Resenha - Primeiro e Único


Primeiro e Único

Primeiro e Único
Autora: Emily Giffin
Editora: Novo Conceito 
Gênero: Literatura Estrangeira / Romance
Páginas: 448
Sinopse: Skoob

Avaliação: 


Oi gente, tudo bem?

Pela primeira vez eu li algo escrito por Emily Giffin. Não sei se isso já aconteceu com vocês, mas eu tenho alguns livros dela na estante que comprei por impulso e nunca li, mas, mesmo assim, continuava comprando mais dos seus livros porque tinha uma certeza que iria gostar. Quando apareceu Primeiro e Único para ler em parceria com a Editora Novo Conceito, achei que era chegada a hora de, finalmente, conhecer a escrita da autora.

Iniciei a leitura sem muitas expectativas, para falar a verdade, comecei a ler já imaginando que não iria gostar da história. Minhas amigas que já tinham lido me falaram que esse era o pior livro dela e que acharam chato, fazendo com que eu lesse sem esperar muito.

Mas, preciso dizer que o livro foi uma agradável surpresa. É o pior que Emily Giffin já escreveu? Não sei, pois é o primeiro que eu li. É ruim? Definitivamente, não! Pelo menos na minha opinião.

Shea é uma mulher solteira de 33 anos que só tem um grande amor na vida: o time de futebol americano da sua universidade. Por ser melhor amiga de Lucy, filha do treinador, desde sempre, Shea cresceu aprendendo as regras do esporte, convivendo com os jogadores, acompanhando os jogos. Ao escolher uma faculdade para cursar, não pensou duas vezes, seria a Walker, ao escolher uma profissão, claro que seria trabalhar na universidade, no setor esportivo. Ninguém sabia mais da história do futebol americano do que Shea e ninguém amava o time da Walker tanto quanto ela, talvez só o treinador Clive Carr.

Com a morte da Sra. Carr, esposa do treinador, Shea passou a ser um suporte a mais para sua amiga Lucy que sempre esteve ao seu lado em todas a etapas da vida. O amor pelo futebol americano também fez com que Shea se aproximasse cada vez mais do treinador Carr que, usando os seus contatos, conseguiu um emprego para Shea como repórter esportiva de um dos maiores jornais da região, o Dallas Post.

O novo emprego fez com que Shea se aproximasse ainda mais do treinador Carr, pois precisava cobrir todos os jogos, fazendo com que a admiração que ela sempre sentiu por ele aumentasse ao ponto de deixá-la confusa, ao mesmo tempo em que o seu relacionamento com o melhor quaterback da liga nacional de futebol, Ryan James, se tornava cada vez mais sério.

Eu entendo porque as minhas amigas não curtiram tanto o livro, Emily Giffin fala bastante sobre futebol americano durante as quase 500 páginas, mas eu achei que todas as explicações enriqueceram o enredo, principalmente para nós, que não somos muitos íntimos desse esporte. As excessivas explicações (que, na maior parte das vezes eu não achei cansativas) serviram para nos inteirar e nos englobar nesse mundo do esporte universitário, onde jovens da High School são recrutados para estudarem nas melhores (e mais caras) faculdades americanas com bolsas de estudo e para jogarem pelos times de cada universidade. Já acompanhei muito esse mundo do esporte americano em todos aqueles filmes que passam de novo e de novo na televisão e que a gente nunca cansa! Rsss! (Ok, só um pouquinho). Quem aqui se lembra do Pequeno Grande Time? Estou denunciando a minha idade? Rsss!

Alguns errinhos de digitação me saltaram aos olhos e eu não posso deixar de comentar aqui. Vi mais de uma vez, em diferentes páginas, mas nada que tirasse o sentido ou o entendimento da frase.

Com a leitura percebi que não importa se outras pessoas não curtiram tanto aquele livro que você está para começar, vá sem preconceitos e sem esperar o pior da história, você pode se surpreender.

No final da leitura você vai se sentir quase uma expert em futebol americano e com certeza estará torcendo para que Shea finalmente encontre a felicidade, perto ou longe da Walker. Para mim, adicione a vontade de ler os outros livros da autora que estão empacados na minha estante.

Alguém já leu Primeiro e Único ou outro livro de Emily Giffin? Qual é o seu preferido?

Espero que gostem!

