Resenha: Os Conflitos de Grace

Os Conflitos de Grace

Autora: Susie Orman Schnall
Editora: Jangada
Gênero:
Ficção / Literatura Estrangeira
Páginas: 296
Sinopse: Skoob

Avaliação:
Olá leitores, como estão? Hoje venho falar de um livro que me surpreendeu muito, não apenas a história, mas a desenvoltura da autora em criar um enredo e desenvolver com tamanha maestria que não tenho defeitos para por. Pois isso é bem raro, em geral, tem uma ou outra coisinha que não nos agrada em uma história. Mas essa é redonda e não apenas cumpre o seu papel, mas eleva as expectativas completamente.

Grace é uma mulher comum, digamos assim. Esposa, dona de casa, mãe de dois filhos meninos.. Uma vida típica de muitas mulheres. Apesar de uma vida boa, para ela, algo estava faltando, é quando decide trabalhar no período em que seus filhos estão na escola. Se relocar no mercado de trabalho nem sempre é fácil, ainda mais oito anos tendo estado fora, vivendo apenas a vida familiar. Ainda assim, Grace consegue o trabalho que se encaixa em suas necessidades e sua ansiedade está a mil, mas então o emprego maravilhoso cai por terra, pois a empresa está sendo fechada.. Para piorar as coisas o casamento que parecia ir como qualquer outro, meio estranho após alguns anos, mas nada além do normal, traz mais uma surpresa, seu esposo confessa que durante uma viagem a trabalho traiu ela com outra mulher. Todo mundo de Grace desaba. E muitas coisas passam pela sua cabeça.. Separar ou não.. Confiar ou não.. O que será de Grace, que se dedicou à sua família, abriu mão de tantas coisas, fez escolhas e agora está vivendo um ponto de sua vida que nunca pensou que passaria. No meio disso tudo, o passado bate à porta e Grace acaba reencontrando uma antiga paixão de sua adolescência. Grace ama o marido, mas está muito confusa sobre tudo que aconteceu. E aí, o que será que Grace fará com sua vida? Quais escolhas novas fará? Terminará um casamento com um homem que ama, mas que a traiu de maneira inesperada, trairá ele com um cara por quem se sente atraída? Leiam!

Uma das coisas que mais gosto nesse tipo de história é tornar os personagens tão reais, tão críveis, que podemos imaginar e "palpar", tirando da ficção e trazendo para a realidade. Este livro traz muitas reflexões sobre maternidade, carreira, família, casamento, traição, realização, entre outros; e posso dizer que vi até mesmo conflitos meus, pessoais, refletidos em Grace. Toda essa questão que a personagem menciona no livro sobre acordar e não se sentir como deveria, de ver sua vida passando diante dos próprios olhos, como se fosse com outra pessoa, ou a insatisfação de escolhas que descambaram para situações e lugares inesperados.. Quem nunca se sentiu dessa forma? Essa inércia que muitas vezes passamos em nos sentimos estranhas na nossa própria vida, e desejar não apenas que o amanhã seja diferente, pois sabemos que isso nem sempre depende exclusivamente de nós, mas desejar que seja, no mínimo diferente do hoje, da sensação de ser uma espectadora em sua própria vida, da sensação de impotência.

Um dos pontos que vale mencionar.. Depois de um tempo em que estamos casados, é comum sentir aquela mesmice e vir aquela sensação de estar acomodado e familiarizado com tudo. E aí basta uma traição para o "seu" mundo desabar, com isso, vem a insegurança em tantos aspectos, que está ligada não apenas a forma como Grace se vê, mas também a questão de confiança, perdão.. E ter alguém que te olha e reacende aquela chama que a muito ficou apagada, sem dúvidas, mostrou para Grace que ela não está morta! Sua vida tem mais a oferecer, ainda que as coisas não tenham saído como planejado.. Ainda que decepções ocorram, ainda que tudo mude ou não..

Eu super recomendo esse livro.. Apesar de sentir que falei e falei muito.. Não menciono todos os aspectos importantes que a história possui.
Um livro muito bem escrito e descrito que nos faz refletir sobre a vida em muitos aspectos!
Uma autora que conquistou minha confiança e a qual espero ler muitas outras histórias!







