Literatura Nacional, Vamos Conhecer?





Olá , tudo bem com você?

Hoje é dia de conhecer mais um livro nacional :  


"O Grito dos Caluniados" 


Irritada com o trânsito após sair de uma sessão de terapia em grupo e indignada com a notícia da morte de um antigo amante que não a via desde que foram separados por uma calúnia, Ághata decide fazer uma pausa em seu trajeto para casa, se encontrando com sua melhor amiga em um “café de esquina”.
Em meio a um debate no estilo “filosofia de boteco”, as duas mulheres iniciam um ferrenho diálogo, alternando considerações acerca de religião, política e comportamento humano, com os relatos das histórias contadas na sessão de terapia.
Ao mesmo tempo em que tenta convencer sua amiga de suas convicções, Ághata passa a travar uma batalha pessoal contra o mundo e contra si mesma, ao expor suas opiniões sobre os perigos da crença cega em um suposto criador em detrimento da criatura e do uso leviano da linguagem, “herança maldita do fruto da árvore do conhecimento”, segundo ela.
Ao final da longa conversa, inebriada por sentimentos de ira e indignação, Ághata acaba por exorcizar sua culpa pela morte de seu amado Fabrício, ao concluir que o dom da linguagem nas mãos de pessoas pequenas possuidoras de mentes fétidas nada mais é do que um objeto de destruição e, sendo este uma arma, assim como a espada, só pode ser combatido com a mesma arma – palavra por palavra.

Confira agora o bate papo com a autora:


Nome: Sylvia Busko

Idade: 47 anos

Cidade onde mora: São Paulo 

Como surgiu a ideia de escrever "O grito dos caluniados"?

A obra me acompanha desde a adolescência, época em que eu já mantinha o hobby de escrever textos aleatórios em forma de ensaios sobre minhas considerações acerca da vida, confrontando a teoria com a prática. No início a ideia era escrever uma coletânea desses textos para deixar como "herança" de meus aprendizados para minha filha. Até que em 2014, fui motivada a publicar meus textos sob a forma de um romance, pela indignação acerca de alguns acontecimentos que vivenciei e presenciei, como por exemplo, a difamação de uma amiga pelas redes sociais, a descoberta de uma calúnia direcionada a um amigo já falecido e a notícia da morte de um antigo "amante".

Quanto tempo demorou para a história ficar pronta?

Demorei, aproximadamente, dois anos entre a motivação de publicar meus ensaios, a construção do romance em si, até a sua finalização e publicação.

O que o leitor pode esperar de "O grito dos caluniados"?

O livro é uma viagem através do sofrimento, da indignação e dos questionamentos da personagem central, acerca de fatos e das supostas verdades pré estabelecidas pelas religiões e pelo senso comum sobre inúmeros temas que envolvem o comportamento humano em vários âmbitos, com ênfase nas relações passionais. A forma como a história foi construída, alternando fatos relatados com teorias que envolvem as causas e consequências dos mesmos, leva o leitor a questionar junto com a personagem central e sua interlocutora, velhos e novos conceitos enraizados em nossas mentes, que tentam justificar a forma como devemos agir, não apenas perante os outros, mas também com relação aos acontecimentos de nossas vida.

"O grito dos caluniados" tem chance de virar uma série?

Não exatamente uma série, mas já está em construção um segundo livro que é, ao mesmo tempo, uma obra totalmente independente e também um complemento da primeira, pois trata-se da vida da personagem central de "O grito dos caluniados". Contada em primeira pessoa através da visão de seus diários e dos diálogos com sua terapeuta, a obra traça a trajetória da protagonista desde seus 23 anos, até  o dia em que se passa a história contida na primeira obra. "Os diários de Ághata -A trajetória de uma alma em chamas", contará como os fatos vividos e presenciados pela personagem de "O grito" e pelas pessoas que com ela conviveram, transformaram essa mulher a beira da meia idade, em uma pessoa indignada com a crueldade e insensatez humana.

Você tem um autor ou autora preferido que de alguma maneira te inspirou a escrever "O grito dos caluniados"?

Tenho vários autores preferidos e costumo dizer que sou "amante" de alguns e "simpatizante" de outros, mas eles não me influenciam. Eu os tenho como preferidos, o Fernando Pessoa, Umberto Eco, Dostoiévski e até Nietzsche, por exemplo, porque me identifico não exatamente com suas ideias, mas pela forma como expressam seus sentimentos, teses e convicções, independente de eu concordar com elas ou não. A inspiração de meus livros vem de minhas reflexões e considerações sobre acontecimentos da vida, de como eu vejo o comportamento das pessoas a minha volta. 

Se "O grito dos caluniados" pudesse ter uma trilha sonora, qual música você escolheria?

Sinceramente não sei especificar uma música, mas quem sabe uma trilha de "impacto"? Pela variedade de temas abordados, talvez fosse algo do gênero "Mozart versus Rollyng Stones" ou a ópera "Carmina Burana" em versão techno!!! 

Você segue carreira apenas como escritora ou tem outra profissão?

O hábito de ler e escrever sempre foi um hobby e não uma profissão. Embora eu tenha cursado faculdade de Comunicação Social no início dos anos 90, eu não a concluí. Durante anos trabalhei no comércio no ramo da moda, fui proprietária de uma boutique, e hoje trabalho como corretora de imóveis, credenciada em São Paulo.
Deixe uma mensagem para nossos leitores:

Por ser uma obra eclética
​,​
 tendo em vista a variedade de temas abordados
​,​
inclusive
​,​
bastante polêmicos, eu convido a todos aqueles que possuem a qualidade do bom senso e da capacidade de discernimento, a fazer essa "viagem filosófica" junto com as personagens que dialogam na história, mantendo a mente aberta enquanto sorverem esse romance, não para aceitarem novas formas de pensar, mas para compreenderem as razões que levam outras pessoas a pensarem de forma diferente de você e do senso comum.
Quem estiver interessado em ler o seu livro onde pode comprar?

O meu e-Book está disponível na Amazon, Google Play, Saraiva, Apple Store, Kobo e Barnes & Noble, por R$ 15,00, e os links você encontra no seguinte endereço: ​http://www.ciadoebook.com.br/o-grito-dos-caluniados/
 
 
 
Espero que tenha gostado de conhecer mais uma autora nacional !

Beijos 

Até mais!
 

Um comentário :

  1. Ainda não conhecia, bem interessante :)

    http://submersa-em-palavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir