Resenha - A Última Dança de Chaplin


A Última Dança de Chaplin 
Autor: Fabio Stassi
Editora: Intrínseca
Gênero: Literatura Estrangeira / Romance
Páginas: 224
Sinopse: Skoob

Avaliação:

Olá, tudo bem com você? 

Nada como poder solicitar o livro que está em lançamento em sua biblioteca preferida, eu já falei em um post uma vez aqui no blog, apresentando a Biblioteca de São Paulo, caso ainda não conheça Clique Aqui e confira o post.


Confesso que minhas expectativas para ler este livro estavam bem altas, por isso comecei a ler com aquela euforia, apesar da narrativa ser fácil e envolvente a história em si não traz muitas emoções como achei que teria. 

Charles Chaplin já passou dos 80 anos, e na noite de natal ele se encontra com a Morte e ao saber que chegou a sua hora ele decide fazer uma proposta:  Que se conseguir fazer a Morte rir ela lhe garante dar mais um ano de vida. 

E a Morte por incrível que pareça consegue rir, mas não é das palhaçadas ou do personagem que Charles Chaplin faz, a Morte consegue sorrir por ver Charles Chaplin velho e não ter mais o mesmo corpo e agilidade de antes, basta ser velho para se tornar engraçado na maioria das vezes.

Então Charles Chaplin resolve escrever uma carta para seu filho onde ele começa a contar toda sua trajetória antes de alcançar o sucesso. 

A edição do livro está simples, os capítulos começam sempre com a data do dia 24 de Dezembro a partir de 1971 e sempre depois que a Morte consegue rir começa outro capítulo como se fosse um rolo de filme antigo sendo narrado em primeira pessoa em forma de carta por Charles Chaplin.

Charles Chaplin conta o encantamento que teve com o circo que foi praticamente onde nasceu, o abandono de seus pais onde seu pai era um alcoólatra e sua mãe doente mental internada em um manicômio e ele logo cedo teve que sair as ruas e trabalhar para conseguir sobreviver. 

Página 91
"Eu já lhes disse, Chas, que você é muito impertinente?
"A natureza me fez baixo o suficiente para que eu não precise me ajoelhar diante de ninguém."

O livro transcorre sem grandes emoções pois mostra pausadamente os diversos tipos de empregos pelo qual Charles Chaplin passou, o humor até é notável mas não é o ponto chave, achei que algumas passagens se tornaram cansativas e a leitura acabou demorando mais do que previa pois apesar do livro ter apenas um pouco mais de 200 páginas demorei muito para concluir. 

O livro se trata de uma ficção mas tem passagens que foram reais, pelo menos me lembrei de duas passagens que Charles Chaplin se encontra com a morte e são bem parecidas com algumas cenas de seus filmes, não conheço muito da história desse ator que encantou tanta gente numa época tão difícil para mundo todo, mas consegui perceber essas semelhanças com a vida real.

Página 211
Porque só na desordem do amor toda acrobacia é possível. 

Mais do que falar sobre ele é uma ótima oportunidade para conhecer quem foi Charles Chaplin e por isso coloco abaixo um pequeno vídeo com um de seus  filmes na época ainda em preto e branco, tenho certeza que muitos jovens ainda não conhece ou chegou a ver algum de seus filmes que na grande maioria das vezes era repleto de humor.




A Última Dança de Chaplin é composto por momentos de altos e baixos, mas o mais importante é a forma como o autor Fabio Stassi retrata a busca por um sonho, o que uma pessoa é capaz de fazer para realizar o que deseja e o principal com caráter e humildade. 

Charles Chaplin era único e nem todo o sucesso que teve foi suficiente para ele ser feliz, pois nunca se considerou melhor que ninguém apenas sempre correu atrás do que queria.

Se você é fã, ou tem apenas curiosidade de saber um pouco mais sobre a vida de Charles Chaplin como foi o meu caso a leitura é mais que recomendada, 

O livro não é uma biografia pois mistura ficção com realidade esteja preparado para uma leitura mais lenta, que passa mensagens positivas e que vai despertar seu interesse em saber mais da história de vida deste exemplo de ser humano.




