Resenha - Uma noite como esta




Uma Noite Como Esta

Uma noite como esta
Quarteto Smythe-Smith 2

Autora: Julia Quinn
Editora: Arqueiro
Gênero: Literatura Estrangeira / Romance de Época 
Páginas:272
Sinopse: Skoob

Avaliação:


Oi gente, tudo bem?

As pessoas nem sempre são o que aparentam, não é mesmo? Nesse segundo livro do Quarteto Smythe-Smith nossa protagonista, Anne Wynter carrega um segredo sobre o seu passado. Ao sair da casa dos pais aos 16 anos, teve que começar uma nova vida, com um novo nome e nenhuma ligação que pudesse se lembrar da vida que deixou pra trás.

Oito anos depois Anne estava trabalhando como governanta na casa das meninas mais novas da família Smythe-Smith. Tentando sempre passar despercebida entre as pessoas, Anne não contava em ter que, de última hora, participar do concerto anual da família, noite em que quatro moças solteiras Smythe-Smith se apresentam para a aristocracia londrina.

Nessa mesma noite Daniel Smythe-Smith está de volta à Inglaterra depois de três anos "exilado" na Itália. O encantamento que Anne causou em Daniel foi instantâneo; certo de que veria uma das primas ao piano como todo ano, Daniel foi fisgado pela beleza da moça misteriosa que tocava no concerto junto com suas primas e irmã.

No segundo livro da série Quarteto Smythe-Smith conhecemos a história de Anne Wynter e tudo o que ela passou desde a fatídica noite, quando tinha 16 anos, até o momento em que, como respeitável governanta de uma das mais importantes famílias inglesas, se vê diante de uma paixão proibida. Daniel era completamente proibido para ela, ele era um conde e, além do mais, sobrinho de seus patrões.

Julia Quinn sabe mesmo como conduzir um romance, a descoberta do amor entre os dois é rápida, só nos resta saber se eles saberão driblar um passado cheio de segredos e uma sociedade cheia de regras.

A parte divertida da história ficou por conta das alunas de Anne: Harriet, Elizabeth e a adorável Frances que, além de uma criança muito cativante, ainda foi uma peça chave  no decorrer do livro. Fiquei pensando que seria maravilhoso se Julia Quinn resolvesse escrever um livro para cada uma dessas três queridas meninas Smythe-Smith. Elas realmente trouxeram uma leveza indispensável para uma história.

Os personagens secundários dessa nova série também me cativaram bastante (como aconteceu quando li Os Bridgertons), todos eles tiveram sua importância na história e a autora soube segurar nossa curiosidade sobre o passado de Anne com a interação entre os integrantes da família.

Algumas amigas manifestaram preferência por esse segundo livro em relação aos demais da série, como só li os dois primeiros, ainda não posso opinar, mas acho que não consigo escolher entre este e Simplesmente o Paraíso, e vocês?

Espero que gostem e que me contem se também estão acompanhando a série!

Com carinho,


Nenhum comentário :

Postar um comentário