problema pra mim, mas acho que vale a pena tentar.
    Beijos

    Entrelinhas e Livros
    Facebook

    ResponderExcluir
  28. Não conhecia esse livro, mas achei bem interessante. Gosto quando rolam essas tramas paralelas que não imaginamos a ligação entre elas, mas ao final, o autor faz a ligação e nos deixa sem palavras. Gostei também por ser bem curtinho. Acho que em uma sentada dá pra finaliza-lo.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  29. Oi Dre

    legal o livro tratar um pouco da Sindrome de Down. Infelizmente muita gente ainda tem preconceito quanto a isso. Que bom que o livro tem uma leitura fácil =)

    beijos
    Kel
    www.porumaboaleitura.com.br

    ResponderExcluir