Beijos

Até mais! 




25 comentários :

  1. Dressa, tenho certeza que a obra que fale deste grande artista deve ser mais do que um legado, mas provavelmente a leitura não me prenderia, pelo menos não agora! Mas gostei de conhecer um pouquinho mais sobre com a sua resenha!

    Beijos,
    Joi Cardoso
    Estante Diagonal

    ResponderExcluir
  2. Oi Dressa..
    Eu não sou fã, mas leria por curiosidade. Que pena que não te agradou como você esperava, mas acho que foram essas partes mais demoradas.
    Gostaria de ler um dia. A biblioteca aqui na minha cidade não tem tantas opções como a de São Paulo.

    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Não sou muito fã do Charles Chaplin, nem mesmo quando via alguns vídeos antigos. Respeito o trabalho dele e a vida que teve não foi nada fácil.
    Sei que ele fez história e faz parte da vida de muita gente.
    Acho que não leria o livro, ainda mais depois da sua resenha. Gosto de livros que desenrolam rápido, aquela pegada mais viciante.

    ResponderExcluir
  4. Sempre ouvi falar muito de Charles Chaplin, li algumas frases dele, mas nunca tive uma grande vontade de saber mais sobre seu trabalho. Talvez você não tenha gostado tanto por conta das expectativas e tal, então se eu resolvesse ler talvez me surpreendesse, pois nem sei o que me espera.
    De humor mudo eu só conheço Mr. Bean, mesmo :P hahahah

    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Não conheço muito a história de Charles Chaplin, mas, o pouco que li, foi o suficiente para me deixar encantada. Tenho muita curiosidade em conhecer melhor sobre a vida dele, e assim que vi o lançamento do livro, fiquei com uma vontade tremenda de ler. No entanto, imaginei que fosse uma obra mais biográfica. Mas, o fato de não ser, não diminuiu minha vontade de ler.

    ResponderExcluir
  6. Gosto do Charles Chaplin, apesar de não saber muita coisa sobre ele.
    Fiquei com vontade de ler esse livro, adoraria saber mais sobre ele, sua história. Queria ler um livro mais biográfico sobre ele, mas mesmo esse livro tendo umas partes de ficção, ainda assim fiquei curiosa para ler.
    Espero ter a oportunidade.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  7. Queria ler por curiosidade. Adorei sua resenha. Bjs

    ResponderExcluir
  8. Oi, Dressa!
    Não fiquei muito interessada nesse livro por ele não ter grandes emoções, deve ser mais mesmo pra quem quer saber da vida do Charles.
    Muito boa a resenha! Abraços!!

    ResponderExcluir
  9. Mesmo em alguns pontos positivos que você deu, o livro não me interessou
    ~Também não curti a capa :(

    ResponderExcluir
  10. Aaii caramba! *0* Super admiro o Chaplin e fiquei curioso para ler depois de seus comentários, mesmo o livro não tendo "superado suas expectativas", não deixa de me interessar *-*

    Bjs!

    Leitura Silenciosa | Blog | FanPage

    ResponderExcluir
  11. Oi Dressa!!
    Gente q delícia ir a biblioteca, muito tempo q não faço isso, mas esta é bem melhor q as q tenho aqui viu?
    Q pena q vc se desapontou com o livro, esse eu com crtza n iria escolher tão cedo p ler, achei legal as mensagens de humildade, realizações de sonho, mas penso q seria uma leitura arrastada p mim!!
    Bjos!
    Aline Praça
    www.leituravipblog.com

    ResponderExcluir
  12. Estou louca pra ler esse livro, já vi opiniões positivas e negativas, acho que vou esperar pra ver
    Te indiquei em uma TAG lá no meu blog, dá uma olhada:
    http://prisma-literario.blogspot.com.br/2015/05/tag-liebster-award.html
    desde já agradeço s2 bjs :*

    ResponderExcluir
  13. Olá!
    Quando vi a capa fiquei interessada por gostar do Charles Chaplin e de seus filmes.
    Porém ao ler sua resenha perdi um pouco da vontade, acho que se fosse uma biografia seria melhor.
    Essa biblioteca parece muito legal! Quero um dia conhecer.

