Resenha - Alien (Trilogia Alien #1) - Surgido das Sombras

Alien - Surgido das Sombras

Autor: Tim Lebbon
Editora:Leya
Gênero: Literatura Estrangeira /  Ficção científica 
Páginas: 288
Sinopse: Skoob

Avaliação: 


“Alien Surgido das sombras” é o primeiro livro da trilogia que expande o universo já conhecido por muitos. Nesse primeiro livro acompanhamos a tripulação da nave mineradora Marion, em especial o engenheiro chefe Chris Hooper e Lucy Jordan, a capitã.

Como nave mineradora a equipe tem um trabalho no planeta LV178 para realizar. Conforme a rotina vai se instalando, o grupo mantém seu dia a dia tranquilo até o momento em que eles recebem uma mensagem da Samson, uma nave que está comprometida.  Vic Jones, o capitão da Samson conta a eles uma história tão extraordinária que a princípio todos ficam céticos e acreditando que tem algo errado com o homem. 

Porém, a situação da equipe da Marion está apenas piorando. Delilah, uma segunda nave avariada, se aproxima da Marion e causa uma colisão. Só esse fato já é preocupante, mas ao acessar as câmeras da Delilah, Chris, Lucy e toda a equipe vão encarar o verdadeiro horror...

"A Delilah, arruinada, se chocou contra a Marion. O impacto e a explosão lançaram todos no chão." (p. 22)

Marion encontra-se avariada e tudo indica que a tripulação está com graves problemas. Dias se passam, e uma terceira nave, que aparentemente está vazia e no piloto automático atraca próximo à Marion. Essa nova nave é a Nascissus e a única chance da equipe de sobreviver. Eles só não esperavam encontrar uma mulher em estado de hibernação na nave: Ellen Ripley.

Ripley é a personagem ícone da saga alien. É uma mulher durona, sagaz e uma sobrevivente. Não importa o que aconteça, Ripley sempre triunfa no final.

O livro tem um clima de suspense, onde o leitor prende o suspiro a cada página virada. As descrições são ricas e os aliens, assustadores. Para os fãs da saga, essa trilogia é uma indicação perfeita, pois tem todos os elementos que agradaram nas telinhas.

"Não havia outra explicação. Os aliens não tinham atacado. Em vez disso, estavam espreitando o grupo de sobreviventes, movendo-se pelas fissuras sombrias das rochas, deixando que notassem sua presença, mas sem se expor." (p. 147)



Nenhum comentário :

Postar um comentário