Resenha - A Garota na Teia de Aranha


A Garota na Teia de Aranha 
Autor: David Lagercrantz
Editora: Cia das Letras 
Gênero: Literatura Estrangeira / Policial
Páginas: 472
Sinopse: Skoob
Avaliação:
 


Olá, tudo bem com você ?
 

Semana passada publiquei a resenha do livro "Os Homens Que Não Amavam as Mulheres" da trilogia Millenium Clique Aqui para ver a resenha.
 

E como tinha comentado anteriormente o autor morreu ao terminar de publicar a trilogia.
 

No primeiro livro aborda uma investigação e conta com a ajuda de dois personagens maravilhosos Lisbeth Salander e Mikael Blomkvist.
 

Os outros dois livros da trilogia aborda a vida pessoal de Lisbeth Salander, ela é uma hacker que entende tudo de computadores e sabe rastrear todos os passos de uma pessoa pelo computador.
 

Eu amo essa personagem, acho que por isso fiquei bem feliz ao saber que a editora: Cia das letras iria dar continuidade a série mesmo que fosse com outro autor.
 

David Lagercrantz é também um fã da série e ganhou o direito de lançar mais livros com esses mesmos personagens.
 

Confesso que a personagem principal Lisbeth Salander demorou um pouco para aparecer na história o que já estava me deixando aflita, tanto que demorei mais de uma semana para chegar até a página 100.
 

Mas depois que Lisbeth Salander aparece na trama, a história tem a mesma emoção dos livros anteriores e é impossível parar de ler.
 

Frans Balder é um cientista que pesquisa sobre inteligência artificial ele tem um filho de 8 anos chamado August que é autista e que se comunica melhor através da pintura.
 

O cientista Frans Balder decide voltar para a Suécia após pegar a guarda de seu filho pois a mãe e o padrasto estavam maltratando August.
 

Porém ao voltar para a Suécia ele percebe que a máfia russa está a sua procura pois desejam seu projeto.
 

Mikael Blomkvist precisa de um furo de reportagem pois sua revista Millenium que se encontra em crise devido as noticias se espalharem facilmente pela internet e a sua reputação que já não é das melhores andar mais abalada. Então ele recebe uma ligação com uma denúncia grave do cientista Frans Balder que acha que seus dias estão contados.
 

Lisbeth Salander tenta entrar em contato com o cientista Frans Balder pois ele pediu demissão da empresa do pai de Lisbeth ela percebe que ele pode morrer a qualquer momento por saber informações confidenciais.
 

O cientista trabalha na empresa do pai de Lisbeth e ela como hacker profissional sempre pega informações de alguns computadores da empresa para se manter informada, porém ao perceber que o cientista corre perigo ela tenta alerta-lo.

Mikael Blomkvist é suspeito de matar o cientista pois quando ele vai ao encontro das provas da denúncia o cientista é morto pela máfia Russa, quando Blomkvist chega ele apenas se depara com o menino de 8 anos e devolve o menino para a mãe. 

Porém o menino também corre perigo pois ele viu quem matou seu pai, e Lisbeth Salander consegue salvar a vida do menino e entrar na trama que com toda certeza é uma teia de aranha.
 

Todos os fatos se interligam e tem haver com a família de Lisbeth inclusive ficamos sabendo mais coisas da sua irmã gêmea, portanto se você não leu os outros livros e resolver começar por esse talvez você até entenda a história mas ficará um pouco perdido.
 

A edição está ótima, amei as novas capas da série, a narrativa do autor é emocionante me prendeu do começo ao fim e achei que o novo autor não deixou nada a desejar para o autor original.
 

O final o autor deixa uma ponta solta para novas continuações que a editora Cia das Letras já confirmou mais 3 novos livros para a série. O que me deixou muito feliz e ansiosa pelos próximos livros.
 

Só não dei nota máxima por causa do começo da história que foi bem lento e a quantidade de personagens que aparece confundiu um pouco, mas depois que se pega o ritmo não dá mais para parar de ler.


Beijos


Até mais!

6 comentários :

  1. As histórias da Lisbeth parecem ser super empolgantes, mas como disse na outra resenha tem alguma coisa no livro que não conseguiu me prender, acho as histórias paradas demais, é uma pena pq tenho aqui os livros mas nenhuma vontade de ler.

    ResponderExcluir
  2. Oi Dessa,
    Nunca li essa série, não me chamou muito a atenção. Mas confesso que acho bem estranho continuar a série sem o autor “original”. Fico muito curiosa em saber se a série teria o mesmo fim, mas também não continuar a série seria pior, pois ficaria pensando para sempre o que aconteceria.
    O livro me parece bom, mas nada de tão especial, então vou deixar essa leitura passar.
    Ótima resenha.
    Beijos! s2

    ResponderExcluir
  3. A capa está linda, a história cheia de intrigas, suspense, fiquei muito curiosa, com o final do livro, n ão conhecia a série, mas fiquei bem intrigada.Beijos...

    ResponderExcluir
  4. Depois de ler a forma como que você escreveu quero ler agora esse livro kkkkkk
    http://quantomaislivrosmelhor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oi,
    Ganhei esse livro e não tive ainda oportunidade de ler.
    Adorei sua resenha, vou colocar ele aqui na minha mala e ler no carnaval.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Comecei a ler e ainda não consegui me desvencilhar da ideia “o que Larsson teria feito….”, li a trilogia e assisti os filmes e o que eu mais senti falta nesse começo foi da Lisbeth, principalmente de sua filosofia passiva-agressiva, pelo menos por enquanto não vi Lagercrantz aproveitar o real potencial dela. Só espero que vá ficando melhor com o tempo, e realmente não me importo desse autor escrever mais 2 livros, afinal o mais importante é Lisbeth e Mikael voltarem :)

    ResponderExcluir