Resenha: O Instituto - Stephen King

O Instituto
Autora: Stephen King
Editora: Suma de Letras
Gênero: Ficção / Literatura Estrangeira / Terror
  Páginas: 544
Sinopse: Skoob

Avaliação:

Todo mundo sabe que amo as publicações do mestre King, então não poderia deixar de conferir O Instituto, logo assim que lançou eu solicitei e fiquei agoniada por ter que ter tido paciência em ler devagar, por estar em época de provas sabe? Então tinha que intercalar bem estudo com leituras não didáticas! Que sofrimento! Mas finalmente consegui ler o livro inteiro e mais uma vez fiquei encantada como sempre, sou mega fã do mestre King! Já disse que leria até a lista de compras dele! rsrs

Bom, nesse livro iremos conhecer um talento, um menino prodígio de apenas doze anos chamado Luke Ellis; ele está prestes a ir para a faculdade! Pois é, eu disse que ele era um gênio! Luke vem de uma família muito bem estruturada e sabe todos os passos que deseja seguir em sua vida e carreira profissional. 

Porém as coisas mudam de figura, em uma noite, logo após tomar uma decisão que mudaria sua vida para sempre, Luke é levado de sua casa, indo parar em um lugar desconhecido e pitoresco, chamado de "Instituto" e é nesse local que Luke percebe que ali tem diversas crianças que parece ter diferentes poderes, que na verdade soam bem esquisitos! E tudo que Luke tinha como formado em sua mente como natural e tal, muda completamente para uma sensação de perigo! 

Afinal, usar sua mente para mover objetos não soa mais algo diferente, divertido e único!

O Instituto abriga muitas crianças e também muito sofrimento, dor, desespero e Luke agora faz parte desse peculiar lugar e conhece outras crianças com dons, e que estão a mercê de adultos que de muitas maneiras exploram suas mentes, drenam suas energias e esperanças; mas as coisas estão prestes a mudar, pois Luke como um gênio e o Avery causam diversas situações que nunca ocorreram antes e isso lhes dá um respiro! E claro que os adultos em questão terão a certeza de terem se enganado ao levar Luke e Avery para o Instituto, pois eles provocam grandes problemas, trazendo desequilíbrio a rotina já tão conhecida por todos! Nesse cenário, também iremos conhecer um policial de uma pequena cidade que promete revirar o Instituto tanto quanto conseguir em prol de seus objetivos.

Quem está acostumado a associar o nome de Stephen King a terror apenas, se engana tanto, pois ele trás enredos com muito mais que terror; esse livro é recheado de humor, mistérios, suspense, adrenalina, uma pitada de terror e horror e em uma ficção para lá de interessante, com personagens bem delineados e muita aventura!

Na minha opinião King conseguiu reunir nesse livro tudo de mais interessante e especial que ele vem trazendo em outros livros; o enredo é vívido, com muita tensão do começo ao fim o que deixa o leitor ávido por mais e mais! E tendo personagens infantis no enredo, conforme já li em tantos outros do autor, torna a tensão mais marcante!

Luke é um desses protagonistas que te ganha, ele tem todo o necessário para conquistar o leitor, ainda que seja apenas um menino de doze anos, porém um gênio de fato! Ele de longe se destaca de todos os outros personagens, já que sua mente de gênio o torna não apenas mais uma criança no Instituto, mas uma criança que está muito além de qualquer outra e que supera até os adultos ao seu redor! Ele é um personagem que apesar de tamanha inteligência que de certa maneira o isolaria das demais, cria conexões e amizades importantes. Para ele, cada criança ali presente é de suma importância e merecem seu respeito, amizade e tudo que possa dar de si. E essas conexões e amizades desenvolvidas serão as responsáveis por todos os acontecimentos que se seguem na trama!

Avery, também foi um personagem memorável que me deixou bastante atônita, ele é mais novo que Luke, ele é muito criança mesmo e ao se aproximar de Luke encontra força, compreensão e tudo que precisa para enfrentar os assombros que estão por vir! A comunhão desses dois personagens não trouxe apenas ou somente o instinto de sobrevivência, foi muito além do que se poderia imaginar ou esperar! Todas as crianças ali são paranormais, carregando em si poderes enormes em corpos pequenos e que toda a humanidade desconhece e com isso se tornaram ratos de laboratório, sendo ignorados como seres humanos e mais ainda como crianças. 

O final foi desolador, mas ao mesmo tempo bom e ruim, afinal a humanidade ou a falta dela é o parâmetro para tudo nesse enredo! As perguntas que nos fazemos, sobre o porquê de seres humanos conseguirem ser tão cruéis, até onde estão dispostos a ir por poder, controlar ou mesmo sobreviver, isso sem dúvidas nos deixa estarrecidos!

Saindo um pouco do cenário do Instituto, King trás o policial para a equação e com isso a pequena cidade de onde ele vem na Carolina do Sul e a importante ligação entre os membros dessa comunidade e alguns ocorridos no livro, principalmente no final! Esse livro mexe com nossa sanidade, mexe com nossos valores, crenças e nos sacode para uma realidade cruel, mesmo em uma ficção obre os seres humanos!

Um livro com muitas nuances, que vai do humor ao desespero completo, tenho certeza que irá encantar todos os leitores do autor e também os que ainda não o conhecem!

Mais uma vez maravilhada!

Nenhum comentário :

Postar um comentário