Resenha - Cartas Secretas Jamais Enviadas


Cartas Secretas Jamais Enviadas
Autora: Emily Trunko
Editora: Seguinte
Gênero: Literatura Juvenil
Páginas: 200
Sinopse: Skoob

Avaliação:

 

Oie, tudo bom?

Nossa, quanto tempo não escrevo nenhuma resenha por aqui. Eu passei por um longo período sem conseguir ler nada e ano passado foi vergonhoso no quesito quantidade de leituras. Porém, esse ano parece que a maré ruim passou e voltei para algo que tanto amo, os livros! Vamos falar um pouco sobre essa leitura?

Esse livro é um trabalho de copilação da Emily Trunko, uma garota de 16 anos que criou um Tumblr chamado Dear My Blank em 2015, um site que reunia cartas anônimas não enviadas e nele as pessoas compartilhavam segredos, angústias e pedidos. O portal se popularizou e passou a receber cada vez mais contribuições, culminando no lançamento do livro.

Nesse site as pessoas tinham a possibilidade de se expressar e compartilhar seus segredos com anonimato, em uma espécie de divã virtual, uma ideia interessante e ao mesmo tempo reconfortante. Muitas vezes nos temos coisas a dizer, mas não podemos por um determinado motivo, mas isso não quer dizer que aquilo não esteja nos incomodando.

O livro é dividido por temas: família, traição, amizade, perda, amor, etc, o que proporciona mais identificação do leitor. Além disso, a leitura é extremamente rápida, fluída e instigante por fazer o leitor se colocar no lugar desses anônimos.

Eu me surpreendi fazendo a leitura e cheguei a me emocionar em vários momentos. Guardar nossas angústias nunca é a melhor solução e eu sempre fui uma pessoa que gosta de escrever sobre o que está sentindo (olá diários da adolescência!). Vocês não imaginam quartas cartas foram escritas para os meus crushs na adolescência, para amigas e até para artistas que eu era fã.

Aproveitando o gancho do livro, quero convidar vocês a fazerem o mesmo nos comentários. Que tal escrever algo para alguém ou para você mesmo no passado? Vou fazer o meu:

"Querido eu de 15 anos...

Não se preocupe, esses garotos não são o amor da sua vida.
Você mal vai lembrar dos seus nomes e muito menos dos rostos.
Eles não ficarão marcados e nem te farão sonhar.
Acalma teu coração, suas lágrimas nem serão lembradas.
Um dia você vai conseguir ser amada como merece. Só aproveite."
Com Amor, Aline 

Como eu disse, escrever para mim mesma sempre foi algo que gostei muito e o Cartas Secretas Jamais Enviadas me trouxe boas lembranças. Uma leitura rápida, diferente e instigante.

Beijos!

Nenhum comentário :

Postar um comentário