Resenha: Willa a Garota da Floresta

 
Willa a Garota da Floresta
                                              
                                              Autor: Robert Beatty
                                              Editora: Fari Editorial
                                              Páginas: 304
                                    Gênero: Literatura Estrangeira / Fantasia

Avaliação:


Willa mora com sua avó e seu clã em Dead Hollow, uma tribo que tem uma história e já foi enorme, liderada por Padaran. Assim como as demais crianças da floresta, ela era obrigada a entrar na cabana daa pessoas e roubar, alho que em tese é bem perigoso, pois Willa, cresceu ouvindo sobre a crueldade dos humanos, que dizimam tudo que não entendem, não conhecem só por que podem! Willa é muito boa no que faz, porém em dado momento ela é ferida por um humano que oferece ajuda, e isso acaba despertando em Willa certa curiosidade, afinal, como pode os humanos serem tão cruéis e ter ali um disposto a ajudá-la? 
Isso faz com que Willa questione tudo que aprendeu sobre os humanos e sobre sua própria tribo, e com isso vários segredos inimagináveis vem a tona. 

É nesse enredo que somos inseridos à história de Willa e sua tribo, com tudo sendo narrado pelo ponto de vista da jovem Willa, o que nos faz saber exatamente seus sentimentos sobre tudo que vai acontecendo ao redor. Uma história fluída e gostosa, que tem em seu público alvo leitores mais jovens, mas que agradará também os mais crescidos! 

Além disso, o enredo trás diálogos importantes e relevantes para todas as idades, o que inclui a preservação e respeito pela natureza, por exemplo e outros temas de relevância, um convite ao leitor à diversas reflexões em um cenário de aventuras, através de uma jornada mágica muito bem construída. 

Além disso encontramos uma protagonista, que mesmo tão jovem, é incrível, carismática, e ganha o leitor desde o primeiro contato; não se enganem com a idades pois Willa é capaz de saber o que é certo e errado e lutar pelo que acredita! 

Já estou ansiosa pelo segundo volume! 

**Publicado inicialmente no blog @alempaginas

Nenhum comentário :

Postar um comentário