Resenha - Sempre - A Redenção


Sempre - A Redenção
Forever 2 

Autora: J.M. Darhower
Editora: Universo dos Livros
Gênero: Literatura Estrangeira / Romance
Páginas: 512
Sinopse: Skoob
Onde comprar: Amazon
Avaliação:


 
Olha ela heim! Não se assustem, como eu disse, me verão muito por aqui de agora em diante! hahaha

Hoje a história da vez é do nosso parceiro Universo dos Livros - Sempre - Redenção - esse é o segundo volume de uma duologia. Como todos sabem (eu acho) sou uma das administradoras do Mix Literário - então o primeiro volume eu Resenhei lá e vocês podem ler CLICANDO AQUI!
E claro, aproveitem para conhecer meu blog com a Pati, será um imenso prazer ver vocês por lá também!

Talvez possa conter spoilers do primeiro volume nesta resenha, por isso tomem cuidado! Alerto!
Farei um pequeno resumo do primeiro volume e falarei do segundo em seguida para que todos que lerem possam estar ambientados ao enredo. 


Bom.. Vamos a resenha - Sempre - A Redenção traz uma história com muitos dramas começando com o amor entre uma escrava e um privilegiado vindo de família rica e mafiosa. Haven é uma jovem que como eu disse escravizada através do tráfico humano junto com sua mãe. Enquanto Carmine o menino rico sempre viveu com tudo do bom e do melhor e com muitos excessos e mordomias inimagináveis.. "o príncipe da mafia", "a grande promessa" para ser substituto nesse jogo de poder e luxúria.

Porém com mundos tão opostos, por assim dizer, estes dois conseguiram encontrar enormes semelhanças e se apaixonar perdidamente. Claro que é um amor proibido e complicado, afinal como poderia uma escrava e o filho de um magnata do crime se relacionarem sem destruir muitos ao redor ou mesmo um império ou a si próprios? 

A única opção de Carmine para salvar seu amor foi jurar lealdade e seguir os passos da máfia. Assim Carmine vai trabalhar para a família em Chicago e toma uma decisão difícil que é separar-se de Haven, pois dessa forma ela não estaria em perigo constante e poderia ter o que nunca teve, liberdade e poder de escolha. Mas Haven não entende assim, ela ama Carmine, mesmo que amá-lo signifique perigo, também significa conforto, familiaridade e de certo modo segurança, já que sente que seu amor a protegeria de tudo sempre. Então a separação vem como um baque atingindo-a em cheio e trazendo muito sofrimento.

"..O que você faz quando a coisa que você mais quer, de repente, parece estar fora do seu alcance?"

Haven vai para Nova York, tenta estudar artes e conhece uma amiga e mesmo com dificuldade tenta se enquadrar na sua nova vida, aos poucos ela vai se envolvendo mais com sua nova vida, mas o passado insiste em retornar.

Carmine está imensamente infeliz, percebemos que ele não nasceu para essa vida de mafioso uma vez que não consegue estar de acordo com tudo que ocorre nesse mundo; além de se sentir cada vez mais arrependido por ter deixado Haven, ele vai se perdendo aos poucos encontrando consolo em drogas. 

O mundo gira e claro que o amor entre esse casal é tão forte que o destino os reúne novamente  o que virá disso? Depende deles mais que qualquer coisa ao redor.

"Quando nos deparamos com nossa própria mortalidade, em geral, passamos a ver a vida de um jeito diferente. O que mais importava no passado talvez já não seja uma prioridade. E nem sempre é fácil as outras pessoas aceitarem isso. Ficamos felizes quando alguém se salva, quando uma vida é poupada, mas, às vezes, é preciso parar e pensar: A que custo? Será que não estamos apenas adiando o inevitável? Será que estamos intervindo quando não teríamos o direito de fazê-lo? Estaríamos interferindo no destino? Queremos que as pessoas vivam, mas é preciso considerar que talvez o melhor para elas seja o oposto." 
Essa duologia é uma história marcada por dor, violência.. Mas sobretudo por amor e esperança. Ler sobre Haven e Carmine traz um misto de sentimentos que o leitor irá experimentar e com certeza se apaixonar com eles.  A história não traz apenas o amor e coisas fofas, mas muitas coisas assustadoras, mas acima de tudo personagens que irão te ganhar com seus defeitos e imperfeições!

Nenhum comentário :

Postar um comentário