    ResponderExcluir
  14. Quando vi a capa pela primeira vez já me apaixonei instantaneamente: Maravilhosa.. Por mais que não seja um tipo de livro que interesse a maioria das pessoas, com certeza eu leria e super me interessei.. Chaplin foi uma personalidade única e importantíssima e com certeza vale a pena saber um pouco mais do contexto até mesmo da época , por mais que não seja uma biografia..

    ResponderExcluir
  15. Olaaa
    Adorei a resenha e fiquei bem curiosa pela leitura, conheço pouco sobre Chaplin mas ja gosto muito desde que assisti Tempos Modernos, muito bom.
    Amei a última frase.

    Beijos.
    Reality of Books

    ResponderExcluir
  16. Oi, eu não fiquei interessada pelo livro, então vou passar a leitura, mesmo assim obrigado pela dica.

    ResponderExcluir
  17. Oi Dressa, tudo bom?
    Não sou fã do Chaplin, mas leria esse livro como uma curiosa e pelo pouco que conheço da carreira dele. Gosto quando misturam ficção com conteúdo biográfico.
    Eu amaria essa biblioteca se morasse em SP.
    Beijos,
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  18. Achei muito interessante a premissa do livro. Não sou extremamente fã do CHaplin, mas vi e adorei vários de seus filmes, e fiquei bem curiosa para ler o livro. Adorei sua resenha :D

    Beijos, Gabi
    Reino da Loucura

    ResponderExcluir
  19. Ai Andressa!
    Sou super apaixonada por Chaplin e mesmo sabendo que é uma ficção, porém traz algo de real nas passagens dos filmes e da vida de Chaplin, já vale a pena a leitura.
    E achei bem criativo o autor usar o mote da morte vindo buscá-lo e da negociação feita entre eles.
    Desejo uma ótima semana!!
    “A vida apesar de dura é mágica, por isso sempre acredite no inesperado.”(Maria Miranda)
    Cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  20. Olá, eu não conheço muito sobre o Chaplin, me interesso muito em ler a biografia dele. Não sei se leria esse. Abraços
    www.estantedepapel.com

    ResponderExcluir
  21. Oi, já tinha visto o livro e pensei que contava a verdadeira história de Charles Chaplin, não imaginava que eram ficcionais. Acho legal livros que passem lições valiosas para nossa vida, mas não sei se vou ler esse livro. Bjus.

    ResponderExcluir
  22. Oi Andressa!

    Este não é meu estilo de livro, achei o enredo interessante, mas mesmo assim não fiquei curiosa em ler, acho que os leitores gostem do Chaplin, vão apreciar bastante, mas gostei de ler sua opinião sobre o livro, ficou ótima sua resenha.

    www.daimaginacaoaescrita.com

    ResponderExcluir
  23. Chaplin é incrível. Os filmes deles conseguem ser engraçados mesmo depois de assistir inúmeras vezes. Mesmo sendo uma leitura um pouco lenta, fiquei curioso em ler.

    Parabéns pela resenha =)

    ResponderExcluir
  24. Achei a ideia do autor para escrever esse livro muito interessante, pois, apesar de ter a história de vida desse grande ator, ele em momento algum deixou com a cara de biografia. Claro que vou querer ler, pois Charles Chaplin é incrível e merece todas as homenagens.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  25. Oi Dressa, tudo bem? Não sou fã do Charles Chaplin, e o único filme que eu assisti foi "Tempos Modernos" e adorei... mas admiro a capacidade dele de fazer as pessoas rirem sem dizer uma única palavra. Achei a ideia do livro super genial e é interessante essa mistura de ficção e elementos biográficos. Para os fãs deve ser realmente um ótimo presente.

    Beijinhos,

    Rafaella Lima // Vamos Falar de Livros?

    ResponderExcluir