Resenha - A Biografia Íntima de Leopoldina

A Biografia Íntima de Leopoldina

A Biografia Íntima de Leopoldina
Autora: Marsilio Cassotti
Editora: Planeta
Gênero: Biografia
Páginas: 304
Sinopse: Skoob

Avaliação:


Oi gente, tudo bem?

Eu sempre gostei muito de História, na época de colégio era a minha matéria favorita (de longe...rsss). Amava conhecer tudo o que tinha acontecido no mundo mas, principalmente, aqui no Brasil.

Uma figura histórica sempre me chamou especialmente a atenção, Leopoldina, arquiduquesa da Áustria e primeira Imperatriz do Brasil. Essa curiosidade particular nasceu quando eu ainda estava na quarta série (na minha época se chamava quarta série, agora modificou a nomenclatura) quando a minha professora de Estudos Sociais trouxe para sala a letra do samba e enredo de uma das escolas de Samba aqui do Rio, a Imperatriz Leopoldinense. A música se chamava Leopoldina, a Imperatriz do Brasil e era uma aula de história. Eu conseguia imaginar tudo o que aconteceu, desde a chegada da família real ao Rio, a necessidade de D. Pedro I em se casar e a escolha da noiva, Leopoldina.

Desde então, sempre fui curiosa para ler sobre sua vida, como foi o casamento com d. Pedro e a chegada ao Brasil. Fiquei muito feliz quando a Editora Planeta lançou A Biografia Íntima de Leopoldina e disponibilizou para a resenha. Finalmente eu iria conhecer mais sobre aquela figura histórica que tanto chamou a minha atenção ainda na infância.

O livro é incrivelmente rico, fiquei encantada com a quantidade de detalhes que o autor reuniu em sua obra. Acompanhamos desde o nascimento de Leopoldina na Áustria até a sua morte, aqui no Brasil.

A escrita foi baseada, principalmente, nas cartas que Leopoldina trocava com seus familiares, em especial, sua irmã Maria Luisa que foi casada com Napoleão Bonaparte. O autor narrava em terceira pessoa os acontecimentos e, em grande parte das vezes, transcrevia partes das cartas pessoais de Leopoldina.

Foi incrível poder "entrar na mente" de Leopoldina e conhecer seus sonhos, medos e anseios. A forma como foi criada por sua mãe, madrastas (após a morte da mãe) e preceptoras. Por mais que tenhamos aquela ideia de contos de fadas, as vidas das princesas não eram nada fáceis. Elas tinham que se submeter às ordens dos reis e, principalmente, aceitar casamentos que trariam boas alianças para as famílias reais.

Leopoldina era muito religiosa, acreditava nos laços indissolúveis do casamento e foi com esse sentimento de esperança que embarcou para o Brasil para encontrar com o seu marido, d. Pedro I, com quem casou por procuração.

Pude conhecer muitos fatos da vida da Imperatriz e de outras figuras históricas ligadas à família dela da casa de Habsburgo e a família real portuguesa, personalidades como Napoleão Bonaparte e Maria Antonieta que, antes, eu não sabia que eram ligadas a Leopoldina.

O casamento com d. Pedro não foi nenhum mar de rosas e muitas cartas direcionadas à sua irmã, Maria Luisa, contavam as situações nada fáceis que acabava se submetendo por causa da sua fé no matrimônio. Mas é impossível negar a sua influência em um fato de extrema importância para nós, brasileiros, a independência do nosso país.

Leopoldina era uma pessoa culta, gostava de ler, de pintar e de caminhadas pela natureza brasileira. Teve muitos filhos, dentre eles Maria da Glória, que foi Rainha de Portugal e d. Pedro II, o mais novo dentre os herdeiros.

Além de todos os fatos, o autor selecionou fotos coloridas de muitas personalidades que foram citadas ao longo do livro, árvore genealógica da família e notas.

Eu simplesmente amei o trabalho do autor, parece que conversávamos com Leopoldina ao longo das páginas. Para aqueles que, assim como eu, amam história o livro é mais do que recomendado. Eu acho que todos os brasileiros deveriam ler e conhecer um pouco da nossa história. Se você não curte muito história, pode dar uma chance à matéria com o livro sobre a Leopoldina. Eu indico!!

Espero que tenham gostado! Até a próxima!


Com carinho,


28 comentários :

  1. Oi Mari,
    O livro parece ser bem interessante. É muito legal saber que o autor se empenhou tanto na riqueza de detalhes. E eu sinceramente prefiro biografias intimas, pois podemos ver muito além do que o Wikipédia nos oferece hahaha.
    Foi uma ótima resenha.
    Beijos! ♥

    ResponderExcluir
  2. Oi, Mari
    Também tive vontade de conhecer mais da Leopoldina, mesmo História não sendo minha matéria preferida, mas sempre gostei. Queria muito ler este livro ainda, ele parece ter uma riqueza de detalhes sobre a vida e sentimentos dela, e acho que as cartas não poderiam mostrar melhor isso.
    Adorei saber que o livro é realmente tudo isso! Espero ler ainda.