30 comentários :

  1. Oi Karine!
    Que resenha fantástica, fiquei com vontade de ler o livro :) Esse tipo de historia que fala sobre o cotidiano e que parece trazer uma reviravolta surpreendente na vida do personagem é um dos meus tipos favoritos de história. Espero ter a oportunidade de lê-lo.
    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que curtiu a resenha. Eu adorei de verdade o enredo e também curto essa coisa de reviravoltas. A vida não é reta certo? Então quando pego temas assim, nos faz refletir de muitas maneiras diferentes.

      Beijos.

      Excluir
  2. Oiii Karini

    Eu adoro quando a história nos traz personagens assim, próximos do leitor e da realidade, principalmente se se trata de dramas ou contemporâneos. Não conhecia o livro, gostei da dica, me parece bom pra mudar um pouco as minhas leituras de sempre...

    Beijos

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é. Também curto esse tipo de proximidade com os personagens. E esse livro me tirou de uma ressaca tremenda, restaurando minhas energias.

      Espero que leia.
      Beijos.

      Excluir
  3. muito boa sua resenha, fiquei com vontade de ler. acho super legal esses livros que fazem personagens reais e que ficam proximos de quem lê. dificilmente esse tipo de livro desagrada quem lê. adorei a dica!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dificilmente desagrada mesmo. A não ser o povo que tudo diz ser cliclê. Sempre que temos temas próximos à realidade, teremos um pouco de clichê, mas acho que o que direciona o gostar ou não é a desenvoltura do autor na construção dos personagens, do enredo e de como ele conduz.

      Espero que leia.

      Beijos

      Excluir
  4. Muito bem elaborada sua resenha pode ter certeza disto, mas confesso que apesar de todos os seus elogios não foi um livro que me chamou muito atenção para leitura, pelo menos não por agora, quem sabe futuramente, mas de qualquer forma, obrigada pela dica.

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pelo elogio e que pena que não te agradou no momento. Espero que possa dar uma chance em outra oportunidade.
      Beijos.

      Excluir
  5. Oi, Karini. Nossa, que premissa atraente a desse livro. Eu ainda não o conhecia e gostei bastante dele, à primeira vista me parece ser uma ótima leitura e pelo que você falou eu acho que vou gostar muito. Eu gosto muito quando os livros nos fazem refletir e quando nos permitem sentir como os personagens se sentem. Anotei a dica!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também curto essa pegada reflexiva e que nos aproxima da realidade em se tratando de ficção.
      Acho que se ler, vai curtir tanto quanto eu!
      Beijos Bea.

      Excluir
  6. Sua resenha ficou ótima e, para quem gosta desse tipo de livro, deve ser um prato cheio, mas não é o meu caso... Não gosto de obras que se aproximam muito da realidade, e se tiver uma realidade nada a ver com a minha então, fica mais difícil eu me interessar. Mas que bom que gostou tanto assim!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ju, obrigada pelo seu comentário. Eu curto bastante esses personagens palpáveis e enredos mais realistas, ainda que não seja a minha realidade, estou antenada no cotidiano, notícias, vida de amigos próximos e afins e com esse tipo de leitura levanto reflexões bem bacanas e que muitas vezes podem até ajudar a compreender o que temos ao nosso redor ou o que alguém está passando.

      Beijos.

      Excluir
  7. Deu pra sentir que essa história realmente mexeu com vc. E é maravilhosa essa sensação, né? Depois vem aquela ressaca pq nem sabemos escolher qual livro ler hahahahha
    Adorei a premissa e apesar de ter achado um enredo até que cliché, deu pra sentir que foi muito bem trabalho e que a construção do personagem vale a sua a apena. Amo refletir nas leituras, por isso anotei essa dica e espero conseguir dar uma chance futuramente.

    Sai da Minha Lente

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi. Sim.. Eu amo leituras do tipo.
      Tem o quesito cliché com certeza.. Afinal, tudo que se aproxima da realidade nos trás isso.. Mas acho que o que define o livro como bom ou ruim é a desenvoltura do autor; que nesse caso foi muito boa!

      Beijos.

      Excluir
  8. Não tinha visto este livro ainda, mas me chamou atenção o enredo tão real do livro. Com certeza durante a leitura será possível muita identificação com ela.
    Bjs Rose

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim Rose. Ainda que não me identifique como algo da minha vida em si.. Podemos ver aquilo em uma história que escutamos da vida de alguém e isso é bem interessante.. Além das reflexões que o tipo de enredo levanta.

