Resenha - Confissões de Inverno


Confissões de Inverno 
 Autor: Brendan Kiely 
Editora:  Arqueiro
Gênero: Literatura Estrangeira / Romance / Drama 
Páginas: 224
Sinopse:  Skoob

Avaliação: 

Olá, tudo bem com você ?
Aidan Donovan é um adolescente de 16 anos que carrega um segredo de seu passado muito triste e pesado, sua família está totalmente desestruturada e sem saber como desabafar ou aliviar esse passado pesado de sua vida, Aidan sempre desconta suas frustrações nas bebidas e remédios. 

Depois de uma festa em família onde seu pai não aparece porque resolveu largar a sua família e viver com outra mulher e sua mãe sempre se encontrar bêbada ou preocupada com outras coisas ele se sente mal em não ter com quem contar e acaba voltando a se encontrar com o Padre Greg.

Aidan presta um serviço voluntário na igreja Preciosíssimo Sangue e encontra certo conforto nas palavras de padre Greg, mas logo no começo da leitura dá para perceber a relação abusiva que essa mizade entre Aidan e o padre Greg tem.


Aidan faz amizade com três adolescentes Josie, Mark e Sophie que juntos enfrentam todos os problemas familiares, e também usam drogas e tentam esquecer de seus problemas particulares. 

A leitura é narrada em primeira pessoa pelo Aidan e achei que teve muitos picos de altos e baixos, as vezes a leitura se tornava interessante e outras vezes não sentia vontade de continuar lendo. 

Mas a curiosidade em saber o final falou mais alto e resolvi sentar para terminar o livro, e foi ai que achei que faltou um algo a mais. 

Os capítulos são grandes e o que acontece no presente e  no passado confunde um pouco, mas a história passa uma mensagem e um alerta para quem sofre de abusos.

Aidan não consegue falar com ninguém o que aconteceu entre ele e o Padre, ele descobre que ele não foi o único porém mesmo sabendo que outras pessoas passaram pela mesma situação ele também não consegue falar sobre isso.

Qualquer tentativa também de falar sobre o fato ele acaba sendo convencido que vai estragar a vida dele e que também vai sujar a imagem da igreja católica, tenho certeza que se você for católico praticante não vai gostar deste livro.

Apesar do livro ser narrado por um adolescente achei a escrita do autor bem adulta e em muitos momentos parecia que Aidan era bem mais velho pois fazia algumas reflexões bem filosóficas. 

Aidan não sabe o que fazer da sua vida e acha que todas as pessoas  seguram uma máscara para esconder seu problemas pessoais, Confissões de Inverno é uma leitura que tira você da zona de conforto e que faz pensar também nas relações familiares e o quanto é importante ter um bom diálogo. 

Não gostei do final do livro pois deixa muitas questões em aberto mas se você gosta de um livro com temas mais forte pode ser que acabe gostando mais do que eu. 

Beijos 

Até mais!
 

7 comentários :

  1. Gostei do livro, mesmo sendo católica, confesso que esse tema de abuso não acontece só na Igreja Católica, mas em qualquer denominação, e também dentro das nossas casas, ao nosso redor, fica o alerta, quero muito ler para tirar minhas próprias conclusões, beijos...

    ResponderExcluir
  2. Menina, fiquei super curiosa (e tensa!) pra ler este livro!
    Deve ser realmente angustiante! Me interessei!
    Ponto de Exclamação

    ResponderExcluir
  3. Putz.. esse livro deve ser ótima. Infelizmente esse tipo de abuso é cada vez mais comum de ser descoberto dentro das instituições religiosas, eu tenho um gosto particular pra livros com personagens que passaram/ou passam por traumas. Acho que vou gostar desse

    ResponderExcluir
  4. Esse livro parece ser uma leitura bem pesada e parece meio polêmico também, gostei da história e acho que se eu der uma chance para ele irei gostar.

    ResponderExcluir
  5. Oi,
    O livros parece ser realmente bom, uma pena esse final com muitas coisas em aberto eu ja sei que não vou curtir por isso.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Fiquei curiosa com o livro,ele parece ter tudo o que eu gosto.
    Beijos,Karol.

    http://www.livros-etudomais.com/

    ResponderExcluir
  7. Também não curti muito esse livro :/
    Mas por motivos contrários, achei o livro voltado muito mais para um público mais adolescente e isso me irritou um pouquinho. Nada contra livros focados em adolescentes e tal, mas gosto quando eles também sabem dialogar com pessoas mais velhas, sejam jovens, adultos ou idosos.

    Um Metro e Meio de Livros

    ResponderExcluir