    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Oi!
    Adorei a resenha, pelo visto você gostou mesmo, me deixou animada,
    estou um pouco desanimada pra ler coisas de época, vou deixar pra ler
    mais pra frente, espero q eu me encante assim como vc.
    Bejos!

    ResponderExcluir
  4. Oi Mari!!!
    Apesar de ser mais adepto às ciências humanas não sou tãoooo chegado em história kkk E pra completar não curto biografias, então não sei se lerei o livro, mesmo que realmente pareça ser cheio de detalhes interessantes.
    Mesmo não sendo muito fã de história acho que posso colocar nas metas já que você gostou tanto, e quem sabe esse livro não me faça gostar mais do gênero...
    Beijo.

    ResponderExcluir
  5. História nunca foi a minha matéria favorita, mas sempre teve coisas ou pessoas que a marcaram que gostaria de conhecer mais a fundo.
    O livro realmente te conquistou, ainda mais com essa riqueza de detalhes que parece ter, que dá ao leitor muito mais informações do que normalmente ele poderia encontrar nos livros escolares. Sua resenha me deixou bastante curiosa, e talvez eu dê uma chance ao livro.
    Abraços

    ResponderExcluir
  6. Achei a leitura bem interessante, uma personagem histórica, também sempre fui apaixonada por história, mas confesso que gosto mais dos povos antigos, pirâmides, rsrs, mas gostei muito, fiquei curiosa em saber mais sobre a Leopoldina.
    Beijos...

    ResponderExcluir
  7. A Leopoldina nunca foi uma figura histórica que me chamasse a atenção,não fiquei louca pra conhecer, mas não descarto essa leitura,em um outro momento mais pra frente,por quê não?A final,gosto de biografias,aprender história por outras perspectivas é muito mais interessante.

    ResponderExcluir
  8. Oii, confesso que não fiquei tão entusiasmada com esse livro, mas quem sabe daqui a algum tempo eu não mudo de ideia e começo a ler kk
    Bjoss

    ResponderExcluir
  9. Oii, confesso que não fiquei tão entusiasmada com esse livro, mas quem sabe daqui a algum tempo eu não mudo de ideia e começo a ler kk
    Bjoss

    ResponderExcluir
  10. Mari!
    Antes de comentar a resenha propriamente dita, quero comentar sobre a fonte que foi escrita... Gente! Miudinha demais, quase não consegui ler...
    Sobre o livro, História do BRasil sempre foi um dos meus maiores interesses. Poder saber o que aconteceu na época do Império é fascinante.
    E sendo sobre a culta Leopoldina, tem outro tom.
    Quero demais ler.
    “Com organização e tempo, acha-se o segredo de fazer tudo e bem feito.”(Pitágoras)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    Participem do nosso Top Comentarista, serão 3 ganhadores!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Obrigada pelo alerta, o tamanho da letra já foi arrumado!

      Excluir
  11. Oii Mari! Tudo bem?? Fiquei com uma enorme vontade de ler esse livro, pois eu amo história (inclusive é minha matéria favorita), e sua resenha me chamou atenção por causa dos detalhes que você falou, é sempre bom saber um pouco mais!

    Abraços =)

    http://somaisumpalpite.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Também amo história Mari,e achei a resenha super interessante,conhecer história do nosso país é muito importante,e se pudermos fazer de uma forma que deixe mais leve melhor ainda.
    Bjs ;)

    ResponderExcluir
  13. Olá!
    Gostei bastante da resenha!
    Fiquei muito interessada em ler, pois também gosto muito de História.
    Esse livro pareceu ser muito bom, pois podemos conhecer melhor uma pessoa que foi importante para a história do país.
    Não conhecia o livro antes de ler a resenha, com certeza irei ler!

    ResponderExcluir
  14. Diferente de você a matéria que eu menos gostava era história, e até na faculdade eu odiava toda parte de história, sempre gostei mais de matemática e física :P
    O livro parece ser bem interessante, mas confesso que não fiquei com muita vontade de ler, não gosto nem um pouco de biografias :/

    Beijos!

    ResponderExcluir
  15. Olá, Mari.
    História era a matéria que eu menos gostava junto com português hehe. Sempre ficava de recuperação em história. Sempre gostei de ler, mas histórias fictícias e não as reais hehe. Mas lendo sua resenha e a forma como você descreveu o livro me deu vontade de ler ele. Imagino como deve ter sido difícil a vida dela dentro do casamento.

