Resenha: Originais (Saga Lux #4)




Originais
Saga Lux #4
 Gênero: Fantasia / Ficção científica / Literatura Estrangeira / Romance
Páginas: 384
Sinopse: Skoob

Avaliação:
 Durante a tentativa de resgate de Beth, a namorada do Dawson, da instalação militar, Katy foi capturada pela Daedalus, a organização que lida com os assuntos alienígenas. Agora, ela se encontra sozinha na instalação militar, sendo espetada, estudada e sofrendo lavagem cerebral.



Para o Sargento Dasher, os Lux estão apenas esperando para se apropriar do planeta e exterminar os seres humanos. A melhor chance de ganhar a guerra que ele acredita que vai acontecer é usando os poderes dos híbridos, custe o que custar.


Katy está emocionalmente e fisicamente sofrendo. Sendo a nova cobaia do laboratório e uma híbrida, os cientistas estão fazendo de tudo para testar seus limites, inclusive colocando-a frente a frente com situações mortais. A separação entre ela e Daemon também está a deixando atormentada, pois ela sabe que seu namorado é capaz de fazer uma grande loucura para tê-la de volta. E Katy não está errada...


Daemon está ensandecido. Tudo o que ele consegue pensar é em resgatar a amada, mesmo que isso custe expor todos os Luxen. Então ele resolve fazer o que o governo realmente deseja: se entregar e se tornar um objeto de estudo deles.


Quando Daemon e Katy reúnem forças novamente, eles não fazem ideia contra o que vão lutar. Com muita ação, traições e revelações inéditas sobre os híbridos e os luxens, “Originais” traz um enredo que fará qualquer leitor segurar o fôlego página após página.




"Meu coração martelava numa velocidade supersônica, acompanhando o dela. Kat, então, se sentou completamente e envolveu meu rosto entre as mãos. Fechei os olhos, sentindo o toque suave no fundo da alma."

Um comentário :

  1. Oi, tudo bem?
    Achei esse livro bem peculiar. Vou admitir que nunca vi uma série com um tema parecido com esse enredo!
    Mas ela parece ser bem interessante e eu vou acrescentar a saga na lista de leitura!

    Beijão,
    Vinicius
    omeninoeolivro.blogspot.com

    ResponderExcluir