Resenha: Um Beijo à Meia-Noite (Contos de Fadas #2)

 
Um Beijo à Meia-Noite
 
Série: Contos de Fadas #2
Autora: Eloisa James
Editora: Arqueiro
 Gênero: Ficção / Literatura Estrangeira / Romance
Páginas: 304
Sinopse: SkoobSkoob

Avaliação:
 
  
Neste volume de Contos de Fadas livro dois da Eloisa James, temos Gabriel e Katherine que se sentem cada vez mais interessados um no outro em uma época em que as coisas não eram como hoje, afinal se trata de um romance de época, e a relação dos dois é daquelas que está fadada à trágica situação em que o casal não pode e não deve ficar juntos.
 
Katherine tem uma meia irmã, Victoria, que precisa da aprovação do príncipe sobre seu casamento com Algernon sobrinho dele; ela é apaixonada por Algernon; ao tentar ir ao encontro do mesmo, ela passa uma situação que a impossibilita e aí as coisas começam verdadeiramente no conto, que vai do cômico ao romance e tiradas de época!

Tem uma madrasta nessa história, e já sabemos que madrastas não são tão legais assim, com o incidente de Victoria, ela envia Katherine na missão em visita ao castelo do tal príncipe se passando por Victoria. Mas claro que o tiro sempre sai pela culatra, não se trata de irmãs gêmeas indenticas, nem de mulheres que se que se parecem, em qualquer aspecto, desde o "ser uma dama" treinada para lidar com eventos e pessoas de grande porte, mas mesmo assim, como recusar algo de sua madrasta? Então Katherine se torna Victoria e vai em seu destino pré determinado naquele momento. Mas nada é como deve não é? E eis que surge uma paixão entre Katherine e o Príncipe. 

Nem tudo nessa época é amor e florzinhas com borboletas no estômago. O nosso príncipe precisa se casar para herdar o dinheiro necessário para cuidar de seu legado, mas será possível que ele tinha que estar afim justo da mulher do sobrinho? Óbvio que aqui ele ainda não sabe que Victoria é na realidade Katherine. E vamos aos clichês clássicos do gênero, Katherine é encantadora por não se dobrar aos desejos de um príncipe, ela é uma órfão que vive aos cuidados de uma madrasta e quando seu pai faleceu tudo desmoronou, ela deixou de ser quem gostaria e quem era, para se submeter a uma vida de trabalhos forçados em troca de moradia. Mas com essa nova situação ela não muda quem é apenas reafirma-se com sua personalidade forte e marcante o que atrai Gabriel. 

Ao contrário do que se possa imaginar, Gabriel tem seu charme, apesar de seu título e responsabilidades ele é apaixonante e ele e Katherine são como a tampa e a panela. A personalidade e sinceridade destemida de Katherine faz com que Gabriel abastado e de certa maneira mimado se encante justamente por tudo aquilo que ninguém seria perto dele se não Katherine! E aí temos um rolo só.. Afinal, ela não é Katherine ao conhecer Gabriel e sim Victoria.. 
O circo está armado! Façam suas apostas!

O livro é uma delícia! Apesar de todos os Clichês é uma leitura que encanta e flui de maneira rápida do começo ao fim!

Amei!

Nenhum comentário :

Postar um comentário