Com carinho,


33 comentários :

  1. Oi Mari,

    Então ainda não li nada de Emily Giffin e tenho vontade de ler, mas não acho que começaria por esse, a sinopse não me chamou muito a atenção e apesar de você tê-lo classificado como "Bom" eu já li muitas resenhas negativas sobre ele que me desanimaram, geralmente eu gosto de ver pra crer, contudo nesse caso os motivos que já li para que não gostassem desse livro me levaram a crer que eu iria perder tempo e você disse 500 paginas?! (são muitas rsr), assim vou escolher outro livro dela pra começar a ler. Sua resenha está muito boa e acho que quem curte e até quem quer entender um pouco mais de futebol americano vai gostar.

    :)

    ResponderExcluir
  2. Oi, Mari
    Realmente se temos vontade de ler um livro, não devemos levar em conta tanto as outras opiniões, pois as vezes podemos gostar do livro. Eu sempre quis ler algo da Emily, mas confesso que não começaria com este livro, por causa das descrições do futebol americano mesmo. Mas depois de ler algum livro dela, quem sabe pegaria este. Gostei de saber que gostou do livro, apesar das ressalvas.

    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Bom, vi muitos comentários sobre esse livro, tanto positivos quanto negativos, mas não posso negar que a maioria foi falando muito negativamente desse livro e por esse motivo eu não pretendo ler, o principal comentário negativo era referente ao envolvimento do futebol americano no livro, que por o leitor não ter muito conhecimento sobre, acaba boiando.
    Sua resenha está muito boa, mas não pretendo ler este livro.

    ResponderExcluir
  4. Eu nunca li nada dessa autora, mas esse livro é muito comentado negativamente. Eu não tenho interesse em lê-lo. A leitura não vai fluir para mim, é uma pena porque por ser por esporte talvez me chamasse mais atenção, mas não ocorreu.
    Vou procurar saber um outro livro da autora para ler.
    Boa resenha :)

    ResponderExcluir
  5. Ainda bem que li essa resenha, pois tenho certeza que essa narrativa toda de futebol vai me cansar. Vou procurar outros títulos.
    Luci
    Ponto de Exclamação

    ResponderExcluir
  6. Ainda não li nada da Emily Giffin, mas pretendo ler, já tinha lido outras resenhas sobre esse livro e o ponto negativo é sempre o mesmo, a excesso sobre o tema futebol americano, mas fiquei curiosa em saber qual final feliz da protagonista.Beijos...

    ResponderExcluir
  7. Oi Mari!!!
    Tive uma experiência ruim lendo Emily Giffin, pois li Uma Prova de Amor e simplesmente ODIEI... não sei se não estava no clima ou se realmente a história não me empolgou, mas depois disso não peguei nenhum outro livro dela pra ler...
    Pra não deixar aquela impressão de "só leu um livro e fala que não gosta" vou pegar Presentes da Vida, pois minha amiga leu e adorou..
    Vamos ver né!! kkk
    Beijo.

    Joseph Luis
    http://planetliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Olá, Mari.
    Já li vários livros da autora e não concordo que esse é o pior dela. Pelo contrário, me emocionei e no final estava torcendo como uma louca para que eles ganhassem o campeonato. Não se compara a Presentes da vida e O noivo da minha melhor amiga, mas é muito bom também. Que bom que te surpreendeu.

    ResponderExcluir
  9. Já vi muita gente criticando esse livro, não sei oque pensar sobre ele.

    ResponderExcluir
  10. OI! Vi quando esse livro foi lançado e acabou não me agradando. Não suporto futebol americano, então já deve perceber que eu teria tanta dificuldade quanto suas amigas de gostar desse livro por causa dessas explicações que parecem ser excessivas. Já senti que ela ficará dividida entre esses dois aí e triângulo amoroso me tira do sério.

    ResponderExcluir
  11. Olá!
    Eu ainda não li nada dessa autora, e a sinopse não me chamou à atenção, já li algumas outras resenhas, e nada de interessante...pois todos falam que fala demais do Futebol Americano, e confesso que não curto muito esses tipos de esportes, kkkk
    Lendo a sua, que foi a primeira Positiva, se eu tiver a oportunidade de ler lerei sim, mas se for para ir escolher, escolho outro da autora, kkkkk

    Um super bjo!

    Alê - Bordados e Crochê
    Fã Page
    Twitter
    Instagram

    ResponderExcluir
  12. Ate hoje nao li nadinha da Emily Giffin, mas uma amiga faz coleção dos livros dela..imagino que sejam bons. Apesar de achar as capas bem feitas, nao sinto aquela vontade de ler...
    Também ouvi falar que o livro Primeiro e Único era o pior da autora, ainda bem que te surpreendeu. Se esse era o pior, imagina o melhor entao ne? hehe
    Nao achei legal que o livro tem mtos termos de futebol americano no meio, e eu nao sou fa de futebol nenhum, entao acho q pra mim seria meio chato.
    Errinhos de digitação é osso, pelo menos para mim...mas releva ne?
    Tem razao, nao é pq os outros nao gostaram do livro que a gente deveria condenar sem ler.
    Beijos

    http://meumundinhoficticio.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Oi,
    To igual vc vários livros dela e nunca leio, agora q fiquei mais desanimada ainda.
    Vou esperar novas resenhas pq esse não m interessou.
    Um beijo!

