Resenha: Bizarra Estrada ao Abismo

Bizarra Estrada ao Abismo

Autor: R. Guerra Cruz
Páginas: 64
Sinopse: R. Guerra Cruz faz sua estreia no gênero ainda desconhecido de "poesia científica" e convida o leitor a entrar em uma viagem espacial psicodélica protagonizada por Eleonor Fridge, uma experiente investigadora que arrisca a própria vida na esperança de salvar seu pai de um iminente atentado interplanetário.

Oi pessoas queridas, tudo bem? Hoje trouxe uma resenha um pouco diferente das que costumo trazer por aqui. Se trata de um nacional, mas com um enredo mais denso e poético.
Bora conferir?

"O começo é molhado, sujo e quente como a borda elíptica de um caldeirão forjado à vácuo constituído primordialmente para pecado, escolhas e superstições, que unidas cristalizam uma rede de significados circulares e oculares.."

O livro é dividido em capítulos. São eles:

Recomendações
Capítulo 1 - O começo
Capítulo 2 - Nua
Capítulo 3 - A luz da manhã
Capítulo 4 - Pérolas
Capítulo 5 - Na velocidade da luz
Capítulo 6 - Os visores da nave
Capítulo 7 - Uma forte lembrança
Capítulo 8 - Um tour pela Europa
Capítulo 9 - As belas costas de Eleonor Fridge
Capítulo 10 - O que forma sua essência

Curiosamente, apesar do autor dizer que o livro não teria um título, dando a entender que o mesmo se trata de uma mera formalidade, "Bizarra Estrada Ao Abismo", nos dá uma pista nítida do que esperar, pois seu título retrata exatamente o que encontrei ao me aventurar em suas páginas.

R.Guerra Cruz consegue prender o leitor com metáforas poéticas sobre a vida, onde de maneira pouco convencional, ele joga com as palavras a fim de retratar diversos sentimentos, sensações e situações. Sem uma regra ou fórmula específica, vamos sendo conduzidos por "caminhos", que nos levam a refletir sobre a vida desde a concepção, até o desenrolar de guerras ou sentimentos profundos.

Sem dúvidas, o texto faz referência, ao limiar entre uma coisa ou outra, levando o leitor a especular e até desenvolver um senso crítico, onde ele facilmente se vê concordando com as referências apresentadas ou questionando seu próprio ponto de vista e misto de sensações ou impressões.

Um texto indispensável para os amantes de reflexões e que possuem um senso mais apurado para identificar nas entrelinhas e metáforas, algo grandioso.


No decorrer do texto temos mais de um personagem principal, a meu ver, pois em um primeiro momento, temos, como eu disse, sentimentos, situações e sensações, que facilmente podem se colocar como protagonistas.. E logo depois teremos Eleanor Fridge, que seria, no caso, a protagonista da obra.. Mas que dividiu o "palco" com outros personagens indiretos, porém tudo leva ao mesmo lugar.. "vida", "sentimentos", "sensações" e afins. Confesso que eu curti mais a primeira parte do enredo, não pela segunda parte ser ruim, mas eu não consegui ver apenas Eleanor como protagonista. 

Eu acho que o livro vai além de meras formalidades. Ele toca mais profundo, ele transborda das páginas e nos faz viajar; com isso, Eleanor, fez parte de um todo e não de um sentindo.. Se é que me entendem?

O livro não tem um gênero definido pelo autor, como podem ver na sinopse e até mesmo no texto que escrevi sobre a obra; mas eu diria que é uma metáfora poética sobre a vida e tudo aquilo que a mesma acompanha . Por se tratar de uma obra curtinha, não posso me estender falando sobre tudo que eu encontrei ao ler, mas posso dizer que ao embarcar nessa leitura vocês estarão literalmente se jogando em um abismo onde cada um poderá ter sensações diferentes e muitas reflexões .. 

Espero que possam ler e curtir a obra como algo bem delicado e profundo que nos faz refletir, viajar e reviver.. 

 


Um comentário :