      Beijos.

      Excluir
  9. Não conhecia o livro, mas o fato de ter achado a história redondinha é animador, pois normalmente as tramas deixam algo a desejar. Adoro enredos que nos fazem refletir, ainda mais falando sobre a mesmice do casamento. Uma recomendação que eu anoto, ainda mas com um casamento chegando aos 10 anos, quero conferir o que a Susie tem a dizer. rsrs

    Abraços.
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é.. Eu também curto essa pegada.. Essa coisa de falar sobre assuntos reais, casamento, vida, filhos, frustrações e afins.. Isso traz um pouco de cliclé ao enredo, mas também trás reflexões boas.

      Espero que possa ler.. Juntos temos 12 anos, casados no papel 10 anos também.. E juro, ainda que a realidade da personagem seja diferente da minha em muitos aspectos, pude perceber semelhanças de sentimentos e situações em outras..
      Beijos.

      Excluir
  10. Olá,
    Parece ser daqueles dramas bem que você não sabe o que fazer com a vida da personagem hahahaha. Gosto deste tipo de história que nos faz refletir sobre assuntos do dia a dia. Dica anotada.

    Debyh
    Eu Insisto

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é.. Lemos a situação da personagem e dá vontade de dar umas sacudidas nela, para que ela acorde e se toque de certas escolhas que precisa fazer.. É engraçado, mas levanta sentimentos de raiva, amor, paixão.. tudo junto.. kkk

      Beijos.

      Excluir
  11. Oi, tudo bem?

    Eu não conhecia o livro, mas o enredo me deixou muito interessada. Fico feliz que tenha gostado do livro. Já esta na minha lista de desejados.

    Beijinhos!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se tiver oportunidade, leia.
      A história é boa!
      Beijos.

      Excluir
  12. Olá, tudo bem? Não conhecia essa obra mas amei a trama da história dessa história e ao mesmo tempo parece um livro bem gostoso de ler sem ser aquela história maçante! Entrará na minha lista sim! Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não é maçante de forma alguma. Pelo contrário, a história flui muito bem.
      Espero que tenha oportunidade de ler.
      Beijos.

      Excluir
  13. Olá! Que resenha mais gostosa de ler. Não conhecia o livro mais gostei de saber sobre alguns assuntos que é abordado na história e mesmo não sendo uma leitura que eu costume fazer, achei super valida!

    Beijos,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pelo comentário Ritchelly. Pois é uma história com muitas reflexões e mesmo que não seja o seu estilo, acredito que quando quiser fugir da rotina, possa ler ele e irá curtir bastante.

      Beijos.

      Excluir
  14. Oi, tudo bem?
    Eu ainda não conhecia o livro, mas fiquei muito curiosa para ler. É muito bom quando uma leitura nos surpreende positivamente e deixam a sensação de que foi tudo bem amarrado.
    Adorei o enredo e o que mais chamou a minha atenção é o fato dos personagens serem tão reais e passarem por situações e conflitos que muitas pessoas vivenciam.
    Gostei muito da sua resenha e de ver o quanto você gostou do livro. Já anotei a dica e espero ler em breve.
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu curto bastante histórias assim, pois trazem reflexões bacanas, independente da situação parecer ou não com a sua própria.

      Beijos.

      Excluir
  15. Oi Karini,
    Eu também gosto muito desse tipo de histórias e fiquei animada para ler essa. O que mais me agrada são os personagens, como você disse, é tudo muito real, né?
    Acho que esse é a quele típico livro que precisamos sentir e vou anotar a dica.
    Beijos

    ResponderExcluir
  16. Olá Kah, tudo bem?
    Eu nunca tinha lido nenhuma resenha desse livro antes mas, fiquei realmente interessada na história porque, assim como ela trabalho, sou casada e nem sempre é fácil manter e relacionamento quanto nós (esposas) temos que trabalhar fora e dentro de casa, mas, não acho que isso seja, motivo para o companheiro trair, como o esposo da Grace fez e por passarem por situações parecidas tenho duas colegas de trabalho que hoje fazem tratamento para depressão.

    Sua resenha ficou muito bem escrita e explicativa, obrigada pela dica!

    Beijos e Abraços Vivi
    Resenhas da Viviane

    ResponderExcluir