    ResponderExcluir
  14. Oi Dressa!
    Ainda não li esse livro, mas com certeza não terei nenhum problema com ele pq adoro esportes, rsrs inclusive já fui uma fanática com futebol. Hoje continuo acompanhando, mas já deixei o fanatismo de lado, rsrs. Bom, sobre o futebol americano eu não entendo nada, mas provavelmente vou aprender com o livro kkkkkkkk. Dessa autora, só tenho aqui O Noivo da Minha Melhor Amiga (aquele que é filme - e eu adoro), mas ainda não li.

    ResponderExcluir
  15. Oi Mari,
    Sempre quis ler um livro da Emily Giffin, mas ainda não li por falta de oportunidade mesmo. Mas acho que não iria começar com este livro simplesmente por não entender a história haha.
    -Ela tenta um emprego na universidade, sem problemas ela consegue.
    -Ela é fanática por futebol, mas vai ter algum enredo? Algo que a impeça?
    -E sobre o treinador, vai ter algo que impeça o romance deles já que ele está solteiro?
    Resumindo essas perguntas, não vi algo que eu possa ficar curiosa ou esperando algo acontecer porque praticamente tudo que ela quer ela já arrumou um jeito de conseguir. Não vou ler o livro, mas só de ter lido a sua resenha já valeu ♥
    E me desculpa se ocorreu algo errado sobre a minha opinião, pois tudo o que eu sei do livro é o que você escreveu Mari hahahaha.
    Beijão! ♥

    ResponderExcluir
  16. Não li nada da Emily Giffin, mas ja vi uma resenha desse livro e a pessoa n gostou e eu n quis ler. E com sua resenha, não quis ler também. Talvez por eu não gostar muito de romances :/

    www.cidadedosleitores.blogspot.com

    ResponderExcluir
  17. Eu não li nada sobre essa autora, e acho que não começaria por esse livro. A historia não me cativou e o fato de descrever tanto um esporte não me agradou em nada.
    Quem sabe um outro livro da autora me chame mais atenção.
    Beijos

    ResponderExcluir
  18. já ouvi falar autora mas nao li nada dela ainda, bem o livro nao me interessou, acho que nao é o meu tipo de livro, já li algumas resenhas desse livro mas mesmo assim não me convenci de ler ele.

    ResponderExcluir
  19. Oi Mari!
    Apesar de sempre ver obras dela sendo lançadas e de muitas pessoas comentarem essa obras, eu nunca li nada da autora, não sou nenhum pouco fã das capas dos livros dela, então isso me desanima um pouco ( sim, eu julgo livros pela capa >< ). Quando teve o lançamento dessa obra, lembro que teve várias opiniões contraditórias, eu não me importo muito quando o livro tem um tema mais definido, como o futebol americano por exemplo, na minha opinião quando a história deixa um pouco a desejar são esses temas extras que salvam a obra, enfim, ótima resenha, bjos.

    ResponderExcluir
  20. Mari!
    sinceramente? Apesar de adorar a autora, esse livro não tenho nenhuma vontade de ler pelo simples fato de: não entender nada de futebol americano.
    Quero leituras mais vibrantes para me dedicar.
    “A vida só pode ser compreendida, olhando-se para trás; mas só pode ser vivida, olhando-se para frente.”(Soren Kierkegaard)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    Participem do nosso Top Comentarista, serão 3 ganhadores!

    ResponderExcluir
  21. Ainda não li nada dessa autora, mas esse era um dos livros dela que eu estava de olho, mas depois de ler sua resenha fiquei com um pouco de receio em ler, e não gostar e me decepcionar, vou espera mais um pouco e quem sabe mais para frente me desperta novamente o interesse em ler esse livro.

    ResponderExcluir
  22. Eu fiz que nem você kkk também tenho livros dela aqui e nunca li, eu tenho esse e presente da vida. Acho que os livros dela devem ser bons e quero lê-los. Deve ser um livro bom e eu achei legal conhecer um pouco sobre futebol americano. Já que não sei nada sobre o mesmo.