    ResponderExcluir
  16. Oi Mari :) Eu já tinha lido a resenha no seu blog e li agora de novo, mas com muita atenção da mesma maneira! Como disse, não sou de ler livros históricos ou biografias, apesar de minha matéria favorita ser história! Não consigo encontrar livros que chamem minha atenção com esse assunto, mas eu me interessei bastante nesse livro, ainda mais que é a primeira vez que vejo um blog literário resenhando livros assim, então o livro deve ser bem bom! Estou curiosa para saber esse lado de Leopoldina!

    ResponderExcluir
  17. Acho muito boa essa tentativa de trazer ao público a importância da Dona Leopoldina. Eu só fiquei sabendo da participação dela na independência quando li o livro 1822. Mas acho que essa nova biografia vai estar bem mais completa ^^

    ResponderExcluir
  18. Oi Mari, tudo bem?

    Gostei bastante da sua resenha. Nunca gostei muito de História, mas acho a história do nosso país muito rica e é sempre válido. Que bom que você gostou tanto do livro, pode conhecer novas informações sobre a Leopoldina, relações que você não conhecia, e o melhor é que parece ser uma leitura fluída, o que as vezes não acontece em biografias, principalmente pelo fato de parecer que ela própria está contando a sua vida para você.

    Beijinhos,

    Rafaella Lima || Vamos Falar de Livros?

    ResponderExcluir
  19. sem entregar q na nossa época se chamava série e não ano... (e tínhamos aulas de estudos sociais) eu adoro história, não era a minha matéria favorita, mas...
    deixando os tempos de escola de lado, eu sou meio dividida com relação a biografias, mas essa parece ser bem interessante pelo contexto histórico
    só não digo que vou ler pq já tem tanta coisa....

    ResponderExcluir
  20. Interessante saber sobre Leopoldina. Ela com certeza era uma mulher interessante. Historia sempre foi minha materia favorita.

    ResponderExcluir
  21. Olá!
    Confesso que nunca gostei muito de história, rsrsrs...
    Mas lendo a sua resenha fiquei sim com um pouco de vontade de ler e conhecer um pouco mais sobre Leopoldina!

    Um super bjo!

    Alê - Bordados e Crochê
    Facebook
    Twitter
    Instagram

    ResponderExcluir
  22. Eu amo história, mas nunca li uma biografia dessas antes! Meu sonho é ler uma biografia de Napoleão Bonaparte, eu sou apaixonada pelo momento histórico da Revolução Francesa. Talvez depois de ler uma biografia de Napoleão eu leia a de Leopoldina!

    ResponderExcluir
  23. Também sempre gostei de História, inclusive quase cursei na faculdade, mas ai aconteceu algumas coisas na vida e fui pra outro rumo.
    Sempre que vejo sobre a Leopoldina morro de dó dela. Apesar de ter sido a primeira Imperatriz do Brasil, acho que nao foi um casamento feliz, sou dessas que acredita no casamento por amor e fica claro que ela nao teve essa sorte.
    Amei saber que o livro é rico em detalhes e mostra mesmo a vida da imperatriz desde o nascimento ate a morte.
    E apesar de serem da nobreza, no final cada um tinha um fardo a carrega, e ela sendo mulher nao foi facil mesmo.
    Animei de ler com certeza.
    Beijos.

    ♥ Blog Livros e Sushi ♥
    https://livrosesushi.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  24. Mana que bom que curtiu a leitura, esse livro deve ser um parto cheio pra quem aprecia história, mas esse não é o meio caso, sempre gostei mais de matemática talvez por isso eu tenha gostado tanto de Teorema Katherine kkk Eu dispenso essa leitura infelizmente.

    ResponderExcluir
  25. Sua resenha está muito boa, mas lendo um pouco mais sobre a história deste livro, acredito que ele não faz muito meu estilo de leituras, então, por esse motivo não pretendo lê-lo.

    ResponderExcluir
  26. Pra mim também foi 4ª série e também tive estudos sociais...História sempre foi minha matéria favorita. E se é sobre esse mundo de princesas melhor ainda, mesmo que nem tudo seja um conto de fadas (ou esteja muito longe disso), é um universo que nos deixa curiosos.

    ResponderExcluir
  27. Confesso que não sou a mais apaixonada por biografias do mundo, mas a figura da Leopoldina também me chama atenção. Além disso, gostei do fato de o autor ter se baseado nas cartas pessoais da mulher, creio que isso dê maior veracidade aos fatos. Deve ter sido um trabalho de pesquisa intenso, e eu admiro a paciência e esforço do autor.

    ResponderExcluir