Resenha - Eu e Esse Meu Coração

Eu E Esse Meu Coração
Autora: C.C. Hunter
Editora: Jangada
Gênero: Romance Adolescente
Páginas: 424
Sinopse: Skoob
Avaliação: 
 
Olá, tudo bem com você?

A Premissa desse livro é muito boa, acho impossível quem ler a sinopse do livro não sentir vontade de ler e foi isso que aconteceu comigo.

Mas confesso que esperava mais, bem mais do livro.

Leah MacKenzie tem 17 anos e por um problema de saúde o seu coração está literalmente fora do corpo, ela usa uma mochila onde o aparelho faz seu coração bater, a única saída para seu problema de saúde é fazer um transplante.

Então logo nos primeiros capítulos já vemos ela terminando um namoro, e pensando que vai morrer logo, ela não vai mais para a escola e estuda em casa, um dia acontece algo com sua professora e quem aparece para ajudar na matéria é Matt um menino super charmoso e famoso no colégio.

Leah fica toda sem jeito em estudar com ele, mas como ele precisa de pontos na escola ajuda Leah na matéria com o maior prazer e acaba ficando a par da situação da saúde dela e até oferece ajuda se caso ela precisar.

Matt tem um irmão gêmeo chamado Erik e os dois são muito ligados, uma madrugada Matt acorda passando muito mal e sabe que algo muito ruim aconteceu com o seu irmão, até que confirma que ele infelizmente morreu.

Todos acham que ele se matou, porém Matt e Erick tinham acabado de perder o pai a muito pouco tempo e a mãe deles ainda estava muito abalada com a perca recente do marido.

Então Matt não acredita de jeito nenhum que Erick cometeu um suicídio e decide investigar por conta própria.

Leah consegue fazer o transplante de coração e acaba tendo alguns sonhos estranhos com arma,com gente caindo, e acha tudo isso muito estranho.

Então os dois começam a se relacionar e percebem que tem a mesma visão e o mesmo sonho, então deduzem que talvez Erick tenha sido assassinado e resolvem então ir em buscas de mais pistas.

Erick terminou um relacionamento recente e a menina simplesmente sumiu não quer atender nenhuma ligação e não quer mais ir a escola então fica bem complicado achar alguma pista e é isso que o livro peca um pouco porque o foco fica totalmente virado para o romance que acontece entre Leah e Matt e a investigação da morte do irmão fica de lado.

Outra coisa chata também é que Leah morre de vergonha da sua cicatriz, e também não quer que ninguém saiba que o coração de Erick é que salvou ela da morte, ela esconde até dos pais que não sabe quem foi o doador.

Grande parte do livro é as descobertas como casal e o romance dos dois, inocente e levemente picante.

Leah sabe que depois que recebeu o coração ela mudou muito tanto seu jeito de ser como de se comportar também, a Leah de antes era tímida, insegura essa já fala o que sente mas ainda esconde coisas que poderiam ser faladas normalmente.

-Você tem toda a vida pela frente, Leah. Faça planos. Descubra quem você é agora e o que quer fazer da vida. Depois, arregace as mangas e vá atrás do que quer. Sonhe grande. São pessoas como você que vão fazer diferença neste mundo. Não tenha medo de se arriscar. De ganhar ou perder. É disto que é feita a vida: escolhas.

Eu no lugar dela seria eternamente grata a família que aceitou doar o coração mesmo com a noticia tão triste que é perder um ente querido e não ficaria com vergonha nenhuma da cicatriz, afinal ela tem o poder de viver novamente, uma cicatriz é o de menos.

O livro tem um fechamento legal, bonito e feliz mas confesso que poderia ser melhor abordado o tema de doação de órgãos.

"Então, por favor, prove que a minha médica esta certa. Prove que se preocupar é uma condição humana. Inscreva-se para ser doador, de modo que outros lá fora possam experimentar a arte de fazer o amanhã. E, enquanto você estiver vivo, seja criativo sua própria vida. Você só tem uma. Faça com que ela seja importante. Viva, não como se fosse morrer amanhã, mas como se o amanhã fosse uma promessa."

O tema é maravilhoso o final também é muito bom porém a trama toda foca mais no romance e nos devaneios da personagem principal do que a investigação em si e da importância de doar órgãos e salvar pessoas.

Beijos 

Até mais!





2 comentários :

  1. OiI! :)
    Confesso que a primeira vez que vi esse livro fiquei encantada com a sinopse. É uma pena que a história tenha falhas que, pelo que eu entendi, acabam tiram o foco do ponto principal do livro. :(

    Beijos
    www.ventodoleste.com.br

    ResponderExcluir
  2. OiI! :)
    Confesso que a primeira vez que vi esse livro fiquei encantada com a sinopse. É uma pena que a história tenha falhas que, pelo que eu entendi, acabam tiram o foco do ponto principal do livro. :(

    Beijos
    www.ventodoleste.com.br

    ResponderExcluir