Resenha - Lobo Por Lobo

Lobo por Lobo

Autora: Ryan Graudin
Editora: Seguinte
Gênero:  Literatura Estrangeira / Jovem Adulto
Páginas: 376
Sinopse: Skoob

Avaliação:



O Eixo ganhou a Segunda Guerra Mundial e o mundo é comandado pela Alemanha e pelo Japão. A trama é narrada e em terceira pessoa e tem como protagonista Yael, uma garotinha judia de seis anos de idade que foi escolhida no campo de concentração pelo dr. Geyer, para ser uma de suas cobaias no ano de 1944. Os anos passam e Yael torna-se membro da Resistência, um grupo que luta com unhas e dentes para deter o avanço do Eixo.

"Ele devolvia a prancheta para a enfermeira, rolava o banquinho até a mesinha prateada onde as agulhas ficavam organizadas em fileira. Dentes de prata, querendo enfiar veneno na pele de Yael. Enchê-la de mais dois dias de ardor e agonia. Mudá-la de dentro para fora. Tirar todas as cores, os sentimentos e a humanidade de dentro dela. Drenar, drenar, drenar, até não sobrar nada. Só o fantasma de uma menina. Uma casca oca. Progresso". (p. 16)

Yael não é uma simples mulher e sim uma metamorfa que tem a habilidade de assumir a identidade de qualquer pessoa. Por conta disso, seu papel é muito importante dentro da Resistência e quando surge a oportunidade de eliminar de uma vez Hitler, ela é convocada para a missão. O Tour do Eixo é uma grande prova de rally com vários concorrentes em busca da fama. No ano anterior, uma mulher ganhou e como “prêmio” terá a honra de dançar com Hitler durante o grande baile. Não seria incrível assassinar o líder do Eixo diante de milhares de testemunhas?

A missão de Yael é simples: assumir a identidade da ganhadora e se aproximar de Hitler. Mas logo fica claro que não existe nada de fácil na missão e Yael, junto com outros aliados, irão ter que lutar apenas para sobreviver.

"Porque o dia seguinte era o começo do fim. Ela correria da Germânia até Tóquio. Venceria o Tour do Eixo e seria convidada para o Baile da Vitória. Mataria o Führer e, consequentemente, o Terceiro Reich. Estava disposta a atravessar o mundo para mudá-lo. Ou a morrer tentando". (p. 36)

Com um enredo diferente, “Lobo por Lobo” é sem dúvida um livro espetacular que inicia uma série que tem tudo para dar certo. Pegar um tema tão polêmico e trabalhar do desfecho alternativo é simplesmente genial, pois mescla ficção com um fato histórico inesquecível. 

Nenhum comentário :

Postar um comentário