Resenha - O Começo de Tudo - Wild Cards #1

O Começo de Tudo

Série: Wild Cards #1
Autor: George R. R. Martin
Editora: Leya
Gênero: Aventura / Fantasia
Páginas: 480
Sinopse: Skoob
Avaliação:

O primeiro livro acontece durante o final da Segunda Guerra Mundial e a Terra é contaminada por um vírus alienígena que causa mutações. Grande parte da população morre, mas os que sobrevivem tornam-se diferentes. Uma parte deles será chamada de Ases. Os Ases são aqueles que responderam bem a mutação e adquiriram poderes e os Curingas tornam-se os marginalizados, pois a mutação causa deformação.

“Ele devia ser um alienígena, certo? Nós o examinamos. Exame físico completo, raios X, uma bateria de testes psicológicos, tudo. O resultado foi humano. Não importava como o virávamos, o resultado era humano. Nada de órgãos extras, nada de sangue verde [...]. O desgraçado não era diferente de você ou de mim. Falava inglês, por Deus”.

Diante desse cenário caótico, vários autores vão narrando os acontecimentos. Os capítulos alternam os autores e seus personagens. Ao final de um capítulo, o próximo autor usa o final para dar início a sua história. Sem dúvida foi uma forma diferente de encarar um livro e tal detalhe o tornou muito interessante.

Croyd Crenson, por exemplo, é um personagem com um grande diferencial: em alguns momentos ele apresenta características de Ases e em outros, características de Curinga. 
 É possível imaginar que o surgimento de pessoas com poderes próprios causa certo desconforto ao governo, pois com o poder vem a possibilidade de se derrubar o governo.

"Mas o poder já o modificara. Ele já viu coisas que, sem ele, nunca teria entendido. O poder corrompe, disseram a ele, mas agora ele viu como isso era ingênuo. O poder esclarece. O poder transforma."

Em meio a todas essas mudanças no mundo, começa a surgir uma caçada contra os Ases e o governo americano cria Comitês que decretam as "Leis das Cartas Selvagens". Resumindo essas leis, os Ases têm duas opções: ou trabalham para o governo sob rígida observação ou são eliminados.

"Talvez ele esteja certo: este é o Bairro dos Curingas, e a vida corre rápida e cruel aqui. É como perambular por um campo de extermínio nazista durante uma bad trip; você não entende metade do que vê, mas fica apavorado da mesma forma."


Nenhum comentário :

Postar um comentário