Resenha - As estranhas e belas mágoas de Ava Lavender


As estranhas e belas mágoas de Ava Lavender

As estranhas e belas mágoas de Ava Lavender
Autor: Leslye Walton 
Editora: Novo Conceito
Gênero: Literatura Estrangeira 
Páginas: 304
Sinopse: Skoob

Avaliação:

Oi gente, tudo bem? Espero que sim!

Eu não sei vocês, mas eu me apaixono pelos livros só de olhar a capa e foi exatamente assim que "As estranhas e belas mágoas de Ava Lavender" veio parar nas minhas mãos. Foi amor à primeira vista, olhei a capa, me apaixonei e pedi para a Andressa deixar eu resenhar para vocês.

A princípio podemos imaginar que se trata apenas da história de uma menina chama Ava Lavender, mas o livro é muito mais que isso. Quando comecei a lê-lo eu não tinha nem ideia sobre o que era a história, mas estava super curiosa para descobrir.

Ava não era uma menina como todas as outras, ela tinha algo de especial: asas. O dia do seu nascimento foi um acontecimento para a imprensa local, que noticiou a chegada ao mundo de um "anjo", uma menina que possuía asas impossíveis de serem retiradas. Naquele dia Henry Lavender também nasceu, mas pouco se falou sobre o gêmeo de Ava.

Henry também logo se mostrou especial, ele não falava muito mas tinha uma sensibilidade bem aguçada. Ava, por outro lado, gostaria de ter uma vida normal, onde pudesse frequentar a escola, ir com sua amiga Cardigan à festa da cidade e vivenciar todas as outras experiências que a idade podia lhe proporcionar.

Viviane, a mãe dos gêmeos, não confiava em deixar que os filhos afastassem de casa. A "menina-anjo" logo se tornou um mito, e poucos poderiam dizer se ela, de fato, existia ou se era apenas uma notícia antiga e recheada de inverdades.

O livro é todo narrado em primeira pessoa por Ava, mas a história inicia muito antes de seu nascimento. No prólogo Ava nos conta que pesquisou sobre a origem de sua família e o livro começa no início de 1900, com a história de sua avó, Emilienne Roux, e a mudança com os pais e os irmãos da França para a América.

Durante todo o livro é possível perceber que o cerne da história é o amor. Ava conta um pouco sobre a vida dos irmãos de Emilienne e como todos sofreram as consequências do amor. Emilienne, por sua vez, não se permitia amar, com medo que algo acontecesse com a pessoa amada.

O enredo segue de Emilienne para Viviane, sua filha. Mais uma vez acompanhamos o nascer e as consequências do amor, até o nascimento dos gêmeos, Ava e Henry.

Além de contar um pouco da vida de cada familiar, algumas histórias paralelas de outros integrantes da comunidade integram a história de Ava Lavender. Todas com um porquê, com uma ligação no destino de Ava.

O livro é todo cheio de fantasia. Até me envolver com a história, eu estava achando tudo maluco demais para a minha cabeça. Prometo não contar detalhes para não estragar a surpresa de vocês (todos sabem que eu odeio spoilers) mas não esperem uma história de amor comum, pois não é disso que se trata o livro. Aqui vocês vão encontrar muita sensibilidade, menina com asa de pássaros, chuva com cheiros diferentes, sinais de boa ou má sorte e muito mais que a imaginação da autora permitiu.

Confesso que algumas partes não me agradaram muito, principalmente quando Ava contava sobre as idas à igreja local. Como eu sou católica, respeito com todo o meu coração a Sagrada Eucaristia e algumas poucas passagens do livro me incomodaram um pouquinho.

Fora isso, achei a história singela e comovente. Quando você se envolve com o enredo as passagens que antes pareciam completamente doidas começam a fazer um pouco de sentido e eu percebi que foi isso que fez de "As estranhas e belas mágoas de Ava Lavender" um livro único e diferente de tudo o que eu já li. Não esperem "mais do mesmo".

No fim, percebemos que o amor deixou muitas cicatrizes na família de Ava e em muitos outros personagens encantadores (e outros não tanto) que conhecemos pelo livro. Indico a leitura para os sensíveis de plantão.

Espero que gostem!

Com carinho,


18 comentários :

  1. Oi Mari,
    Com tantas recomendações já está na minha listinha rsrs. É uma pena as visitas à Igreja ter sido tratada de forma adequada, mas pela imaginação que a autora parece ter a leitura deve valer muuuito a pena.
    Beijocas ^^

    ResponderExcluir
  2. Assim como você também me apaixonei por essa capa assim que li.
    É realmente muito linda.
    Essa é a primeira resenha que leio sobre ele e confesso que antes disso não sabia muito sobre a história e até pensava ser algo diferente.
    Pretendo ler o livro logo e vamos ver o que eu irei achar né?

    bjs
    Tais
    http://www.leitorafashion.com.br

    ResponderExcluir
  3. Confesso que a capa desse livro também me atraiu, parece ser um livro agradável de se ler e eu adoro livros assim, ainda mais por ser de fantasia.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  4. Achei a capa feia ;=; sorry! Fiquei meia confusa com o enredo. Mas vi que se conta história da família? Medo de amar e também consequências? ai fiquei confusa. Mas como é história de amor, me interessou um tanto. Por ter sido comovente para você, parece ter sido bom. Mas não curto muito histórias sensíveis não, mas para o drama mesmo.
    Abraços Mari,
    ThayQ.