    ResponderExcluir
  23. Sabe o único li da Emily foi Presentes da vida e é de longe um dos meus livros favoritos mas confesso que esse livro não me chamou muita atenção sabe, por isso deixo essa leitura de lado, até porque agora estou focada em terminar muitas trilogias que deixei de lado e isso vai com certeza tomar meu tempo ^^ Gostei de sua resenha e tomara que na próxima não tenha nenhum erro digitação kk

    ResponderExcluir
  24. Posso ser sincera com você Mari? Acho que seria da opinião de suas amigas, eu iria odiar esse livro. kkkk Pois sinceramente, não gosto muito de futebol americano e saber que boas paginas de um livro tão grande como esse são dedicadas a descrever esse esporte, não me anima muito. No mais, eu não posso nem comentar muito pois infelizmente, não conheço a escrita da autora já que também sou das que ainda não leu nenhum dos seus trabalhos. E se fosse para começar a ler com esse livro, me desculpe, mais acho que continuarei passando longe. kkkk

    bju

    ResponderExcluir
  25. Eu adoro esportes mas não senti vontade de ler esse livro. A historia não me chamou em nada a atenção.
    Eu não li nenhum livro da autora mas procurarei um para ler, não gosto de ficar com má impressão de um autor quando uma obra dele não me enche os olhos.

    ResponderExcluir
  26. Oie
    Eu já li um livro da Emily mas achei a história cheia de enrolação então passei a ficar sempre com um pé atrás com suas obras.E eu não tenho certeza se vou gostar desse livro já que não gosto nada de futebol americano,já li alguns livros que fazem referencia a esses esportes e na hora das explicações minha mente vagava longe.Mas os conflitos da Shea parecem ser interessantes por isso não posso afirmar se vou ler ou não por que mesmo apresentando fatos que eu não gosto outros me despertam curiosidade.

    ResponderExcluir
  27. Oi!
    Ainda não li nada da Emily Giffin, mas sei como é ler um livro ou uma serie onde temos varias pessoas que já falam que não iremos gostar, mas essa não foi uma historia que conseguiu me interessar !!

    ResponderExcluir
  28. Oi Mari, tudo bem? Não sei se essas 500 páginas sobre futebol me agradariam. Já ouvi falar por alto da autora, mas não pretendo dar uma chance futuramente. Adoro quando as pessoas odeiam um livro e eu amo. Hahahaha Bjs

    ResponderExcluir
  29. Oi amei a resenha, seu blog é muito bonito, eu comecei o meu agora então se você poder me dar uams dicas ficarei grata.
    bjosss

    http://amelhorlua.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  30. Oi Mari, esse livro estava na minha lista dos desejos literários.
    Confesso que fiquei na dúvida em ler depois da sua resenha, sei que não devemos julgar o livro pela capa, mais fiquei com a impressão que o título me chamou mais atenção do que a história em si.
    bj
    www.dnabookz.com

    ResponderExcluir
  31. Devo confessar que Primeiro e único é um desses livros que me faz querer muito ele só por causa da capa xD Queria saber se tem algo a mais na historia alem da autora destacar mais o futebol americano. Sei que o livro com com certeza é bem interessante, mas não queria que fosse um tipo de leitura que me faça cansar e larga-lo bem antes de chegar ao meio dele, deixa-lo no final da fila pra pensar em continuar onde parou so bem mais tarde (como aconteceu com Morte súbita). Por que realmente o meu negócio é romance. Sou muito fanática em livros de romance xD

    Curti sua resenha ^^

    ResponderExcluir
  32. Olá!
    Eu já li praticamente todos os livros da Emily Giffin, comecei com Presentes da Vida. Me apaixonei pela história, e principalmente pela autora, que é extremamente generosa, nos presenteando com a sequência da vida dos personagens de livros anteriores em suas novas obras.
    O que mais gosto nos livros da Emily Giffin é o fato deles não serem meios os, dramáticos... Eles são simples... A história flui de maneira ordenada, levando em consideração família, emprego, amigos...
    Sou suspeita pra falar.. pois sou apaixonada por essa autora... Quando entro em uma livraria e vejo seu nome na capa do livro, compro sem ler a sinopse... Confio em seu talento! Estou iniciando hoje a leitura do Primeiro e Único!

    ResponderExcluir
  33. Sou suspeita por falar, pois ou apaixonada pela escrita da Emily, ela realmente passa muita emoção e sempre digo que me sinto sentada num divã escutando a mocinha contando sua estória. Esse ainda é o único que ainda não li, mas pretendo ler imediatamente. Sempre temos nossos livros preferidos, e o dela o mais fraquinho que eu achei foi Uma prova de amor, mas os demais são ótimos. Esse ainda não tenho uma opinião, estava demorando em ler, pois ainda nao temos nada dela lançado e não ter nada dela para ler é muito triste.

    ResponderExcluir