Resenha - A Heroína da Alvorada

A Heroína da Alvorada

Autora: Alwyn Hamilton
Série: A Rebelde do Deserto #3
Editora: Seguinte
Gênero:  Literatura Estrangeira / Fantasia
Página: 384
 Sinopse: Skoob

Avaliação: 


Oie! Fiquei mega contente quando meu livro finalmente apareceu por aqui, mas confesso que com a demora não resisti e li em e-book! rsrs

Bom, o que falar dessa trilogia? Incrível! 

Pode conter spoilers

Eu amei cada momento que passei acompanhada dos personagens e suas jornadas! Amei cada página virada e amei esse terceiro e último volume que com certeza total deixará imensas saudades! Essa trilogia é uma daquelas que te ganha e se tornam de fato inesquecíveis. Eu não tenho nenhum defeito para por ao desfecho. Uma verdadeira jornada de heroísmo e esperança! Apesar de sabermos que no volume anterior as coisas não foram muito bem e que tudo estava caminhando para um tormento de rebelião e desespero. Uma das coisas que  mais curti foi a cadência que não se desfaz em nenhum momento.

Não foi um desfecho feliz para todos os personagens, ainda assim eu entendi e gostei da forma que foi, apesar de ter sentindo muito em alguns momentos. Gosto não da tragédia, mas do fato de não ser tudo perfeito, afinal, nem na vida as coisas dão sempre certo. Mas cada perda e situação me fez refletir, sentir e me emocionar! O desfecho nos traz um misto de sentimentos tão intensos que fica difícil eu explicar sem liberar spoilers, então só vou dizer que foi perfeito como imaginei que seria!

Temos um foco ainda maior em Jim nesse terceiro volume, o que eu gostei muito. Ele é a cara da rebelião, além de finalmente podermos ver de perto o desenrolar do romance tão aguardado se não por todos, mas pela maioria dos leitores que acompanharam sua trajetória.

Sam é daqueles personagens que eu super curti, pelo tom debochado que ele traz a trama, recheadinho de ironias e com uma personalidade ímpar. Sua jornada foi uma das que mais me chamou a atenção e mexeu demais com meus sentimentos. Ele foi de um extremo a outro e no final sua jornada ganhou mais destaque chegando ao ponto de me deixar agoniada.. Seu destino entrelaçado ao de Amani e o que estaria por vir eu realmente não tinha certeza e juro que sofri e até deis uns gritos e rolou umas lágrimas.
Apesar de eu ter amado muitos personagens, meu carinho mais que especial ficou com o Sam! E tenho certeza que quem leu a história vai entender meus sentimentos!

O crescimento de Amani na trama foi perceptível desde sua aparição no primeiro volume e me conquistou logo de cara, ela é uma personagem que costumo dizer que tem altos e baixos; tem momentos que a amei e outros senti vontade de dar umas boas sacudidas para ver se ela se situava, mas isso é justamente a jogada elaborada da autora, que nos faz sentir com seus personagens, nos faz torcer, chorar, se irritar.. Ou seja, se envolver de fato! Uma coisa é indiscutível, Amani possui uma força que ultrapassa às páginas e nos atinge completamente! Sua postura, sua coragem.. São palpáveis e com isso ela também acaba falhando algumas vezes e nos irritando em algumas situações.

Não posso deixar de mencionar brevemente o Sultão, afinal, sem ele não teríamos um vilão memorável, por assim dizer. Ele é o cara cruel que faz atrocidades com os Dijnnis, tudo para se manter no poder! Quando Amani passou um "tempo" no palácio também pudemos ter mais uma percepção de sua personalidade e destacar seus sentimentos quanto a tudo que viveu e que ainda tinha para viver na trama. Ela não tem apenas as características que eu mencionei, vai muito além.. A magia transborda! E é nesse momento que sabemos muito mais sobre suas origens também, coisas importantes que levaram ela a ser quem é, e principalmente a tomar decisões que não seriam consideradas fáceis de forma alguma. As perdas e dificuldades que Amani passa a fazem ser quem é e torna suas escolhas inevitáveis. E o melhor de tudo é que a autora poderia fazer o que bem entendesse, pois deixou vários caminhos que poderiam se formar levando a finais diferentes.. E o escolhido por ela, foi digno!

Por fim e não menos importante, pode acreditar! Temos Shazad que foi mais uma peça fundamental para a resolução da tal rebelião que ganhou força desde o segundo volume. 

Ou seja, temos velhos conhecidos da trama desde o começo, assim como teremos aparições inesperadas de personagens que remexerão no pote e trarão um colorido ainda mais especial a trama tornando-a uma das melhores que já li  no gênero!

Vou finalizar por aqui, do contrário não vou me conter e contar os detalhes que gostaria e reforçar para aqueles que ainda não leram a trilogia, corram e leiam o quanto antes! Tenho absoluta certeza que não irão se decepcionar em nada!
Já estou com saudades e chorosa pelo término!

Beijos.




 

Nenhum comentário :

Postar um comentário