    ResponderExcluir
  5. Amor. Não tem tema melhor pra se falar do que esse, principalmente quando se fala de uma forma diferente. Eu também me encantei com esse livro logo de cara pela capa, e fico feliz de você ter gostado, agora minhas expectativas são maiores ainda.

    ResponderExcluir
  6. Fiquei com muita vontade de ler agora, pelo livro ter fantasia, contar um pouco da vida de cada familiar de Ava, e ter história paralelas. Tenho certeza que vou gostar!
    Ótima resenha! Bjs, Mari <3

    ResponderExcluir
  7. Oi, Mari.

    Ainda bem que não tive que esperar muito pra ler essa resenha. Não tinha lido a sinopse do livro e a sua resenha me fez muito feliz aqui. Não sabia que Ava tinha asas e seu irmão Henry era "sensitivo" Fiquei muito interessada nesse livro e quem sabe em breve não poderei ler. >.<

    Beijos.
    Visite: Paradise Books BR // Sorteio Fim de ano

    ResponderExcluir
  8. Oi Mari..eu também amo as capas, mas confesso que essa não me impressionou tanto, mas a sinopse já me chamou atenção.
    Me surpreendi lendo a resenha, acho que é um pouco diferente do que eu imaginava. Mas o bom é que eu gostei.

    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Hey, Mari!
    Achei a história do livro bem interessante, porém esse tipo de ficção não me atrai muito. Adorei a simplicidade da sua escrita para com a resenha. Fica uma delícia de ler!

    Abs

    ResponderExcluir
  10. Oi, Mari, tudo bem?

    Tenho curiosidade de ler esse livro desde que sonhei com a capa dele. Adoro histórias comoventes, então espero curtir a leitura.

    beijos
    Kel
    www.porumaboaleitura.com.br

    ResponderExcluir
  11. Mari, amei sua resenha. A capa sempre me chamou a atenção, mas nunca tinha procurado saber mais do livro. Parece ser uma história bastante sensível. Imagino que você deve ter ficado mesmo confusa com as histórias paralelas e até chegar ao nascimento de Ava, eu fiquei confusa só em ler na resenha. kkk Mas acredito que não tire o brilho da história. Espero me encantar ao ler o livro!

    ResponderExcluir
  12. Também achei a capa desse livro apaixonante. *--------*
    Genteeee, não acredito que eu ainda não conhecia esse livro.
    Que coisa lindaaaaaaaaaaa!!
    Ela tem asaaaas. ^^
    Com certeza, vou lê-lo o mais breve possível.
    Adoro livros de fantasia e que fogem ao convencional.
    Adoro essa sensação que você falou de ficar meio perdida e, aos poucos, ir se familiarizando com o estilo do livro.
    Ótima dica e bela resenha!
    Beijos!!

    ResponderExcluir
  13. Oi Mari!!!
    Primeiro tudo é falar sobre essa capa que é LINDA! Realmente só de olhar a gente se apaixona rs Ainda não tinha lido nenhuma resenha sobre ele... Achei a história bem fofa, e parece ser envolvente, se tiver acesso ao livro com certeza leria...
    Bjs

    ResponderExcluir
  14. Oi Mari, tudo bom?
    Nossa, achei essa história muito louca...kkkk. Eu leria o livro para descobrir a ligação das asas de anjo com todo o passado dessa família. Parece ser uma leitura repleta de elementos diferentes, mas não vai entrar minha meta de leitura por enquanto.
    Beijos,
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Que capa lindissima Mari! O gênero do livro não é daqueles que mais me agradam mas fiquei bem interessada! Quem sabe ele não entra na minha meta de 2015 heim?!

    Beijos Joi Cardoso
    Estante Diagonal

    ResponderExcluir
  16. Oi Mari, essa capa é realmente muito bonita. Eu não entendi bem a história, acho que só lendo mesmo. Espero gostar.

    Beijos.

    http://livrosleituraseafins.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Já tinha gostado dessa capa (maravilhosa, né?) e agora que li sua resenha estou com mais vontade de ler o livro. Um YA super sensível com toques de fantasia? Foi pro topo da minha wish list!
    www.blogsemserifa.com

    ResponderExcluir
  18. Oi Mari, estava doida para ler esta resenha, super curiosa com este livro, agora eu já sei um pouco mais.. Vou ler e tirar minhas conclusões. Curti muito a resenha..

    Beijos Mila
    http://dailyofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir